Belmonte – Volta a Portugal – 4ª Etapa – Dia 5

Torre Centum Cellas - Foto: Câmara Municipal Belmonte

A 4ª etapa da Volta a Portugal terá inicio em Belmonte e promete aos ciclistas um “Rompe Pernas”, como será depois da etapa de ontem em que Alejandro Marque brilhou??

Leia também

Volta a Portugal / Prólogo – Dia 1 de 10 etapas

Torres Vedras – Volta a Portugal / 1ª Etapa – Dia 2

Ponte de Sôr – Volta a Portugal – 2ª Etapa – Dia 3

Sertã – Volta a Portugal – 3ª Etapa – Dia 4

Texto: José Morais – Noticias do Pedal
Fotos:Podium

Alejandro Marque como o Vinho do Porto

Alejandro Marque é um dos ciclistas mais velhos do pelotão, mas provou este sábado que a idade nem sempre trava os grandes momentos como o que viveu na subida à Torre este sábado.

O espanhol tem 39 anos, venceu com mais de um minuto de vantagem, uma das mais importantes etapas da 82ª Volta a Portugal, regressou assim aos bons resultados, que lhe permitiram ser vencedor da prova há 8 anos em 2013.

belmonte
Alejandro Marque

Mas depois da etapa da Torre, e antes do dia de descanso, vem aí uma intitulada de “Rompe Pernas”, a chegada à Guarda é sempre muito difícil.

Depois do esforço este sábado na chegada ao alto da Serra da Estrela, será que Alejandro Marque vai aguentar, e manter a liderança da Camisola Amarela conquistada no alto da Torre, vamos ver o que acontece na etapa deste domingo.

Belmonte o inicio do “Rompe Pernas

Na véspera do dia de descanso, na 4ª etapa em linha, o pelotão vai percorrer 181,6 km, saindo de Belmonte pelas 12:05, e chegará à Guarda pelas 17:14, passando por Caria, a bela aldeia histórica de Sortelha, Sabugal, Almeida, Pinhel, Trancoso, Celorico da Beira e Videmonte.

Numa etapa difícil, na parte final os ciclistas vão encontrar muita montanha, que vai endurecer a corrida.

Os corredores vão encontrar pela frente:

Três Metas Volantes:

ao km 31,8 no Sabugal;
km 92,9 em Pinhel;
e ao km 132,5 em Celorico da Beira,

Quatro Prémios de contagem de Montanha:

ao km 19,3 de 4ª categoria em Sortelha, e as restantes nos últimos trinta km que irá sem dúvida desgastar os ciclistas,
uma ao km 152 de 2ª categoria em Videmonte;
km 172,2 de 3ª categoria na Guarda;
e ao km 181,6 de 3ª categoria, novamente na Guarda, a coincidir com a meta.

Artigos publicados sobre cada etapa

Rafael Reis pulverizou a concorrência em Lisboa

Reis está imparável! Dois dias de Volta, Dois Triunfos

Kyle Murphy a vitória da persistência

Alejandro Marque voltou a brilhar no Alto da Torre


Parceiros

Deixe uma resposta