Banner superior
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Alexandre Nobre vence e Miguel Arraiolos em 2º

Alexandre Nobre e Miguel Arraiolos dois triatletas na 4ª edição na Taça Continental de Havana e… duas medalhas – ouro e prata – para Portugal!

A prova foi disputada em Cuba, prova oficial do calendário da Federação Internacional de Triatlo (ITU), na distância olímpica.

Alexandre Nobre
Alexandre Nobre

Alexandre Nobre o seu melhor resultado de sempre

Alexandre Nobre, (169 do ranking mundial), Associação Portugal Talentus, que competiu com o dorsal número 7, venceu a prova com a marca 01:50:23.

O triatleta português que tinha conseguido a medalha de prata o ano passado, não só defendeu a posição, mas também a superou, subindo ao primeiro lugar no pódio e alcançando o seu melhor resultado de sempre.

Alexandre provou estar num bom momento de forma, inaugurando de forma brilhante a sua época internacional.

Com este resultado, Alexandre Nobre dá um salto de cerca de 20 posições no ranking mundial absoluto, situando-se agora em torno da posição 140º.

O triatleta explica-nos a tática de equipa para alcançarem os primeiros lugares:

«Eu e o Miguel vínhamos com o objetivo de lutar pela prova e foi o que aconteceu, fizemos um trabalho em equipa durante a corrida até ficarmos os dois sozinhos, estávamos muito fortes os dois.
Chegámos juntos isolados ao fim e foi uma grande satisfação pois o objetivo de fazermos primeiro e segundo lugares foi cumprido, ou era um ou outro, mas é de realçar a nossa superioridade perante a concorrência, senti-me mesmo muito forte!»

Alexandre Nobre e Miguel Arraiolos

Miguel Arraiolos «Nós viemos com o objetivo de irmos os dois ao pódio»

Miguel Arraiolos (76 ranking mundial), do Sport Lisboa e Benfica, colega de equipa de Alexandre Nobre, conseguiu alcançar a segunda posição desta Taça Continental de Havana 2018, com a marca 01:50:24, apenas um segundo depois de Alexandre.

O atleta do Sport Lisboa e Benfica também nos descreveu a estratégia por detrás da vitória, num trabalho de equipa admirável:

«Nós viemos com o objetivo de irmos os dois ao pódio, trabalhámos a prova toda em conjunto até ficarmos sozinhos na frente, no último quilómetro de corrida.
Depois não disputamos o 1° lugar, apenas cortamos a meta com a sensação de dever cumprido, o de sermos 1° e 2°.
No geral, foi uma prova fácil até ao último segmento, depois com calma e bem taticamente conseguimos deixar os adversários para trás», afirma Miguel Arraiolos

Foram duas as participações de atletas portugueses e foram duas as medalhas – ouro e prata – que os nossos triatletas trouxeram para Portugal.

Em terceiro lugar ficou John Rasmussen, do Canadá, com o tempo 01:50:40, 17” depois do vencedor.

Alexandre Nobre 1º e Miguel Arraiolos 2º com John Rasmussen 3º classificaco

Participam nesta prova 24 triatletas de 11 nacionalidades, sendo os nossos triatletas portugueses os primeiros classificados da competição.

Texto / Fotos: FTP

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta