Alto Rendimento, Centro Abutrico em Miranda do Corvo

Foto: Aperspeed

Debate “Trilhos dos Abutres revela projeto de criação de um Centro de Alto Rendimento em Miranda do Corvo

Nesta 11ª edição não houveram vencedores, apenas participantes que, de uma forma ou de outra, contribuíram de maneira ativa para este debate, com foco no futuro da modalidade Trail Running, o que por si só constituiu uma vitória coletiva.

Texto: Cream
Fotos: Aperspeed.com / João Lopes / Matias Novo

Foto: Matias Novo

Centro de Alto Rendimento (CAR) em Miranda do Corvo

Um debate que se revelou sem certezas para o futuro próximo, mas revelando a vontade de criação de um Centro de Alto Rendimento (CAR) em Miranda do Corvo, e o compromisso da Federação Portuguesa de Atletismo em apoiar mais a modalidade do Trail Running.

O evento iniciou-se com uma painel de luxo: José Carlos Santos, Rui Pinho e Jorge Vieira, debateram a estratégia necessária para um futuro próximo da corrida em montanha.

A Federação Portuguesa de Atletismo (Jorge Vieira) garantiu o seu apoio ao trail, afirmando que “a riqueza do atletismo aumentou com a entrada do trail”.

A Associação de Trail Running de Portugal (Rui Pinho) diz estar a haver um esforço de integração do trail no atletismo, que é algo do interesse da associação, dos atletas e de toda a comunidade.

Alto Rendimento

Aumento da procura pelos desportos outdoor

José Carlos Santos, vice-presidente da International Trail Running Association (ITRA), destaca o crescimento a dois dígitos do trail, e afirma que a pandemia teve um efeito bastante positivo na modalidade, com o aumento da procura pelos desportos outdoor, o surgimento de novos formatos e de novos grupos empresariais que estão a investir em eventos de corrida outdoor.

Seguiram-se Miguel Baptista (Presidente da C.M. de Miranda do Corvo), Pedro Machado (Presidente do Turismo Centro de Portugal), António Figueiredo (Vice-Reitor da Universidade de Coimbra) e Rui Simão (Presidente das Aldeias do Xisto), a debater o impacto do desporto no Turismo Ativo da região Centro de Portugal.

Todos concordaram que esta região tem muitos kms disponíveis para a prática do trail, e que os efeitos no alojamento e restauração são exponencialmente positivos aquando da ocorrência de um evento como o Campeonato do Mundo de Trail Running em 2019.

A Universidade de Coimbra (António Figueiredo) mostrou disponibilidade para ajudar na estratégia de evolução da modalidade, com todas as “ferramentas” que a instituição dispõe, desde a engenharia à psicologia.

Alto Rendimento
Foto: Aperspeed

“Desporto, turismo e natureza”

Ao longo dos últimos 20 anos, as Aldeias do Xisto sempre apostaram nos três pilares: desporto, turismo e natureza.” – afirma Rui Simão.

Pedro Machado acrescentou, que o Turismo Centro tem feito uma forte aposta no Ecoturismo como uma forma de se usufruir na plenitude daquilo que a Natureza oferece, de um modo ambientalmente sustentável.

Miguel Baptista, Presidente da Câmara de Miranda do Corvo, para além de mostrar interesse no projecto do Centro de Alto rendimento (CAR), desafiou todos os municípios que realizam provas de trail a criar uma rede municipal em Portugal, com o objetivo de melhorar as condições de cada prova no país.

O tema “ A Competitividade no Trail” contou com os vencedores do Campeonato Nacional de Ultra, Mariana Machado e André Rodrigues, e ainda com José Sá (responsável da equipa Campeã Nacional Trail Team Bifase).

Ambos os atletas comentaram a importância da preparação psicológica para as provas e, também, a necessidade de existir um Estatuto de Atleta de Alta Competição para os jovens atletas que o necessitem obter.

José Sá afirma ainda que, no panorama competitivo nacional, a equipa Bifase continua motivada e com vontade de vencer, pois no passado ano de 2020, deu um passo em frente, que pretende continuar em 2021.

Alto Rendimento
Foto: João Lopes

O futuro Centro de Alto Rendimento Abutrico

Ao longo do debate, foi feita uma revelação que desencadeou várias considerações positivas, o futuro Centro de Alto Rendimento Abutrico.

Um projeto da Associação Abutrica que pretende formar, a todos os níveis, atletas de alta competição, e continuar a criar infraestruturas para que a modalidade cresça sustentadamente nos próximos anos.

O evento encerrou com votos de esperança por parte da Associação Abutrica, para que no próximo ano possamos regressar aos trilhos mais “épicos de Portugal”, culminando com o lançamento de um mini-filme com os melhores momentos da edição 2020 dos Trilhos dos Abutres, compilado pelo seu parceiro de comunicação de longa data – Cream Agency.

Parceiros

Deixe uma resposta