Privacy Policy Page
Privacy Policy Page
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Fair Play, visto por uma jovem de 14 anos

Matilde João, uma jovem judoca com apenas 14 anos de idade, escreveu este pequeno texto em relação ao Dia Mundial do Fair Play.

Recorrendo ao dicionário Priberan, da língua portuguesa, rapidamente se entende que o estrangeirismo Fair Play é muito fácil de assimilar.

Que a palavra Fair Play apenas significa Respeito pelas regras e pela lealdade desportiva.

A meu ver, algo tão simples e simultaneamente tão importante em qualquer modalidade desportiva.

Fair Play, todos podemos fazer a diferença

Jacques Rogge, cirurgião ortopédico belga, e Presidente do Comité Olímpico Internacional, entre 2001 e 2013, abriu a cerimónia de abertura dos XX Jogos Olímpicos de Inverno com um discurso bem inspirador.

Frisando que os atletas são exemplos e referências, onde as suas conquistas, dentro e fora do campo de jogo, irão inspirar e motivar as gerações futuras.

Apelou, ainda, à competição num espírito de jogo limpo, compreensão e respeito mútuos.

Creio que muitos de nós, senão todos, concordamos com estas palavras!

Fair Play

De que nos serve ganhar inúmeras vezes e colecionar todo o tipo de medalhas e troféus, se não foi ganho com dignidade?

Ganhar vezes sem conta, sabendo que foi da maneira menos correta, terá o mesmo sabor do que vencer com base no trabalho árduo, honesto e respeito pelo adversário?

Para mim, Fair Play é muito mais do que ajudar o adversário a levantar-se.

Acredito que, ao contrário do que muitos possam pensar, este conceito ultrapassa todos os limites e barreiras do desporto.

É fundamental aplicá-lo no dia a dia e respeitar todos os que nos rodeiam.

Mais uma vez, concordo e subscrevo as palavras de Jacques Rogge.

Quando afirma que é desnecessário provar que a sociedade nunca precisou tanto de saber sobre este conceito, como nos dias de hoje.

Todos podemos fazer a diferença.

Todos ganham com o Fair Play!

Visualize também

Judo, o significado das cores do cintos

Texto: Matilde João / Judo Clube da Marinha Grande

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta