Banner superior
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Ester Alves amanhã dia de decisões no Everest Trail

Na categoria feminina do Everest Trail Race, Chhechee Sherpa ganhou pela terceira vez consecutiva e amplia a diferença na corrida para a portuguesa Ester Alves, segunda no ranking geral.

Ester Alves têm amanhã o grande dia de decisões no Everest Trail Race

A nepalesa ChheChee Sherpa, que surge nesta fase muito forte, voltou a vencer a penúltima etapa de apenas 20 km, mas com 2124 D+, consolidando a diferença para a Ester Alves, em mais 6:53. Ainda não temos mais detalhes da etapa, mas a diferença entre 1ª e 2ª é agora de 12:12. A sueca e vencedora da Maratona Des Sables 2017, ficou na 3ª posição a 18:16 da vencedora.

As três primeiras

Mantém-se pois a expectativa e a incerteza, sobre a vitória final do ETR 2017, embora nas senhoras, as coisas estejam agora mais difíceis para a nossa Ester, que tem que anular o numero mágico de 12:12, vamos acreditar na superação da nossa Ester.

Para a etapa de 30 km de amanhã. Como disse um dia, João Garcia, o maior alpinista português de todos os tempos e um dos 10 homens a conseguir conquistar todas a 14 montanhas do mundo, com mais de 8000m «Nada, é impossível, até tentarmos».

Acreditamos que ainda é possível a Ester Alves, num derradeiro ESFORÇO vencer nos Himalaias. O que parece já definido, são os atletas e as equipas que vão subir ao pódio, em Katmandu, no dia 16 de Novembro.

Ester Alves

Luis Alberto Hernando a incerteza de ser o vencedor desta edição

Luis Alberto Hernando consegue nova vitória na penultima etapa e amplia sua distância com seu oponente principal, o corredor nepalês Suman Kulung.

Amanhã, a competição será decidida em um terreno que não favorece o espanhol.

Luis Alberto Hernando lidera a Everest Trail Race pela The Elements Pure Coconut Water com 6 minutos e 23 segundos a menos que o seu oponente principal, o corredor que empurrou Luis para dar o seu melhor nesta corrida, o Nepali Suman Kulung (Traça Esquí i Esports de Muntanya).

Luis Alberto Hernando

Na 5ª etapa de 20 km entre Phakding e Tyangboche, ambos tentaram dar o melhor para obter alguma vantagem para enfrentar o dia de hoje um pouco mais relaxado. Hernando conseguiu a vitória do palco, mas disse que a vantagem de 6 minutos e meio que ele tem para amanhã talvez não seja “suficiente” para vencer o corredor nepalês.

Um corredor ocidental nunca ganhou a corrida e o corredor de Burgos terá que lutar num terreno que é adverso para ele, principalmente nas descidas, sua liderança na frente de um especialista em declive como o nepalês Suman Kulung, que “derruba” o downhill’s.

O norueguês Sondre Amdhal cruzou a linha de chegada na terceira posição excitado e disse que este era o percurso mais difícil da corrida. Nunca há um dia fácil / tranquilo no Everest Trail Race. Jordi Gamito (The Elements Pure Coconut Water) terminou na 4ª posição e mantém esta posição no ranking final.

Os três primeiros

Os corredores que participam, fizeram uma parte do Everest Trekking e correram a oito mil metros de altitude.

Indescritível paisagem de Tyanboche

Quase alcançaram com as mãos uma das mais lindas montanhas do mundo, Ama Dablam e passaram por algumas cúpulas míticas nos mundos de montanhismo, como Tamserku, Kangtega ou Tawoche. Eles também fizeram um remate alto naquele momento da corrida com 130 km nas pernas. Eles escalaram a capital sherpa, Namche Bazar depois de atravessar a conhecida Ponte Hillary.

Esta etapa fez que os sentimentos dos corredores fluírem. Muitos atletas chegaram com lágrimas nos olhos depois de verem a indescritível paisagem de Tyanboche e explicaram quão incomparável é o que você pode experimentar no Everest Trail Race pela The Elements Pure Coconut Water.

Amanhã é a sexta etapa com os 30 últimos quilômetros que decidirá uma das edições mais emocionantes da história.

Mais informação sobre o evento e Ester Alves.

Mais informação.

Texto: Robert Marcé / Página oficial da Ester Alves
Fotos: Ian Corless

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta