POR TRÁS DE UM GRANDE PILOTO… ESTÁ UM PORTUGUÊS!

Bernardo Fernandes

Do WRC2 ao WRC1, todas as grandes equipas têm nas suas equipas um português a ajudar um piloto a lutar pela vitória.

Leia também

ARAÚJO DEFENDE LIDERANÇA NO RALLY DE PORTUGAL

Site oficial do evento

Bernardo Fernandes ajuda o piloto Gus Greensmith a lutar pela vitória

Na M-Sport, o Ford Puma do inglês Gus Greensmith tem uma mãozinha do jovem engenheiro Bernardo Fernandes.

Aos 31 anos, Bernardo Fernandes é um engenheiro mecânico feliz. Trabalha como “freelancer”, na equipa inglesa M-Sport, há oito anos.

Gus Greensmith – foto da página do piloto

Viveu em Dovenby Hall, mas o nascimento do primeiro filho e as contingências da pandemia fizeram-no regressar ao Estoril, onde nasceu.

A ligação em Inglaterra é grande, a começar pela formação académica, mas como a teoria não era suficiente para o fazer crescer no meio, esteve uns tempos em Aguiar da Beira, na equipa ARC Sport, seguindo os pilotos portugueses que ali militavam.

Foi a experiência adquirida no campeonato português de ralis que depois acabou por permitir uma entrada na M-Sport.

Seis meses como “engenheiro júnior” foram suficientes para cuidar do carro de Ott Tanak, até lhe darem a tarefa de escutar o que Sébastien Ogier queria do seu Ford Fiesta.

piloto
Sébastien Ogier – foto da página do piloto

A ligação foi tão bem-sucedida que a vitória do piloto francês, em 2017, no Vodafone Rally de Portugal, acabou por ser o ponto alto de uma carreira que ainda tem muito para dar…

Tem que se trabalhar muito para chegar onde cheguei”, diz Bernardo Fernandes, “mas felizmente há cada vez mais cursos em Portugal que podem permitir aos jovens evoluírem nesta área.

O mercado nacional é pequeno e, por isso, é natural que muitos tentem agarrar as oportunidades que surgem além-fronteiras.

E quando isso acontece, com dedicação e empenho, é possível mostrar como somos capazes”, concluiu.

Parceiros