ESAPEKKA LAPPI FECHA TERCEIRA ETAPA NA LIDERANÇA DO RALLY DA SUÉCIA

Esapekka Lappi

Foto: Facebook Esapekka Lappi

O finlandês Esapekka Lappi (Hyundai i20) terminou este sábado a terceira etapa do Rali da Suécia a liderar confortavelmente, depois de o japonês Takamoto Katsuta (Toyota Yaris) ter abandonado ao ficar preso num banco de neve.

Leia também

LAPPI LIDERA O RALLY DA SUÉCIA

Site oficial

Fonte: Lusa

Esapekka Lappi a liderar confortavelmente o Rally da Suécia

Esapekka Lappi terminou o dia com 01.06,3 minutos de vantagem sobre o segundo classificado, o francês Adrien Fourmaux (Ford Puma), com o britânico Elfyn Evans (Toyota Yaris) a recuperar até à terceira posição nesta segunda prova da temporada.

Lamento pelo Katsuta. Foi muito rápido no ano passado e este ano estava a ser ainda melhor.

Estas coisas acontecem. Os bancos de neve são teus amigos até que os utilizas demasiado“, frisou Lappi, que conta apenas com uma vitória na sua carreira (Finlândia, em 2017).

Katsuta, que tinha começado o dia com uma desvantagem de apenas três segundos, reduziu a margem para meras nove décimas antes de deitar tudo a perder na segunda especial, ao ficar preso num banco de neve que ladeia a pista.

Acabou o jogo. Estava a tentar com força, talvez demasiada. Ficámos presos num banco de neve e não conseguimos sair“, explicou o piloto nipónico.

Takamoto Katsuta – Foto: Facebook do Rally da Suécia

O belga Thierry Neuville (Hyundai i20), vencedor do primeiro rali do ano, no Mónaco, que na sexta-feira fechou a jornada em 11.º, ontem conseguiu recuperar, sobretudo ao vencer os três últimos troços do dia, e já está na quarta posição, a um minuto do pódio.

De volta à prova estão o finlandês Kalle Rovanperä (Toyota Yaris) e o estónio Ott Tänak (Hyundai i20), que venceram uma especial cada um logo a abrir o dia mas já estão muito atrasados, seguindo nos 45.º e 46.º lugares, respetivamente.

O português Hugo Magalhães, que navega o saudita Rakan Al-Rashed (Skoda Fábia) é 38.º da geral.

Hoje domingo disputam-se os três últimos troços, na quarta e última etapa, com 61,08 quilómetros cronometrados.

Parceiros

Deixe um comentário