DUARTE EM VILAMOURA E RODRIGO EM PRAGA VENCEM AS RESPETIVAS PROVAS

As duas vitórias assinadas pelos cavaleiros portugueses – Duarte Seabra e Rodrigo Giesteira Almeida – confirmam que:

estamos a viver um período muito feliz a nível das competições nacionais e internacionais e isso só é possível graças ao empenho e dedicação dos nossos atletas”, afirma Bruno Rente, presidente da Federação Equestre Portuguesa.

Fonte: Federação Equestre Portuguesa

Duarte
Duarte Seabra no Grande Prémio do CSIO de Vilamoura

O mais rápido no desempate foi Duarte Seabra

Duarte Seabra com Dourados vence o Grande Prémio do CSIO de Vilamoura, uma conquista que confirma a qualidade do desporto equestre português.

As provas do CSIO3* de Vilamoura começaram na quinta-feira e terminaram com a disputa da Taça das Nações durante o dia de ontem.

Estamos a falar do VillaMoura Champions Tour 2023 que reúne no sul de Portugal cavaleiros nacionais e internacionais, numa disputa pelos melhores resultados.

Mas desta vez foi Duarte Seabra com Dourados que conquistou o Grande Prémio CSIO de Vilamoura com o tempo de 77,09.

Participaram neste Grande Prémio CSIO de Vilamoura 60 conjuntos e Duarte Seabra foi o mais rápido do desempate que contou com cinco conjuntos.

Rodrigo Giesteira Almeida no Global Champions Prague Playoffs 2023 (CSI5*)

Rodrigo Rodrigo Giesteira Almeida venceu o Global Champions Prague Playoffs 2023 (CSI5*)

Também Rodrigo Rodrigo Giesteira Almeida com Pegasus Cekanane venceram a prova inaugural do Global Champions Prague Playoffs 2023 (CSI5*), realizada esta quinta-feira.

A dupla completou o percurso com obstáculos de 1,45 metros sem penalizações, conquistando o melhor tempo da prova com impressionantes 56,53 segundos.

Apenas os três conjuntos mais destacados conseguiram superar o desafio em menos de 60 segundos.

O segundo lugar foi conquistado pelo cavaleiro egípcio Mouda Zeyada, que, montando a égua de dez anos Katia, registou um tempo de 59,94 segundos.

Denis Lynch, representando a Irlanda, assegurou o terceiro lugar, sendo apenas dois décimos de segundo mais lento, com o garanhão de 11 anos Cornets Iberio, completando o percurso em 59,96 segundos.

Nesta prova internacional participaram 60 cavaleiros, 150 cavalos, 15 nações.

Parceiros

Deixe um comentário