Banner superior
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq
Coluna Esq

TP / PT os novos personagens do mundo fitness

TP – Treinadores pessoais | PT – Personal trainers

Necessidade ou moda do mercado de fitness

Com a expansão das grandes cadeias de ginásios por todo o país, a prática de exercício físico ficou mais acessível e apelativa ao público em geral. Os ginásios e health clubs têm melhores condições de organização dos serviços e as instalações de prática têm mais qualidade e conforto, sendo muito mais atrativos.

No entanto, as metodologias e tipologias de aulas ou treinos foram sendo formatadas e globalizadas, não só em função dos praticantes tipificados, mas também em função dos técnicos de exercício físico, cuja experiência e formação técnica na área do fitness é comercializada pelas empresas de formação deste mercado emergente.

A expectativa é de crescimento para o Fitness em relação a 2015

Segundo a Associação de Empresas de Ginásios e Academias de Portugal (AGAP), o mercado português de fitness cresceu 13% em 2015, o número de ginásios aumentou para 1.365 e as expectativas para 2016 são de crescimento, sendo os principais operadores deste mercado o Holmes Place, o Fitness Hut, o Solinca e a Vivafit.

TP | PT do Consultório do Treino

Nestes últimos anos, surgiram novos personagens do mundo fitness:

– Os treinadores pessoais ou personal trainers, mais conhecidos por PT’s

Será que estes novos personagens resultam da formatação dos tipos de aulas de grupo e dos planos de treinos das salas de musculação?

Será que o sistema de “receitas” de treino pouco flexíveis para as necessidades e características individuais dos praticantes, criou a necessidade de um novo modelo de captação de clientes que procuram acima de tudo qualidade na sua atividade física pessoal?

Será que os TP | PT proliferam nas maiores cadeias comerciais de fitness como verdadeira alternativa qualitativa aos restantes serviços prestados?

Mas quem são e quem podem ser os TP | PT?

Fomos ver quais são os cursos de formação que existem no mercado e constatamos que as empresas são certificadas e registadas no Instituto Português do Desporto e Juventude, mas os conteúdos destes cursos, na sua generalidade, têm uma componente comercial e de marketing pessoal sobrevalorizada em detrimento dos conteúdos técnicos e da experiência prática pouco explicita. Parece-nos que saber vender é mais importante do que saber fazer um bom plano de treino adequado às características, motivações e estilo de vida dos praticantes / clientes. Os destinatários da maioria destes cursos são indiscriminados quanto ao seu conhecimento e experiência em exercício físico, pois tanto podem ser jovens de 16 anos de idade com escolaridade obrigatória como diretores técnicos, licenciados em Ed. Física ou Desporto ou técnicos de exercício físico, com ou sem experiencia profissional de TP | PT.

TP | PT do Consultório do Treino

Que formação e competência devem ter os TP | PT

• Devem ter formação profissional para serem verdadeiramente profissionais, porque são responsáveis pela saúde e bem-estar dos seus clientes. O IPDJ e o IEFP devem definir a formação e as competências desta profissão emergente.

• São técnicos de exercício físico que trabalham com praticantes que precisam de instruções seguras e eficazes sobre o seu exercício físico, nas áreas da anatomia, fisiologia do exercício, biomecânica do movimento, cinesiologia, prevenção de lesões, recuperação e reabilitação motora, nutrição, técnicas de força, flexibilidade, coordenação, equilíbrio e controlo postural.

Não pode ser apenas “inventar” treinos ou “receitas”

• São profissionais cujo desempenho não pode ser apenas “inventar” treinos ou “receitas” para entregar aos clientes; é preciso recolher informações sobre o estado de saúde, estilo de vida, horários e hábitos diários, expectativas, preferências e motivações pessoais; definir objetivos do plano de treino em conjunto com o cliente, quer a curto quer a longo prazo, para identificar a sua eficácia e despistar facilmente as necessidades de ajustamento; saber ensinar técnicas seguras, eficazes, progressivas e versáteis; monitorizar, registrar e avaliar o progresso do praticante ajustando o programa de treino conforme vai verificando ser necessário; dar apoio e motivação para ajudar os clientes a manter a prática do programa e alcançar os objetivos definidos.

• São consultores quando os clientes precisam de apoio em casa ou no trabalho sobre como encontrar momentos ativos no seu dia a dia para caminhar, fazer alguns alongamentos, ir as compras, passear o cão, levar os filhos a alguma atividade, etc.

Nutrição

Saber orientar a nutrição e o controlo do peso

• Devem saber orientar a nutrição e o controlo do peso, analisado em conjunto o consumo diário de calorias, os momentos de refeição, quantas vezes, que quantidades e tipos de alimentos e sua distribuição; o que comprar e como cozinhar são igualmente fundamentais para uma alimentação equilibrada e saudável sem dietas drásticas e sem “passar fome”.

• Devem ter conhecimento e experiência prática para dirigir treinos diferentes ou realizar alguns exercícios de variantes menos comuns, como por exemplo exercícios de ioga, chi kung, kickboxing, zumba, pilates, danças sociais e até integrar outras pessoas da família, ou colegas do trabalho numa ou noutra sessão de treino diferentes.

• Devem apoiar planos de exercícios clínicos para clientes que têm algum tipo de doença ou lesão e que precisam de assistência para voltar a um estilo de vida fisicamente ativo; trabalhar em conjunto com o médico e fisioterapeuta um programa de exercícios adequados a cada caso.

Os TP | PT são uma emergente classe de profissionais com grande responsabilidade na promoção da qualidade de vida, saúde e bem-estar da população portuguesa, pois têm por missão motivar, melhorar e manter a prática do exercício físico em modos interessantes, divertidos, eficazes e facilmente integrados por toda a nossa vida.

Texto / Fotos: Fernanda Marta – TP | PT do Consultório do Treino

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta