Banner superior
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Almodôvar 2018 Cycling Challenger “Irrepreensível”

Primeiros raios de luz do dia 4 de fevereiro, na vila de Almodovar, afigurava-se um dia muito triste, cinzento, piso molhado, chuva e muito vento para o Almodôvar 2018 Cycling Challenger, organizado pela Associação SCAV – Sport Ciclismo Almodôvar e da Casa do Benfica em Almodôvar..

Irrepreensível organização do Almodôvar 2018 Cycling Challenger

Os participantes aos poucos iam chegando ao complexo desportivo de Almodôvar (Piscinas Municipais), com um semblante desgostoso devido á chuva miudinha que se fazia sentir, onde tornava-se perigoso para os participantes.

Cycling Challenger
Foto: Paula Silva

No complexo estava tudo a postos para receber os mais de 350 participantes de todo o país, o secretariado do Almodôvar 2018 Cycling Challenger, bem visível e pratico / rápido o levantamento dos dorsais.

Pequeno-almoço recheado e com a simpatia desta população Alentejana, tinha tudo para ser um excepcional dia.

Com o aproximar da partida, o tempo parecia começar a dar tréguas e os primeiros raios de sol abrilhantavam os rostos pálidos e tristes dos participantes.

Pelas 09h00 o pelotão desloca-se para o interior da vila, liderada pelos atletas mais jovens da SCAV- Escola de Ciclismo de Almodôvar, onde percorrem as ruas até novamente ao local de partida.

A prova

Depois da partida simbólica um pequeno Briefing, muito importante, porque acima de tudo a segurança está sempre em primeiro lugar.

Informados do inicio da prova, o pelotão vai durante aproximadamente 1,5km em andamento controlado, sendo o director de prova a chefiar até ser dado a partida real, onde percorrem vários zonas do concelho de Almodôvar e Loulé.

Irina Coelho – Foto: Patrícia Chainho

O local mais emblemático e por onde todos esperavam percorrer é a famosa subida ao Ameixial, com uma pendente media 8%, com aproximadamente 1,75Km onde foram coroados os reis da Montanha Irina Coelho da equipa 5 Quinas e Nuno Manso da equipa Viveiros Vítor Lourenço / Sintra Clube de Ciclismo.

Nuno Manso – Foto: Patrícia Chainho

Não podíamos deixar de exaltar os “testemunhos” dos participantes:

Maria Alzorado “Adorei o percurso, é para voltar”

Maria Alvorado (ZEZA) 3º Classificada Clallenge Mini, da equipa G.D.R Canaviais\ComprarCasa Evora, narrou que adorou o percurso, da parte da organização não tem nada a apontar, havia muitos membros da organização ao longo do percurso, bem como as forças de segurança, abastecimentos QB e por fim um magnifico almoço, no local muito bom, um bom serviço e a comida de qualidade.

Só existiu um ponto negativo no Almodôvar 2018 Cycling Challenger, o “Vendaval” que se fez sentir, mas a organização nada tem a culpa, sem dúvida é para voltar.

Maria Alvorado – Foto: Patrícia Chainho

E como nasceu esta paixão?

Desde de muito nova tenho esta paixão, o convívio, os amigos, as amizades, o “mato” fazem -me muito bem, serve para desanuviar da nossa vida profissional.

Para qualquer lado que fosse tinha que ter a minha “amiga”, tive 2 anos fora do país (Moçambique), mas não podia de deixar de rolar e peguei na minha bicicleta e transportei-a de avião. Durante o tempo que tive fora quando tinha possibilidade pegava “nela” e acompanhada com alguns amigos que fiz devido a bicicleta percorríamos imensos km.

O Diabo da Volta a França ou não esteve por Almodôvar – Foto: Patrícia Chainho

João Cerol “Seis voltas a Portugal”

João Cerol 2º Classificado em master C no Challenge Longo da equipa LeroyMerlin Albufeira, descreve como foi o seu dia neste evento.

Como era a minha primeira prova do ano, nunca se sabe como estamos a nível físico, mas iria dar o meu melhor como faço em todas em que participo, tendo 50 anos sei que seria difícil ombrear com os mais novos, mas ia lutar pelo meu escalão.

