Campeonatos de Portugal

Auriol Dongmo - Foto: Luís Barreto

Iniciaram-se ontem em Braga, os Campeonatos de Portugal de Pista Coberta, que abriram com recordes.

A abrir a competição, Auriol Dongmo, do Sporting Clube de Portugal (SCP), venceu o lançamento do peso com 18,91 metros, sagrando-se Campeã de Portugal na disciplina, pelo segundo ano consecutivo, com marca para os Campeonatos da Europa de Pista Coberta (18,20 metros) e batendo o recorde destes campeonatos (que já lhe pertencia – 18,37 metros, em 2020, em Pombal).

Texto: Federação Portuguesa de Atletismo
Foto: Luís Barreto / Marcelino Almeida

Visualize também Campeonatos de Portugal realizam-se hà 110 anos

Campeonatos de Portugal
Auriol Dongmo – Foto: Luís Barreto

Auriol Dongmo bicampeã e recordista de Portugal

A agora bicampeã e recordista de Portugal, que é também a atleta com a melhor marca do ano no ranking mundial da disciplina (19,65 metros alcançados em janeiro, na Alemanha) garantiu, no final da sua prestação, que esta realidade lhe confere uma “pressão boa”, que a faz querer lançar melhor, acreditando que ainda há muito a corrigir.

Auriol Dongmo confessou ainda que espera “ganhar a primeira medalha para Portugal, com um grande pódio”, já no próximo mês, em Torún, Polónia, nos Campeonatos da Europa de Pista Coberta.

Em segundo lugar classificou-se Jessica Inchude, também do SCP, com a marca de 18,13 metros, recorde pessoal.

Francislaine Serra, do Sporting Clube de Braga (SCB), completou o pódio, ao lançar o engenho a 17,39 metros, também recorde pessoal.

Diogo Ferreira revalida o título de Campeão de Portugal

No salto com vara, Diogo Ferreira, do Sport Lisboa e Benfica (SLB) revalidou o título de Campeão de Portugal, com 5,51 metros.

Na segunda posição classificou-se o Sub-23 do SCP, Carlos Pitra, transpondo os 4,98 metros (recorde pessoal), altura a que estava a barra quando Gonçalo Uva, do SCP, falhou as três tentativas, ficando nos 4,86 metros (recorde pessoal), classificando-se no terceiro lugar.

Campeonatos de Portugal
Carlos Nascimento – Foto: Luís Barreto

Emoção dos 60 aos 1500 metros dos Campeonatos de Portugal de Pista Coberta

Nos 60 metros, Carlos Nascimento, do SCP, melhorou a melhor marca do ano (6s76’), que já lhe pertencia, ao correr a distância nas eliminatórias em 6s75’.

Na final, o atleta voltou a melhorar, percorrendo a distância em 6s68’, o que confirmou a marca de qualificação para os Campeonatos da Europa e motivou um sonoro final, em festejo, depois de cortada a meta.

Carlos Nascimento acabou por justificar mais tarde que vinha para estes campeonatos “em busca da melhor marca da época e também de confirmar a qualificação já conquistada para os europeus”.

O desbloquear” que sentiu nesta prova, para alcançar a marca que estava “a valer” nos treinos e a procurar obter em competição, fez com que saísse destes campeonatos visivelmente satisfeito.

Em segundo e terceiro lugares classificaram-se os atletas do SLB, Delvis Santos e Diogo Antunes, em respetivamente 6s81’ e 6s87’.

Campeonatos de Portugal
Isaac Nader

Isaac Nader festejou o título de bicampeão de Portugal

Já nos 1500 metros, foi Isaac Nader, atleta Sub-23, do SLB, que festejou o título de bicampeão de Portugal, batendo o seu recorde pessoal na distância, com a marca de 3m41s86’.

O atleta do SLB já tinha alcançado a marca de qualificação para os campeonatos da Europa há uma semana, tal como, Nuno Pereira, também Sub-23, mas do SCP, com o tempo de 3m42s10’ e José Carlos Pinto, do SLB, com o tempo de 3m42s47’, ambos com recorde pessoal.

No final da prova, o bicampeão, que amanhã (hoje) compete também nos 3000 metros, mostrou-se satisfeito com o resultado, que acabou por “surpreender, dadas as especificidades desta época”.

Adivinhava-se uma prova rápida e foi isso que aconteceu. O objetivo era revalidar o título, mas assim foi possível também melhorar a marca”, referiu.

E garantiu que, independente do que aconteça amanhã (hoje), “o objetivo para os campeonatos da Europa é competir nos 1500 metros”.

Mariana Machado – Foto de arquivo

Mariana Machado desclassificada não revalida título de Campeã de Portugal

Na prova feminina, Mariana Machado, do Sporting Clube de Braga (SCB), correu com calçado que não cumpre com a norma 5.5, da World Athletics, o que lhe valeu a desclassificação, não revalidando, por isso, o título de Campeã de Portugal de 1500 metros.

Esse foi atribuído a Joana Soares, da Associação Jardim da Serra, que alcançou a marca de 4m24s46’.

Subiu ao segundo posto Emília Pisoeiro, do Recreio Desportivo de Águeda, com o tempo de 4m28s07’.

