Carlos Vieira, o Ciclista – Bombeiro

Carlos Vieira, o Ciclista – Bombeiro, num poema homenagem a um homem com grande coração e uma vontade enorme de pedalar, da autoria de Janete Costa, Abragão- Penafiel.

Visualize também Carlos Vieira relembrar, homenagear Bênção dos Ciclistas

Foi bombeiro durante 30 anos, o Ciclismo… era outra sua paixão

Conhecido por Ciclista – Bombeiro
Foi sempre um bom companheiro
Tinha alegria e vontade de viver
Foi um Cidadão Leiriense exemplar
Deixou recordes mundiais para recordar
No Guinness Book, para quem quiser ver

Foi bombeiro durante 30 anos
Desde 1978, fez parte dos seus planos
Honrar esta sua profissão
Adorava o que fazia
Mas outra atividade, Ele não esquecia
O CICLISMO… era outra sua paixão

Carlos Vieira

Com ânimo , dedicou-se ao ciclismo
Com muita garra e profissionalismo
Várias equipas portuguesas representou
De muitas provas foi vencedor
Porque corria com muito amor
E Embaixador, em Leiria se tornou

Até ao Vaticano já pedalou
Por 3 vezes, Leiria lá representou
Por 2 Papas já foi recebido
João Paulo II e Francisco
Ele não tinha medo de correr risco
De percorrer caminho desconhecido

Carlos Vieira
Carlos Vieira a ser recebido pelo Papa

Devido à sua grande persistência
Como recordista de resistência
Em 1983 foi reconhecido mundialmente
Durante 191 horas pedalou
Sem parar, quase 3000 km registou
Consigo próprio, Ele era exigente

CARLOS VIEIRA amava pedalar, levava o nome de Leiria a todo o lado

Com Espanha, França e Alemanha
A Leiria fez uma ligação tamanha
Levava o nome da cidade a todo o lado
CARLOS VIEIRA amava pedalar
Não tinha medo de arriscar
Merecia, mesmo, ser condecorado

Carlos Vieira

No livro de Guinness mundial
Em 1990, seu 1* recorde no pedal
Prova de resistência sobre rolos
Em 2014, fez o seu segundo registo
Um recorde que nunca foi visto
15 h, num camião bombeiro com rolos

Em 2018, o seu nome, novamente escreveu
Durante 8 h, só com uma mão, se atreveu
De conduzir a sua bicicleta
No livro, três vezes registou
O seu nome e Leiria representou
CARLOS VIEIRA… um grande Atleta

Mas como tudo na Vida
E sem ninguém estar prevenida
O Ciclista – Bombeiro adoeceu
Com 68 anos, já um pouco cansado
Teve de colocar o ciclismo de lado
E devido ao covid 19, faleceu

A 15 de dezembro de 2020
Uma má notícia para qualquer ouvinte
O Ciclista – Bombeiro havia falecido
Uma grande perda para a cidade
Era um Homem com personalidade
O Coração de Leiria ficava ferido

Bênção

Era um Homem muito religioso
A sua Fé em Fátima era contagioso
Organizava a Benção Nacional do Ciclista
Na próxima , já não estará presente
Será relembrado, apesar de ausente
Era um Cidadão Nacionalista

Parceiros

Deixe uma resposta