HERÓIS DO MAR A 60 MINUTOS DE FAZER HISTÓRIA

Os Heróis do Mar somam 5 pontos e precisam de um empate ou uma vitória frente à Suécia para alcançar os 1/4 de Final, de forma inédita;

Duelo contra os Campeões Europeus agendado para este domingo, às 19h30.

As contas parecem difíceis mas são fáceis de explicar:

– Em caso de vitória, Portugal é segundo classificado do Main Round II, conquistando 7 pontos no total, à frente de Islândia e Hungria.

– Em caso de empate, os Heróis do Mar têm que esperar que a Hungria e a Islândia vençam os respetivos jogos para que, em desempate pontual, se utilize o mesmo critério da fase de grupos; ou que a Islândia perca ou empate e a Hungria vença, deixando os islandeses fora do confronto direto e em igualdade pontual com a Hungria passa Portugal com a vantagem no confronto direto.

– Em caso de derrota, os Lusos poderão até chegar à próxima fase, desde que os adversários diretos também percam pontos na última ronda do Main Round.

Foto: IHF / Kloktiff

A História dos Heróis do Mar frente à Suécia

Desde 2020, Portugal encontrou a formação da escandinávia em jogos oficiais por duas ocasiões.

A primeira, no Main Round II, do EHF Euro 2020, onde os Heróis do Mar venceram por uma dezena de golos (35-25), em Malmo, num jogo em que Fábio Magalhães – o agora mais internacional de sempre em todos os escalões – foi o jogador decisivo com 6 golos marcados e 7 assistências.

Já em Tóquio, nos Jogos Olímpicos, foram os suecos a levar a melhor, pela margem mínima (29-28), num encontro que foi equilibrado até aos 39 minutos, por esta altura, os escandinavos acabaram por criar alguma distância e seguraram a vitória por um golo.

As Estrelas

Jim Gottfridsson – O central joga desde 2013 no SG Flensburg-Handewitt e em 2020/2021 foi eleito o MVP da Bundesliga, assim como no EHF Euro 2022 e, foi considerado o melhor jogador de andebol do ano na Suécia em 2022.

Na LIQUI Moly Bundesliga, na presente época, o central leva já 42 golos marcados, em 11 jogos e 56 assistências, apesar do seu clube se encontrar na quinta posição; já nas competições europeias – EHF European League – o comandante da esquadra sueca conta apenas com 5 golos em 4 jogos.

Jim Gottfridsson é um talentoso central com tremenda liderança, excelente qualidade de passe e capacidade tática assim como controlo do ritmo de jogo.

Hampus Wanne – O ponta esquerda alinha pelo FC Barcelona, onde é colega de equipa de Luís Frade, e leva já 72 golos na presente época, em 16 jogos, com uma média de 4.5 golos por jogo.

Também na EHF Champions League, Hampus Wanne brilha, com 33 golos marcados, na época 2022/2023.

O ponta fez parte da equipa que se sagrou Campeã da Europa em janeiro passado. As armas do ponta sueco são a sua rapidez, eficácia e o contra ataque.

Andreas Palicka – O guardião da formação sueca dispensa apresentações, sendo uma das figuras de proa dos comandados de Glenn Solberg e que, conta no seu currículo com 7 Bundesliga, 2 EHF Champions League e, ainda, a nível de seleções, 2 medalhas de prata e uma de ouro, conquistada a época passada.

Andreas Palicka joga, atualmente, no Paris Saint Germain, após transferência do Rhein-Neckar Löwen, e destaca-se pela sua rapidez, inteligência e leitura do rematador.

André Gomes – Foto: IHF / Kloktiff

“…um jogo duro, não será impossível a vitória” André Gomes

André Gomes, lateral dos Heróis do Mar, lançou a antevisão a este encontro com a anfitriã, realçando as dificuldades que irão ser encontradas mas deixando acesa a chama lusa:

Acho que quando precisamos damos sempre tudo, vai ser difícil, não só porque a Suécia está a jogar em casa, mas também porque tem uma equipa fantástica (a que está em campo e no banco).

Porque, apesar das trocas eles conseguem manter o mesmo nível e, para além de tudo isto, com certeza que têm na memória o jogo que aconteceu em Malmo, em 2020.

Estamos por nossa conta, tropeçámos contra o Brasil e a qualificação já podia estar resolvida, temos a pressão do nosso lado mas creio que a vitória é possível.

O lateral recordou ainda o último embate com a Suécia, referente aos Jogos Olímpicos, onde Portugal saiu derrotado pela margem mínima:

Os pontos fortes deles passam muito pelos centrais [Jim Gottfridsson e Felix Claar], que têm muita experiência e são o cérebro desta equipa, mas também são muito fortes no contra-ataque.

Creio que, se o travarmos temos um bom caminho andado para conseguirmos a vitória.

Penso que o nosso estilo de jogo se encaixa no deles e se estivermos todos a remar para o mesmo lado, apesar de ser um jogo duro, não será impossível.

Ainda sobre Jim Gottfridsson, André Gomes realçou a qualidade do central: “É ele que leva a Seleção e o clube, passou por um período lesionado e notava-se bastante a diferença, no jogo para os laterais e para o pivô – creio que será um dos melhores centrais do mundo.

Foto: DR

Campeonato do Mundo

Todos os encontros do Campeonato do Mundo de 2023 são transmitidos em território nacional pela RTP Play e os de Portugal em simultâneo na RTP2.

A edição de 2023 do Campeonato do Mundo tem lugar na Polónia e Suécia, de 11 a 29 de janeiro de 2023, e poderá encontrar todas as informações no website da Federação Internacional de Andebol.

Parceiros

Deixe uma resposta