Na terceira posição, classificou-se Rita Figueiredo, do SCP, com o tempo de 4m29s30’.

Entretanto, o Sporting de Braga, clube de Mariana Machado apresentou protesto sobre a decisão, que ainda não foi decidida pelo júri de apelo.

Marcha – Foto: Marcelino Almeida

Rui Coelho e Edna Barros vencem na marcha

Depois foi a vez da marcha entrar em pista, este ano com a ausência do atleta que mais títulos conquistou nestes campeonatos, João Vieira.

Na distância de 5000 metros sagrou-se Campeão de Portugal, Rui Coelho, do Centro de Atletismo de Seia, com a marca de 21m19s52’.

Seguiram-se Manuel Marques, do Atlético Clube da Póvoa de Varzim, com o tempo de 21m43s79’; e Ruben Santos, do SCP, com a marca de 22m00s16’.

Edna Barros, do Clube Oriental do Pechão (COP), alcançou o seu primeiro título nestes campeonatos, nos 3000 metros marcha, terminando com a marca de 13m16s21’.

A segunda e terceira posições foram conquistadas por Vitória Oliveira, do SCB, com o tempo de 13m22s09’, e Maria Bernardo, do COP, com 13m49s14’.

Edna Barros – Foto: Luís Barreto

Campeã de Portugal, Anabela Neto revalidou o título

No salto em altura, Anabela Neto, do SCP, também revalidou o título de Campeã de Portugal, com a marca de 1,79 metros, a melhor do ano.

Na segunda e terceira posições terminaram Milena Lucena, do GDE, com 1,66 metros, e Margarida Mota, do UFCT, com 1,63 metros.

Anabela Neto – Foto: Luís Barreto

Pedro Pichardo a 4 centímetros do recorde nacional

Pedro Pichardo bate recorde pessoal, a 4 centímetros do recorde nacional

Seguiu-se um dos momentos mais aguardados destes campeonatos.

Pedro Pablo Pichardo, do SLB, fez a sua estreia esta época e levou o título de Campeão de Portugal, ficando muito perto do recorde nacional de triplo salto em pista coberta (17,40 metros).

O recordista nacional do triplo salto ao ar livre saltou 17,36 metros, fixando um novo recorde pessoal, com marca de qualificação para os campeonatos da Europa.

Tiago Pereira, do SCP, classificou-se no segundo lugar, com 16,25 metros.

Em terceiro lugar classificou-se Pedro Pinheiro, do SLB, com 15,76 metros.

Campeonatos de Portugal
Pedro Pichardo – Foto: Luís Barreto

Marcas europeias nos 400 metros dos Campeonatos de Portugal de Pista Coberta

Antes de conhecermos a última campeã do dia, no salto em comprimento, foi a vez das provas de 400 metros.

Do lado masculino, Ricardo dos Santos foi o vencedor, confirmando a marca para os europeus, desta vez a cumprir a distância em 47s04’.

O segundo classificado, Mauro Pereira, do CPTSC, com 47s48’, também alcançou a marca de qualificação para Torún.

Em terceiro lugar classificou-se Ericsson Tavares, do SCP, com o tempo de 48s41’.

Na prova feminina, Cátia Azevedo, do SCP, conquistou o título de Campeã de Portugal, em 53s69’, o que lhe valeu ainda a qualificação para os Campeonatos da Europa de Pista Coberta.

Em segundo e terceiro lugares classificaram-se as colegas de equipa Dorothé Évora e Vera Barbosa, respetivamente com o tempo de 55s44’ e de 55s55’.

Evelise Veiga – Foto de arquivo

Evelise Veiga sagrou-se pentacampeã de Portugal

A fechar esta primeira jornada, Evelise Veiga, do SCP, sagrou-se pentacampeã de Portugal no salto em comprimento, com a marca de 6,39 metros.

Em segundo lugar classificou-se Yariadmis Arguelles, com a marca de 6,36 metros.

E, em terceiro, Lucinda Gomes, do GDE, com a marca de 5,98 metros. Contudo, a melhor marca no comprimento foi conseguida por Agate Sousa, do G.A. Fátima, com 6,50 metros.

Cristiano
Cristiano Pereira – Foto de arquivo

Atletismo adaptado confirma qualificação para Tóquio

Estes campeonatos de Portugal contaram ainda com as provas de atletismo adaptado, que confirmaram as marcas de qualificação para os Jogos Paralímpicos de Tóquio de Cristiano Pereira (1500 metros T20 3m57s92’) e Miguel Monteiro (Peso F40 10,70 metros) ambos da CPM, com estes resultados, os atletas ascenderam ainda ao 1.º lugar do ranking mundial de 2021.

sonhos
Miguel Monteiro – foto de arquivo

Ana Filipe, com 5,48 metros no salto em comprimento T20 confirmou o seu 1.º lugar do ranking mundial de 2021, e solidificou a 5.ª posição no ranking de apuramento para os Jogos.

Hoje as provais iniciam às 14h15, com transmissão em direto no canal de Youtube e página de Facebook da FPA.

Parceiros

Deixe uma resposta