Coimbra com mais encanto e animação no fim do ano

Coimbra

Foto: Kabazuk Photography

Falar da animação, do encanto no fim de cada novo ano, é falar da São Silvestre de Coimbra numa organização da Escola de Atletismo de Coimbra / A. R. Casaense, em parceria com a Câmara Municipal de Coimbra e da Associação Distrital de Coimbra, a que OPraticante.pt se encontrou associado como media partner.

A compor o evento esteve uma corrida cronometrada na distância de dez quilómetros, a caminhada com cinco quilómetros e a corrida para jovens.

Leia também

Coimbra tem mais encanto na noite de São Silvestre

Texto: Helena Santos / OPraticante.pt
Fotos: Diário de Coimbra / Kabazuk Photography

Os meios do evento

Site oficial

Página do evento

Evento no Instagram

Evento no Linkedin

Presença feminina em grande número na 43ª edição da São Silvestre de Coimbra – Foto: Kabazuk Photography

43ª São Silvestre de Coimbra foi um sucesso total

Depois de um ano de interregno, a edição deste ano foi marcada pelo maior número de inscritos de sempre nesta prova, ultrapassando as 2000 inscrições.

Mas também na corrida cronometrada foi batido um novo recorde com um total de 1351 finishers, estando o anterior ficado em 1111.

De destacar o número elevado de atletas de ambos os sexos, considerados de elite, que marcaram presença nesta edição, uma prova que em todas as suas edições tem sempre um belo lote de atletas de elite.

Foto: Diário de Coimbra

E terminar por referir a medalha com que todos os participantes foram premiados, que retrata o que de mais belo Coimbra oferece, fica a imagem que fala por si própria.

Uma medalha que fala por ai, uma imagem que vale por mil palavras

Secretariado

Uma organização que não deixa nada ao acaso, o levantamento dos dorsais e kit’s iniciou-se no dia 17 no Centro Olímpico das Piscinas e continuou durante o dia 18 no mesmo local, tendo decorrido a um bom ritmo e sem grande confusão.

Tiro de Partida

A 43ª São Silvestre de Coimbra teve partida e chegada na Rua Infanta Dona Maria, junto ao Pavilhão Multidesportos Dr. Mário Mexia e aos atletas era proposto um percurso a uma só volta em direcção à baixa da cidade e com regresso ao mesmo local.

Coimbra
Foto: Diário de Coimbra

Mas antes da partida oficial houve animação, e aquecimento proporcionado aos participantes, por três monitores sobre o palco que mais tarde iria receber os primeiros da geral e de cada escalão.

Após o aquecimento e concentração dos participantes na zona de partida, foi oficialmente dado o tiro para uma primeira parte da prova muito rápida, com a maior parte do percurso a decorrer na Rua do Brasil até se chegar à baixa Coimbrã.

Foto: Diário de Coimbra

A segunda parte após a passagem pela igreja de Santa Cruz e pela Câmara Municipal, o percurso rumava até à Rua Fernão de Magalhães onde começava a surgir a dificuldade maior com as ascensões da Rua Olímpio Nicolau Rui Fernandes e da Avenida Sá da Bandeira.

Chegados ao fim da ascensão os atletas passavam ao lado das monumentais escadas da Universidade de Coimbra e por de debaixo do Aqueduto de São Sebastião.

Ultrapassadas as dificuldades, foi seguir rumo à meta

Ultrapassadas as principais dificuldades, passagem junto ao Jardim Botânico, aí os atletas desciam pela Alameda Júlio Henriques até junto do Estádio Cidade de Coimbra, onde voltavam a subir para terminarem a sua prova.

Após cortar a meta, os atletas recebiam um saco de dos patrocionadores da prova que continha para além medalha de finisher, alguns generos alimenticios.

O percurso da São Silvestre é um percurso muito interessante.

Com um trajeto que consiste num constante sobe e desce, os atletas percorrem algumas das ruas mais históricas e passam junto de alguns dos locais mais emblemáticos da cidade.

Coimbra
Foto: Diário de Coimbra

Um evento que valoriza os mais jovens

Mais uma vez e como nos tem habituado verificou-se que a compor o evento também estiveram corridas jovens.

E assim coube mais uma vez ao mais jovens abrirem o evento. Algo que outras equipas e eventos deveriam também apostar.

