DIOGO RIBEIRO OBTÊM A MELHOR MARCA MUNDIAL NOS 100 LIVRES

Diogo Ribeiro - Foto: FPN

Diogo Ribeiro venceu ontem a final dos 100 livres do Open de Portugal que decorre no Funchal e tornou-se o primeiro português a baixar dos 48 segundos no hectómetro, e detêm a melhor marca mundial até agora.

O benfiquista que havia obtido recorde nacional nas eliminatórias com 48,01, mínimos olímpicos, venceu esta tarde a final com 47,98 segundos.

Leia também

Miguel Nascimento (Benfica) foi segundo com 49,63 segundos e Tiago Costa (Sporting) terceiro com 50,17.

DIOGO RIBEIRO ASSEGURA PRESENÇA EM PARIS 2024

Fonte / Fotos: FPN

Diogo Ribeiro – Foto: FPN

Diogo Ribeiro o primeiro português a superar os 48 segundos nos 100 livres

«Na final dos 100 livres com menos 3 centésimos apenas, de 48,01 segundos nas eliminatórias para 47,58 mas a felicidade é enorme.

É o tempo que penso que estaria a fazer no Mundial do ano passado de juniores e ter confirmado agora o que eu pensava é espetacular.

Neste momento o fundamental é estar a nadar bem, como tecnicamente como com muita força. Este ambiente na Madeira é especial eles sentem mais a natação.

Estamos a tentar mudar a mentalidade e à medida que o tempo avança sinto que estamos a mudar aos poucos e este apoio, este barulho, é fantástico.

Da eliminatória para a final de tarde a única coisa que alterei foi mesmo a chegada, os últimos 10 metros sem respirar e em braçada de 50 metros com braço esticado e isso penso que fez a diferença para a tarde.

Agora tenho os 100 mariposa e os 50 mariposa, onde nesta última não há mínimo olímpico, é para melhorar o tempo. No 100 mariposa gostava também de melhorar o tempo.» declarou Diogo Ribeiro.

Diogo Ribeiro e Miguel Nascimento – Foto: FPN

«Estou no bom caminho» Miguel Nascimento

Miguel Nascimento: «Estou no bom caminho. senti-me hoje um pouco cansado após ontem ter ficado a um centésimo dos mínimos para os Jogos nos 50 livres, não só em termos físicos como emocionais mas hoje foi bom.

Fiquei muito feliz pela prova do Diogo, com uma marca a nível mundial.

E a natação é isto, é isto que me faz continuar a nadar e a querer mais na competição para Portugal evoluir e é esse o meu objetivo poder ajudar e ás gerações mais jovens.»

Francisca Martins – Foto: FPN

Recorde nacional nos 100 livres para Francisca Martins

Francisca Martins bateu ontem o recorde nacional dos 100 livres.

A nadadora do Foca Quinta da Lixa venceu a final com 56,25 segundos melhorando o anterior máximo (56,39) que pertencia a Ana Pinho Rodrigues desde 4 de abril de 2019 em Coimbra.

Francisca Martins junta este máximo dos 100 livres aos 200 livres (2.00,96) obtido este ano no Arena Lisbon International Meeting 2023.

Francisca Martins: «era o meu objetivo. Nadei os 50 metros no primeiro dia senti-me muito bem, senti que estava rápida e era bom indicador agora para os 100 metros.

Não é a minha melhor prova, mas estou a tentar melhorar e penso que é uma prova que posso apostar e acreditei muito que era possível.

De manhã nas eliminatórias fiquei muito perto e agora na final foi espetacular. Amanha tenho os 400 e os 200 no último dia, as minhas melhores provas.»

Pedro Bonniz – Foto: FPN

Destaque ainda para Pedro Bonniz ao bater ontem o recorde nacional de juniores 17 dos 100 bruços.

O benfiquista concluiu em 1.04,35 minutos melhorando os 1.04,54 minutos de André Silva obtido Belgrado (SRB) a 02/08/2008.

Resultados

Parceiros

Deixe um comentário