Banner superior
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Canárias-Madeira reforça cooperação estratégica do Atlântico

O Iate ‘Lola III’, de Rafael Lasso, subiu ao mais alto lugar do pódio, para receber o troféu de vencedor na classe ORC 1 e na classificado geral, bem como o emblemático Troféu Alivar Jones Cardoso – em tempo real da XX Regata Internacional Canarias-Madeira, que tem permitido consolidar a relação de cooperação estratégica que é fundamental para o Atlântico.

Lola 3

LoLa 3 vence a XX Regata Internacional Canarias-Madeira

LoLa 3, embarcação de Lanzarote, estreava a linha de chegada da 20ª edição da Regata Canárias – Madeira. A embarcação, com Rafael Lasso ao leme, foi a primeira entre 25 a chegar à Madeira, depois de aproximadamente 46 horas de navegação.

Rafael Lasso, um velejador muito experiente nesta prova (esta é a sua 11ª participação), revelou que foi uma regata “bastante complicada, com vento instável na saída e praticamente em toda a subida até ao Funchal”. A sua estratégia, passou por “manter-se a leste do campo de regatas evitando a zona de maior perturbação.

A cerca de 10 milhas da costa, já conhecendo as características desta zona, nomeadamente do vento de nordeste, a tática da embarcação espanhola da Marina Rubicõn, foi levar o veleiro Lola 3 mais a barlavento e assim tirar proveito do vento para mais rapidamente chegar à linha de chegada.

Equipa vencedora

Sorondogo IV

Depois da desistência da embarcação DREAM, Sorondogo IV foi a segunda embarcação a chegar à baía do Funchal pelas 12h09. O veleiro do Real Clube Náutico de Arrecife, também um participante assíduo nesta prova, partilhou da mesma opinião que o adversário, confirmado ser uma “regata difícil principalmente na largada em La Palma onde tivemos que fazer muitos bordos para conseguir acertar o vento”.

Miguel Angel Armas, skipper desta embarcarão de Lanzarote, revelou também que a chegada não foi fácil, ficando cerca de 3 horas parado, já muito perto da costa, por falta de vento. Agora a tripulação pretende aproveitar estes dias na Madeira e está feliz por participar nesta regata, revelando que gosta sempre de participar.

Tripulação do Swing

Swing de José Augusto Araújo

Depois chegaram as embarcações The Boss I, de seguida Atlantis Tercero, e depois chegava a 1ª embarcação madeirense, o Swing de José Augusto Araújo. A embarcação do Centro de Treino Mar, revelou algumas “dificuldades pela falta de vento durante alguns períodos” estando cerca de 5 horas em frente à praia formosa sem vento.

A embarcação que na última edição em 2016, foi a grande vencedora do Troféu Alivar Cardoso, chegou a pensar “a hipótese de abandonar” mas acabou por não o fazer, tendo ainda confessado ser mais “mais uma boa recordação que ficará com certeza”.

Os troféus foram entregues pelo Presidente do Governo Regional da Madeira – Miguel Albuquerque e pelo neto do antigo presidente do CNF – Lourenço Cardoso.

O pódio da classificação geral foi ocupado pelos Iates ‘Fontmar’ e ‘The Boss I’ que receberam os troféus de segundo e terceiro lugar, respetivamente. ‘Cash a Lot’ foi a melhor embarcação madeirense ficando em quarto lugar na geral.

Cooperação estratégica que é fundamental para o Atlântico

Foi uma cerimónia onde a Vela foi rainha na medida em que realização desta conceituada regata de Cruzeiros, realizada desde 1978, tem permitido consolidar a ” relação de cooperação estratégica que é fundamental para o Atlântico ” tal como referiu o Presidente do Governo Regional. O mesmo sentimento foi partilhado nas palavras de ambos os presidentes dos clubes organizadores, José Jaubert do Real Clube Náutico de La Palma e de António Fontes do Clube Naval do Funchal.

António Jorge Cunha, diretor técnico da prova, foi homenageado pela dedicação à organização desta regata. O Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira – José Lino Gomes também foi agraciado com um troféu referenciando a importância da Cultura Náutica da Região.

Festa final

A grande noite fechou com a celebração náutica, prolongou-se com um jantar para cerca de duas centenas de convidados e com a White Ocean Party que encerrou em grande mais uma edição da Regata Internacional Canarias Madeira.

A próxima edição será em 2020.

Texto / Fotos: Clube Naval do Funchal

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta