CATARINA COSTA CONQUISTA PRATA NO UZBEQUISTÃO

Catarina Costa vs Tugce Beder - Foto: Di Feliciantonio Emanuele

Catarina Costa conquistou a Medalha de Prata no primeiro dia do Grand Slam Tashkent 2023.

O dia inaugural do evento foi dedicado às categorias -48 kg, -52 kg e -57 kg femininas e -60 kg e -66 kg masculinas, com 3 Judocas Portuguesas em ação.

Página da Federação Portuguesa de Judo

Catarina Costa penalizada com o terceiro ‘shido’, conquista a prata

Catarina Costa (-48 kg) iniciou a prova na 11ª posição do ranking mundial, o que lhe garantiu o estatuto de cabeça-de-série da sua categoria (melhor classificada entre as atletas presentes).

A portuguesa estreou-se na segunda eliminatória, onde encontrou e eliminou a espanhola Gemma Maria Gomez Antona (54ª), por ‘wazari’.

Nos quartos-de-final, contra a jovem turca Tugce Beder (35ª), assistiu-se a um confronto equilibrado, que terminou sem pontuações no tempo regulamentar.

Em período de ‘ponto de ouro’, a judoca lusa conseguiu superiorizar-se e pontuou ‘wazari’, garantindo o triunfo.

Catarina Costa assegurou a presença na luta pelo ouro, ao ultrapassar a jovem chinesa Wenna Zhuang (119ª, apenas a segunda prova internacional em que compete), num combate em que pontuou ‘wazari’ cedo e conseguiu gerir a vantagem.

Catarina Costa vs Andrea Stojadinov – Foto: Kulumbegashvili Tamara

Disputou a final com a jovem servia Andrea Stojadinov (28ª, Campeã Europeia sub-23 em 2021). A portuguesa entrou a dominar e conseguiu traduzir a superioridade em pontos após ‘wazari’.

A apenas 2 segundos do fim do tempo regulamentar, a servia conseguiu empatar e levar o combate para ‘golden score’, numa altura em que ambas as judocas tinham dois ‘shidos’.

Nessa fase, a atleta lusa continuou a atacar, mas foi penalizada com o terceiro ‘shido’. Com este resultado, Catarina Costa conquistou a Medalha de Prata.

Maria Siderot esteve na luta pelo bronze

Na categoria -52 kg, Maria Siderot (68ª) eliminou Sayara Rozyyeva (185ª) do Turquemenistão, na ronda inaugural.

Na segunda eliminatória, encontrou a 25ª do ranking, Sita Kadamboeva, do Uzbequistão.

Apesar da vantagem no ranking e do apoio do público da casa, a uzbeque foi surpreendida pela judoca lusa que se mostrou à altura do desafio e venceu por ‘ippon’.

Nos quartos-de-final, não conseguiu ultrapassar a chinesa Yingwei Liu (127ª, cumpre a segunda prova internacional).

Garantiu o lugar no Bloco de Finais ao eliminar a mexicana Paulina Martinez (41ª) nas repescagens, num confronto em que chegou à vantagem por ‘wazari’ e conseguiu defender o resultado até ao final do tempo regulamentar.

Maria Siderot vs Reka Pupp Foto: Kulumbegashvili Tamara

Discutiu o Bronze com a nº 3 do ranking mundial, Reka Pupp, da Hungria.

No primeiro ataque do encontro, protagonizado pela portuguesa, os árbitros investigaram uma irregularidade e desqualificaram (‘hansoku-make’ por ter caído com a cabeça) Maria Siderot, que alcança assim o 5º lugar.

7º lugar foi o resultado final de Joana Diogo

Joana Diogo (-52 kg), que ocupa o 28º lugar do ranking, estreou-se na segunda eliminatória, contra a italiana Martina Castagnola (38ª).

Após um combate equilibrado, a portuguesa pontuou ‘ippon’ aos 34 segundos de ‘golden score’.

Nos quartos-de-final, cedeu perante a húngara Reka Pupp, nº3 do mundo, sofrendo dois ‘wazaris’.

Na repescagem, contra a espanhola Ana Perez Box, 13ª do ranking, sofreu ‘wazari’ e não conseguiu inverter o resultado até ao final do tempo regulamentar.

Com este resultado, Joana Diogo termina num honroso 7º lugar.

Joana Diogo – Foto: © IJF

Grand Slam Tashkent 2023

A capital uzbeque é palco do terceiro ‘Slam’ do Circuito Mundial 2023, que reúne os Melhores Judocas do Mundo ao longo dos 3 dias da prova, num, total de 364 Atletas (173 Femininos e 191 Masculinos) em representação de 49 Países.

Recordamos que Portugal está presente no evento com 6 Judocas: Catarina Costa (-48 kg), Joana Diogo (-52 kg), Maria Siderot (-52 kg), Bárbara Timo (-63 kg), Patrícia Sampaio (-78 kg) e João Fernando (-81 kg), que são acompanhados pelos Treinadores Pedro Soares e Marco Morais.

Parceiros

Deixe um comentário