Prova muito bem organizada, policiamento muito numeroso, em quase todos os cruzamentos e pontes chaves estava sinalizados.

Na minha longa experiência desta modalidade e muitos anos dados há mesma, posso afirmar que foi uma prova que se equipara com etapas da Volta ao Algarve.

Um bom almoço e o convívio ainda melhor.

A nível da minha classificação posso referir que foi boa, mas tenho a referir as ausências dos meus companheiros da categoria neste evento do Almodôvar 2018 Cycling Challenger.

João Cerol – Foto: Paula Silva

Tive conhecimento que participou na volta a Portugal?

Sim é verdade, fiz 6 voltas a Portugal, três (03) pela equipa de Tavira, duas (02) pela equipa Bom Petisco e uma (01) pela equipa S. Brás de Alportel.

Mas foi curioso como iniciei esta aventura. Num dia ia a subir a Monchique, ao pico mais alto do Algarve mais conhecido por “FOIA” é um local onde qualquer ciclista tem gosto e deseja enfrentar esta dura subida, claro para um ciclista amador, conheci um grupo de ciclista que me desafiaram para ir mais além, devido às minhas capacidades.

Nos anos 80 tinha-se que pontuar em algumas provas para ser profissional. Logo no meu primeiro ano a meia da época já tinha realizados os pontos necessários.

Lembro-me de ter vencido uma prova de júnior onde fui, uma das minhas grandes provas e nos restantes anos de profissional fui ciclista de equipa, nos tempos que correm dá se o nome de “EQUIPIER”. Tive o prazer e o orgulho de ter estado ao lado grandes nomes portugueses e internacionais.

Este ano tenho vários objectivos, tais como a Taça Regional de XCM do Algarve e Taça Onebike, o Douro Grandfond, Volta a Palma de Maiorca e por fim o meu grande Objectivo Campeonato do Mundo de ciclismo de estrada Master, que se vai se realizar em no dia 02 de Setembro de 2018 em Baresi, Itália.

Foto: Paula Silva

Classificações

Challenge Longo

Masculinos
João LetrasEquipa Ciclismo Asfic Ribeira S. João, 2º Carlos Gomes – Viveiros Vítor Lourenço / Sintra Clube de Ciclismo, 3º João Portela – ASFIC Grupo Parapedra

Femininos:
Liliana Veríssimo – 5 Quinas, com o pódio a ficar completo com Rita MonteiroClube Oriental Lisboa em 2ª e em 3ª Cristina Luís – Equipa de ciclismo – Vai bicicleta

Foto: Paula Silva

Chalenge medio

Masculinos
Marco PereiraHC Sintra Cycling Team, nos lugares seguintes ficaram em  2º Luís Morgado – Casa de Benfica de Grândola e 3º Rui Brito – Casa do Benfica Almodovar.

Femininos
Irina Coelho – 5 Quinas foi a vencedora e completaram o pódio NathalieDuellmann – individual, e Francielle Crestan – 5 Quinas.

Foto: Paula Silva

Challenge mini:

Masculinos
Ricardo Gil venceu e o seu companheiro de equipa Rúben Calado, obteve o 2º lugar,  ambos a representar a equipa da Casa do Benfica Almodovar, em 3º Diogo Cova – BPI/Loulé

Femininos:
A vencedora foi Orieta Oliveira – 5 Quinas, com os lugares seguintes a serem obtidos por Verónica Fernandes – BPI/Loulé e Maria Alvorado – G.D.R Canaviais \ ComprarCasa Evora.

Horácio Correia e Nuno Loução – Foto: Paula Silva

OPraticante.pt marcou presença no Almodôvar 2018 Cycling Challenger

OPraticante.pt / Só Vai quem quer, esteve representado no Challenge Longo, representado por Horácio Correia e Nuno Loução.

Mais uma vez estes grandes eventos precisam sempre de grandes fotógrafos, estiveram presentes e podem ser visualizadas mais fotos do evento em Casa do Benfica Almodovar / Jorge Guerreiro / Paula Silva / Photos & Photos.

Texto: Horácio Correia

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta