Banner superior
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

João Almeida estreia-se no Campeonato do Mundo

Os sub-23 Ivo Oliveira e João Almeida são os primeiros corredores a representar a Equipa Portugal no Campeonato do Mundo deste ano, saindo à estrada, em Innsbruck, Áustria, já nesta segunda-feira, para disputar o contrarrelógio individual.

Ivo Oliveira quer continuar a melhorar a prestação em mundiais

Ivo Oliveira, 22 anos, compete pelo terceiro ano consecutivo no exercício individual de sub-23 do Campeonato do Mundo. Em 2016, em Doha, Catar, foi 36.º. Um ano depois, em Bergen, Noruega, conseguiu a 21.ª posição. Em 2018, depois de sagrar-se campeão nacional da especialidade entre os menores de 23 anos, quer continuar a melhorar a prestação em mundiais de estrada, aproximando-se cada vez mais das prestações que o transformaram numa das referências internacionais no ciclismo de pista.

O objetivo é melhorar as participações anteriores. No ano passado fiquei a um lugar do top 20. Desta vez era bom entrar no top 20 ou, quem sabe, fazer melhor. Gosto do percurso, porque tem algum sobe e desce. O início é muito a rolar, mas depois há partes duras. Assim é que deve ser um contrarrelógio e não totalmente plano. Vamos ver como é que corre”, disse Ivo Oliveira, após fazer o reconhecimento do traçado.

João Almeida e Ivo Oliveira

João Almeida estreia-se no Campeonato do Mundo de sub-23

João Almeida, 20 anos, vai fazer o primeiro Campeonato do Mundo de sub-23, no culminar de uma temporada que deixa boas memórias. O corredor das Caldas da Rainha brilhou nas edições de sub-23 de algumas das mais importantes provas internacionais. Venceu a Liège-Bastogne-Liège, foi segundo no Giro de Itália e sétimo na Volta a França do Futuro.

Bom trepador, João Almeida tem no contrarrelógio uma das suas armas. É vice-campeão nacional da disciplina, foi segundo no contrarrelógio do Giro sub-23 e sexto no prólogo da mesma corrida, além de décimo classificado no Campeonato da Europa. Em Innsbruck tentará estrear-se com um resultado de bom nível, apesar de, ao contrário de Ivo, não estar totalmente agradado com o percurso.

O contrarrelógio não é totalmente ao meu jeito, mas sei que consigo bons resultados nos exercícios individuais. Esta prova vai tornar-se dura, por ser muito rápida. É pena que tenha apenas alguns topos e não uma subida dura, como no contrarrelógio de elite, o que permitiria fazer maiores diferenças. Vou dar o meu máximo. Sem pensar num resultado histórico, acredito que posso fazer um bom resultado. Só espero sentir-me bem”, frisa João Almeida.

João Almeida
João Almeida

Contrarrelógio

O contrarrelógio de segunda-feira tem 27,8 quilómetros, disputando-se num percurso para especialistas, essencialmente plano, mas com alguns topos e rampas que irão quebrar o ritmo aos roladores mais possantes, abrindo possibilidades para ciclistas mais completos. A partida será dada em Hall-Wattens, capital dos famosos cristais Swarovski, e a chegada acontece no centro de Innsbruck.

O primeiro corredor vai para a estrada às 13h40 (hora portuguesa). A ordem de partida só será divulgada pela organização ao final da tarde deste domingo.

Texto / Fotos: UVP / FPC

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta