Corrida Portucale pela margem do Douro

Corrida Portucale

Foto: Eventsport

O Centro de Atletismo do Porto, com apoio institucional da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia e da Câmara Municipal do Porto, organizou, no passado dia 21 de Novembro, a 6ª Corrida Portucale Tranquilidade. OPraticante.pt teve o privilégio de ser um dos média partner do evento.

O evento integrou uma corrida de 10 Km e uma caminhada/mini corrida de 5 Km (esta sem fins competitivos). Teve ainda uma corrida direcionada para os mais pequenos, chamada de 5ª Corrida Shamir Portucale dos Pequeninos, com aproximadamente 0,5 Km.

Leia também

Corrida Portucale, uma festa dos amantes do desporto

Texto: Pedro Garrido
Fotos cedidas pela organização e Helena Santos / OPraticante.pt

Corrida Portucale
Foto: Eventsport

Corrida Portucale

Bem cedo rumamos para Gaia. A hora de início da corrida, 08:30, pode obrigar a um despertar “madrugador”, mas de facto dada a grandeza do evento de forma a minimizar os constrangimentos no local, para todos é o melhor.

Dorsais colocados e começamos de imediato o aquecimento até porque àquela hora a temperatura não estava muito alta! Com o aproximar da hora, foi dada em primeiro lugar a partida para os atletas do desporto adaptado em cadeira de rodas, e pouco depois iniciamos a Corrida Portucale.

Foto: Eventsport

Os atletas mais rápidos saíram como “balas”! Cada um à procura do melhor ritmo, sendo que ao longo dos quilómetros tentamos ao máximo não quebrar esse ritmo.

A paisagem maravilhosa com o rio Douro sempre em vista bem como no regresso a passagem pelos outros atletas são boas fontes de motivação!

Foto: Eventsport

Percurso belíssimo na margem do Douro

Partíamos em direção à Ponte de Arrábida, passando pelos Cais Capelo Ivens, Cais dos Cavacos, Cais Lugan. No parque S. Paio acontecia o retorno final e os atletas tinham de fazer o percurso inverso para chegarem à meta.

Corrida Portucale
Foto: Eventsport

O percurso belíssimo que tem sempre o rio Douro como companhia. É um percurso praticamente plano onde somente em alguns locais pontuais tem umas pequenas subidas.

Foto: Eventsport

Esteve irrepreensível com todos os cruzamentos isolados por autoridades e voluntários. A sinalização de quilometragem, abastecimentos e retornos estava toda colocada como se deve.

Corrida Portucale com excelente organização

A partida/chegada, zona de aquecimento, abastecimento final e entrega de prémios, decorreram junto ao Convento Corpus Christi no largo de Aljubarrota. Um bom espaço exterior, amplo, bem organizado de forma a cumprir com as determinações da DGS.

Foto: Eventsport

Dentro do convento Corpus Christi além do secretariado para levantamento de dorsais a organização disponibilizou serviço de Guarda-roupa para os atletas. Tendo em conta a época do ano e horário de início da prova teve muita utilidade!

Para quem se deslocou de carro, não teve qualquer problema em estacionar, pois a organização disponibilizou um parque de estacionamento gratuito a cerca de 300 metros do recinto da prova.

Foto: Eventsport

Inclusão de corridas infantis e desporto adaptado

Várias crianças, umas mais novas que outras, com mais ou menos jeito para correr, com mais ou menos vontade mas o certo é que disseram presente e completaram o curto percurso para eles destinado.

É bonito de ver também os pais orgulhosos a acompanhar os filhos nos últimos metros até à chegada.

Corrida Portucale
Foto: Eventsport

Algo que é de saudar é mais uma vez a inclusão do desporto adaptado num evento de atletismo com a corrida de cadeira de rodas.

Foto: Helena Santos / OPraticante.pt

A equipa OPraticante.pt

OPraticante.pt esteve representado na prova por cinco atletas tendo obtido os seguintes resultados:
Domingos Vieira – 11º geral masculina (36m32s);
Pedro Garrido – 12º geral masculina (36m35s);
Carina Gouveia – 4º geral feminina (45m21s);
Ivone Reis – 23º geral feminina (50m18s);
e Ana Pereira – 67º geral feminina (57m30s).

Parceiros

Deixe uma resposta