Pódio masculino – Foto: Kabazuk Photography

Os vencedores da 43ª São Silvestre de Coimbra

Hermano Ferreira vence 43ª São Silvestre de Coimbra

O vencedor da 43ª São Silvestre de Coimbra foi Hermano Ferreira da Escola Atletismo Coimbra/JPaiva com 00:29:03. A completar o pódio ficaram Samuel Freire do Vitória de Setúbal com 00:29:06 e Alexandre Figueiredo do SLBenfica com 00:29:10.

Pódio feminino – Foto: Kabazuk Photography

Solange Jesus vence competição feminina

Na vertente feminina da prova, Solange Jesus do CD Feirense foi a grande vencedora ao cortar a meta com 00:33:01. Seguiram-se nas restantes posições, Ana Ferreira do Sporting CP com 00:33:4 e Carla Martinho do RD de Águeda com 00:33:54.

Equipa de OPraticante.pt, onde as senhoras também estiveram em maioria – Foto: Kabazuk Photography

OPraticante.pt a meio da classificação coletiva

A equipa de OPraticante.pt esteve presente e obteve os seguintes resultados :
Domingos Vieira conquistou o 50º lugar geral / 31º Sénior M com o tempo de 00:36:26;
Sérgio Ruela – 223º lugar geral / 95º Sénior M / 00:42:54;
Carina Gouveia / 280º lugar geral / 10ª Sénior F / 00:44:28;
Nuno Simões – 499º lugar geral / 80º M40 / 00:48:35;
Hugo Barros / 850º lugar geral / 307º Sénior M / 00:55:20;
David Silva / 889º lugar geral / 46º M55 / 00:55:56;
Patrícia Lamego / 903º lugar geral / 63º F40 / 00:56:09;
Helena Santos / 1333º lugar geral / 183º Sénior F / 01:20:12.

Para além destes corredores, teve ainda na caminhada Amália Mendes

A equipa conseguiu um ainda um 20º lugar coletivo entre 47 equipas que pontuaram, tendo a equipa da organização, sido a vencedora, seguida do CPT Sobral da Ceira em 2º lugar e a equipa do G.R.Eirense completou o pódio coletivo. Em último lugar ficaram os SOPARAJANTAR.

Foto: Kabazuk Photography

Cereja no topo do bolo numa relação de 7 anos

No fim ouvimos as declarações da organização sobre este evento, que marca a vida Coimbrã, no final do ano, levando aquela bela cidade, milhares de participantes e acompanhantes qua mais cor dão nessa noite às ruas de Coimbra.

A 43ª São Silvestre de Coimbra foi um enorme sucesso. Mesmo em tempos complicados como os que vivemos, conseguimos bater o recorde de inscritos com mais de 2000 participantes.

Este número é um motivo de orgulho para a organização, uma vez que é a cereja no topo do bolo daquilo que foi a organização da Corrida de São Silvestre de Coimbra ao longo dos últimos 7 anos, com a Escola de Atletismo de Coimbra/A. R. Casaense como entidade organizadora.

Coimbra
Foto: Diário de Coimbra

Dois pontos críticos da 43ª São Silvestre de Coimbra superados

Consideramos que tudo correu bem.

Existiam dois pontos críticos no evento que estávamos receosos: o levantamento de kits de atleta no secretariado e o funil de meta.

Devido às questões logísticas de validação de certificados e à demora que isso podia levar, estávamos com receio das filas.

Certo é que tudo correu dentro da normalidade e não se geraram grandes filas de espera. Incrivelmente, o secretariado fechou na hora determinada sem que ninguém ficasse de fora do evento.

O outro ponto crítico, era a questão de aglomerações na meta, após a chegada.

Foto: Kabazuk Photography

Conseguimos que todos os atletas colocassem as suas máscaras logo após a meta e que dispersassem, não criando entupimentos na recolha dos kits de meta nem aglomerações.

Globalmente, ficámos muito satisfeitos com a organização da 43ª São Silvestre de Coimbra.

Após 7 anos, terminou legalmente o nosso protocolo com a Câmara Municipal de Coimbra e sentimos que cumprimos o nosso dever com sucesso.

Como já foi transmitido, a Escola de Atletismo de Coimbra/A. R. Casaense continuará disponível para colaborar e organizar uma das Corridas de São Silvestre mais antiga de Portugal, trazendo à nossa cidade o brilho dos grandes eventos!

Parceiros