Banner superior
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Um duche após o treino? Ótima Ideia

Há quem prefira um duche quente, outros um duche frio. No entanto, todos concordamos num fator: não há nada mais refrescante do que tomar um duche depois de um treino intenso. A transpiração e a fatiga são lavados por completo, e sentimo-nos frescos e revitalizados.

Duche quente ou frio

Mas qual é a melhor forma de tomar um duche após a rigorosa atividade física para ajudar o corpo a revitalizar? Partilhamos algumas dicas.

Tomar um duche corretamente após atividades desportivas desempenha um papel importante pois pode prevenir inflamações ou músculos doridos. Porém, antes de entrar para o duche após o treino, deve deixar o corpo cansado descansar durante algum tempo. O corpo precisa de cerca de cinco minutos para resfriar e reduzir o suor.

Depois de uma curta pausa, é aconselhado tomar um duche de água fria, porque quando exercitamos não só abrimos os nossos poros, como também temos as nossas veias dilatadas, e este duche frio permite-lhes voltar a contrair. Por esta razão é aconselhável, mesmo para quem prefere duches quentes ou mornos, pelo menos molhar ligeiramente as pernas com água fria.

Deste modo, o tónus do músculo vascular melhora enquanto protege a pele contra varizes. Além disso, os chamados “chuveiros de contraste”, que alternam entre água quente e fria, ajudam a fortalecer o tecido conjuntivo.

Tomar duches demasiado quentes ou durante demasiado tempo seca a pele, visto que a água tira a sua proteção natural, através da remoção dos óleos protetores da barreira cutânea. Regra geral, quanto mais seca está a pele, mais fria deve ser a temperatura da água e mais curto o duche.

Tome banho como um profissional

Banhos de gelo tornaram-se comuns no mundo do desporto profissional e é uma alternativa para os que são corajosos o suficiente. Se não houver gelo disponível, apenas é necessário colocar água fria numa banheira, cuja temperatura deve variar entre 10 e 15 graus Celsius.

Este banho de gelo pode ajudar o corpo a revitalizar e tem dois efeitos positivos: Em primeiro lugar, a água fria reduz a tensão mecânica responsável por microrroturas na membrana celular, que podem levar à inflamação local. Em segundo lugar, a pressão da água hidrostática presente em banheiras de gelo um pouco mais profundas atua como meias de compressão e alivia o inchaço.

De qualquer modo, um banho em água gelada é definitivamente refrescante, acalma a dor que sentimos depois de exercício físico prolongado e reduz os sinais de fadiga.

Quem não consegue imaginar a ideia de tomar banho com água gelada ou duches frios pode, obviamente, tomar um banho quente. Um banho quente – quase como uma sauna – estimula o fluxo do sangue, contribuindo para a revitalização do corpo. Por isso, se não ambiciona ter um desempenho de topo, pode desfrutar de um banho quente à vontade.

Para uma experiência ainda mais relaxante, existem no mercado chuveiros que oferecem uma sensação de prazer inigualável no duche. Maravilhosamente silenciosos, contribuem acusticamente para um relaxamento puro e com várias gotas de água pequenas, permite sentir o efeito de um cobertor protetor e quente.

Independentemente do tipo de duche que escolha tomar, deverá escolher o duche no qual se sente mais confortável. Afinal, o duche deve sempre proporcionar uma sensação de relaxamento – algo que é necessário depois de um árduo treino.

Texto / Fotos: Tinkle / Hansgrohe

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta