Alex Santos no 5.º lugar dos 200m KL1 de canoagem

Alex Santos

Alex Santos

O décimo dia de competição dos Jogos Paralímpicos Tóquio 2020 começou um grande resultado de Alex Santos na Pista de Canoagem Sea Forest.

O português de 39 anos conquistou o 5.º lugar na final dos 200m KL1 de canoagem com o tempo de 52.507 segundos, cerca de uma hora depois de superar as semifinais também com a 5.ª melhor marca.

Alex Santos
Alex Santos

Leia também sobre a prestação dos portugueses

Norberto Mourão conquista bilhete direto para a final

Texto: Paralímpicos

Alex Santos “Estar nos Jogos Paralímpicos foi a melhor experiência ”

Estar nos Jogos Paralímpicos foi a melhor experiência que já tive na vida, este é o local para levar o corpo ao limite.

Chegar à final de uma competição desta dimensão era um objetivo difícil, felizmente consegui alcançá-lo e lá dei o meu máximo. Vou regressar a Portugal feliz e tranquilo”, afirmou.

Digo Cancela – foto de arquivo

Também nas primeiras horas do dia de ontem houve portugueses em competição no Centro Aquático de Tóquio. Diogo Cancela nadou as eliminatórias dos 100m mariposa S8 com o tempo de 1:05.69 minutos e estabeleceu novo recorde nacional, ficando a apenas 14 centésimos da passagem à final.

Marco Meneses
Marco Meneses – foto de arquivo

Marco Meneses disputou os 100m mariposa S11 também com recorde nacional pelo tempo de 1:21.25 minutos que lhe valeu o 12.º lugar nas eliminatórias.

Daniel Videira Dublin
Daniel Videira – foto de arquivo

Daniel Videira foi o outro nadador em prova e classificou-se no 14.º lugar das eliminatórias dos 100m costas S6 com 1:25.66 minutos.

Atletismo

Foi com chuva intensa que partiu hoje, 3 de setembro, a prova masculina dos 1500 metros T20 disputada pelos portugueses Cristiano Pereira, da Casa do Povo de Mangualde, e Sandro Baessa, do Clube de Futebol de Oliveira do Douro.

Baessa, atleta treinado por Rui Pinto e que conta já com um sétimo lugar com recorde nacional nos 400 metros T20 nestes Jogos Paralímpicos.

Após a partida caiu para a cauda da corrida, recuperando posições a partir do meio da prova, chegando mesmo a ultrapassar Cristiano Pereira, este último que se manteve até essa altura a meio do pelotão, para depois ir perdendo posições até à cauda da prova.

Para o atleta da Casa do Povo de Mangualde, treinado por João Mendes, o final da corrida fez-se de recuperar posições, chegando à linha de meta na 11.ª posição, com o tempo de 4m05,10s, um lugar à frente de Sandro Baessa, que terminou com a marca de 4m05,50s.

A prova foi ganha pelo britânico Owen Miller, com a marca de 3m54,57s; seguido por Alexandr Rabotnitskii, com o tempo de 3m55,78s; e por Ndiaga Dieng, com o tempo de 3m57,24s.

Os resultados completos podem ser consultados aqui.

Boccia com mais uma jornada positiva

A modalidade de Boccia teve mais uma jornada competitiva da fase de grupos das vertentes coletivas nesta manhã em Tóquio, madrugada em Portugal.

O par BC3 composto por Avelino Rocha, Ana Sofia Costa e José Carlos Macedo foi batido pela Austrália por 4-3.

BC4

O Par BC4 constituído por Carla Oliveira, Manuel Cruz e Pedro Clara venceu o Brasil por 3-2 e a Equipa BC1/BC2 de André Ramos, Abílio Valente, Cristina Gonçalves e Nelson Fernandes foi derrotada pela Eslováquia por 6-3 em jogo pautado pelo equilíbrio.

Portugal soma até ao momento nestes Jogos Paralímpicos Tóquio 2020 uma medalha de bronze, 14 diplomas e 8 recordes nacionais.

Parceiros

Deixe uma resposta