Banner superior
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Em Braga casa cheia assistiu a bis de Mateos

Num dia em que os ciclistas da fuga chegaram a pensar que o esforço poderia ser recompensado com a discussão da vitória de etapa, os protagonistas acabaram por ser novamente alcançados pelo quarteto que lidera a classificação geral. Vicente García de Mateos ganhou pela segunda vez nesta 80ª Volta a Portugal Santander, desta vez em Braga. O espanhol da Aviludo-Louletano-Uli chegou na frente do sprint onde estiveram João Benta (Rádio Popular-Boavista) e Joni Brandão (Sporting-Tavira) entre outros.

O espanhol Vicente García de Mateos foi mais forte

A Aviludo-Louletano-Uli preparou o caminho para o chefe de fila que aguentou o ataque de Edgar Pinto e no sprint veio muito de trás para apanhar um Raúl Alarcón que estava a ver a meta aproximar-se, quando Mateos passou por ele como uma flecha. João Benta (Rádio Popular-Boavista) conseguiu reentrar na frente quando o quarteto não se entendeu para ir discutir a etapa. Colou-se à roda de Mateos, mas o espanhol foi mais forte.

A W52-FC Porto controlou grande parte da oitava etapa esta sexta-feira entre Barcelos e Braga. A Efapel esteve mais resguardada já que tinha Rafael Silva na fuga e acabou por ser a equipa de Loulé a meter um ritmo infernal na corrida. O pelotão ficou partido em vários grupos e os 11 homens que haviam andado escapados viram uma diferença que chegou a ser mais de seis minutos, ficar reduzida a zero.

Foi um final explosivo que culminou no bom trabalho da equipa.
Estamos a tentar [lutar pela geral] e vamos continuar amanhã e no contrarrelógio.
Está a ser [uma Volta] complicada e amanhã vai ser ainda mais“, afirmou o Mateos, já a pensar no que espera o pelotão na Senhora da Graça.

Joni Brandão dono da camisola azul

Apesar de Joni Brandão reiterar que continua concentrado em ganhar a Volta a Portugal, é segundo classificado, tirando a Camisola Amarela Santander a Raúl Alarcón, não desperdiçou a oportunidade para ficar dono da Azul Liberty Seguros, liderando a classificação da montanha.

 

O basco Xuban Errazkin quebrou na última subida do dia, na segunda passagem pelo Sameiro, mas a Camisola Branca RTP da juventude continua a pertencer ao da Vito-Feirense-Blackjack. O terceiro classificado da geral, Vicente Mateos, continua a ser o mais regular e depois do triunfo em Braga reforçou ainda mais a Camisola Verde Rubis Gás dos pontos.

Felgueiras dá a partida para a festa na Senhora da Graça

É sempre um dos dias mais esperados da Volta a Portugal, ou não fosse a Etapa Rainha e a festa do ciclismo será maior porque a classificação está por definir.

O Monte Farinha, em Mondim de Basto, vai ajudar certamente a perfilar melhor os candidatos ao triunfo. Antes da subida final, a prova tem duas primeiras categorias, no Alto da Barra e no Barreiro, já na segunda metade dos 155,2 quilómetros que vão começar em Felgueiras.

Será a última tirada em linha. No domingo será dia de contrarrelógio em Fafe.

Texto: Gabinete de Imprensa Podium
Fotos: Paulo Maria

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta