Banner superior
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Centro de Ciclismo do Minho inaugura a segunda fase

A segunda fase do Centro de Ciclismo do Minho, em Souto Santa Maria – Guimarães, foi inaugurada.

Centro de Ciclismo do Minho

O Centro de Ciclismo do Minho acolherá no dia 13 de julho o Campeonato Nacional Universitário de BTT XCO e no dia 1 de agosto a prova de Cross Country Olímpico do Campeonato do Mundo de Ciclismo Universitário.

O Centro de Ciclismo do Minho – Guimarães (Souto Santa Maria) integra o primeiro circuito permanente de BTT XCO da região norte do País e está localizado no Parque Desportivo de Souto Santa Maria (Rua Dona Josefa Amaral Freitas, 4800-257 Santa Maria de Souto, Guimarães – GPS: 41.519503,-8.291169).

O projeto foi desenvolvido em parceria pela Associação de Ciclismo do Minho, Câmara Municipal de Guimarães e a União das Freguesias de Souto Santa Maria, Souto São Salvador e Gondomar, em concertação com a Federação Portuguesa de Ciclismo, compreendo trajetos em circuito de diversas dificuldades (fácil, acessível, difícil e muito difícil), procurando-se corresponder às diferentes faixas etárias dos praticantes, características, nível de desenvolvimento técnico e físico e motivações.

Ponte entre competição e parte lúdica do ciclismo

Domingos Bragança, presidente da Câmara Municipal de Guimarães, referiu aquando da inauguração que “este espaço tem condições para que as nossas crianças possam ter formação para andar bem de bicicleta, em segurança, agregando também a parte educativa.
Quero que as crianças das nossas escolas venham aqui, até como atividade curricular, com a Câmara a assegurar os transportes“.

Esta infraestrutura, referiu ainda o autarca, “é a ponte entre a parte competitiva do ciclismo e a parte lúdica, servindo como palco para a criação de uma Escola de Ciclismo, facto que já tinha referido aquando da inauguração da primeira fase“.

Temos uma pista de Cross Country Olímpico de top mundial, em que os quatro níveis de dificuldade permitem que qualquer pessoa possa praticar a atividade de força segura” afirmou José Luís Ribeiro, presidente da Associação de Ciclismo do Minho, “relembrando o trabalho prévio efetuado pelo anterior presidente da União de Freguesias de Souto Santa Maria, Souto São Salvador e Gondomar, Dionísio Ribeiro, que “criou condições de base para tornar o Centro de Ciclismo do Minho uma realidade e uma referência“.

O dirigente associativo destacou ainda o importante apoio da Câmara Municipal de Guimarães, assim como da União de Freguesias e de mecenas. “O trabalho conjunto e o apoio de todos foram de uma enorme valia para que este projeto se tornasse realidade“, afirmou José Luís Ribeiro realçando que “o estatuto do mecenato também se revelou uma ferramenta importante“.

 

O sonho está aqui, concretizado

O dirigente associativo desejou “que o Centro de Ciclismo do Minho gere uma nova centralidade, proporcionando boas condições para atividades de recreio, formação, treino e competição de ciclismo, contribuindo também para o desenvolvimento da modalidade e da região“.

Este projeto era apelidado no seio da ACM como “o sonho”. O sonho está aqui. Concretizado. Se dúvidas houvesse, temos mais uma demonstração de que vale a pena lutar por aquilo em que acreditamos”, concluiu José Luís Ribeiro.

Fernando Cardoso, Presidente da União de Freguesias de Souto Santa Maria, Souto São Salvador e Gondomar, expressou o regozijo por ter mais uma infraestrutura na freguesia e garantiu que manterá com a autarquia uma postura colaborante, construtiva e sempre em favor da população.

Centro de Ciclismo do Minho reveste-se de importância fundamental

Ausente na cerimónia por se encontrar em Itália com a Seleção Nacional de BTT, Pedro Vigário, selecionador nacional que cooperou com a ACM no desenvolvimento do Centro de Ciclismo do Minho, associou-se ao momento através do envio de uma mensagem: “O Centro de Ciclismo do Minho reveste-se de importância fundamental, não só sob o ponto de vista de uma infraestrutura de alta qualidade que servirá de apoio à alta competição, mas também pela sua disponibilidade para a população em geral, em especial a comunidade do BTT (cada vez mais alargada) que desta forma, usufruirá de um espaço com todas as condições e valências para a prática do BTT de forma tranquila e segura, sem deixar de ser desafiante e numa envolvência de grande beleza natural”.

Esta é a “concretização de uma ambição da Associação de Ciclismo do Minho que trará fortes benefícios para a prática e desenvolvimento do BTT, não apenas da população ao redor de Guimarães, mas também extensiva a todo o norte e restante país.
Os meus parabéns e um agradecimento especial a todos quantos contribuíram para a efetivação deste grande projeto”, conclui Pedro Vigário, Selecionador Nacional de BTT que inclui no palmarés a conquista de Campeonatos do Mundo e da Europa de XCM e brilhantes prestações nas provas de XCO nos Jogos Olímpicos, Taças do Mundo e Campeonatos do Mundo.

Obras da segunda fase

As obras da segunda fase do Centro de Ciclismo do Minho contemplaram a construção de uma passagem inferior para os ciclistas na zona da entrada do Parque Desportivo de Souto Santa Maria, procurando-se assim melhorar as condições de segurança e eliminar o cruzamento do trajeto para as bicicletas com a estrada de acesso de viaturas ao Parque.

Na área dos percursos de BTT foi implantada uma passagem superior destinada aos ciclistas (visando a melhoria e a criação de mais alternativas de trajetos) efetuada a repavimentação dos percursos, na extensão total de cerca de 7,5 quilómetros, drenagem de águas pluviais e outros melhoramentos.

Texto / Fotos: ACM

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta