Privacy Policy Page
Privacy Policy Page
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Espanha, Flávio Pacheco e Luís Costa vencedores

Flávio Pacheco e Luís Costa conseguiram os melhores resultados da Equipa Portugal, neste domingo, na segunda jornada da Extremadura European Cup, prova internacional de paraciclismo disputada em Cáceres, Espanha.

Ontem foi o dia dos contrarrelógios individuais.

Flávio Pacheco e Luís Costa

O mais lesto em Espanha foi Flávio Pacheco

Flávio Pacheco foi o mais lesto na classe H4, concluindo a prova em 33m50s, deixando toda a concorrência a uma larga distância.

Luis Alberto Santamaria foi o segundo classificado, a 4m44s, e Vicente Yanguez fechou o pódio, a 5m10s.

O português Rúben Garcia, a correr pelos Metralhas e não pela seleção nacional, foi o quarto, a 6m33s do vencedor.

Luís Costa “Foi uma boa forma de terminar esta época atípica”

Luís Costa foi o melhor na classe H5, com um registo de 31m55s.

Nesta classe apenas competiram dois paraciclistas. O segundo foi o espanhol Yvan Manoel Montero, a 5m09s.

E foi o atual presidente da (CAP) Comissão de Atletas Paralímpicos, Luís Costa que nos falou da sua prestação e da prestação dos portugueses neste evento:

Foi um bom fim-de-semana para nós Equipa Portugal.

A minha vitória e do Flávio em ambas as provas de contrarrelógio e de fundo.

Os segundos lugares do Telmo e do Bernardo, nas classes respetivas de cada um, mostraram que temos feito o nosso trabalho apesar da pandemia e ausência de provas.

O segundo lugar por equipas, a poucos pontos da seleção espanhola também mostra isso.

Foi uma boa forma de terminar esta época atípica e agora resta-nos começar a preparar a próxima e fazer figas para que a situação melhore o quanto antes.

Quanto às provas que disputei nesta competição, correram-me, confesso que não tive dificuldades em vencer e os dados registados em termos de potência deixaram-me satisfeito.

Espanha
Telmo Pinão, Luís Costa, Bernardo Vieira e Flávio Pacheco

Equipa Portugal acaba no segundo lugar

A Equipa Portugal teve também representantes nas classes C1 e C2.

Bernardo Vieira foi o segundo classificado no contrarrelógio C1, vencido pelo espanhol Ricardo Tem Argiles.

Telmo Pinão foi também o segundo classificado, em C2, batido pelo espanhol Maurice Far Eckhard.

Os quatro pódios nos contrarrelógios de domingo somaram-se a outros tantos conseguidos, sábado, nas provas de fundo.

A Equipa Portugal acaba, assim, esta competição de categoria C1 UCI no segundo lugar, suplantada pela Seleção de Espanha.

Espanha
Pódio coletivo

A proximidade territorial com a região espanhola da Extremadura levou outros paraciclistas portugueses a competirem nesta prova, representando as próprias equipas e não a Equipa Portugal.

Paulo Teixeira foi quinto na classe C3, João Monteiro foi quarto em C4, Manuel Ferreira foi sétimo e Hélder Maximino foi 12.º, ambos em C5.

Texto: Henrique Dias – OPraticante.pt  / União Velocipédica Portuguesa – Federação Portuguesa de Ciclismo

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta