JOÃO VALE NO PÓDIO EM ALQUEIDÃO

João Vale

João Vale

Em paralelo com a ronda de abertura do Mundial de SidecarCross, o Campeonato da Europa de QuadCross teve um português, João Vale a disputar os lugares da frente.

No fim de semana passado, Alqueidão recebeu pelo segundo ano consecutivo uma prova do Campeonato do Mundo de SidecarCross.

Esta ronda que abriu a competição e que, esta época, recebeu também, para abrilhantar um grande fim de semana de corridas, a prova inaugural do Campeonato da Europa de QuadCross 2024.

Leia também

GLORIOSAS MÁQUINAS VOADORAS ESTÃO DE VOLTA!

Site oficial

Fonte: FMP – Federação de Motociclismo de Portugal

Sidecars voltaram a revelar-se um grande espetáculo

Com dois dias de Sol e muito público a assistir a esta jornada, uma vez mais sob a cargo da experiente e eficaz organização da Sociedade Recreativa Alqueidoense, os sidecars voltaram a revelar-se um grande espetáculo de desporto motorizado.

Os gémeos Daniel e Bruno Lielbardis triunfaram na primeira manga, naquela que foi a sua estreia no lugar mais alto do pódio de um Grande Prémio, e a dupla holandesa Hermans/Van der Bogaart a impor-se na segunda corrida, ao cabo de grandes lutas.

Mas, no que respeita ao QuadCross, o público de Alqueidão tinha um atrativo adicional para as corridas desta modalidade, já de si espetacular: a presença de um lote de pilotos portugueses integrados nos 21 inscritos.

João Vale

João Vale fez valer a sua rapidez e experiência para lutar pelos primeiros lugares

À cabeça da ‘armada lusa’ destacava-se João Vale (Can-Am), ele que atualmente tem o seu foco no Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, mas cujos créditos no QuadCross são mais que firmados, com vários títulos nacionais em Portugal, Espanha e Itália.

Neste regresso ao QX, João Vale fez valer a sua rapidez e experiência para lutar pelos primeiros lugares, pese embora o tempo em que tem estado afastado desta modalidade.

Na primeira manga, Vale encetou uma grande perseguição ao líder, o campeão Patrick Turrini, vindo a terminar no 2º posto, com Diogo Campos em 11º, Simão Almeida em 12º, Luís Mateus em 13º e Pedro Correia em 16º lugar.

Na segunda corrida, João Vale arrancou em terceiro, mas conseguiu superar os dois homens à sua frente, Turrini e Harry Walker, e instalou-se na liderança, até que problemas na sua moto o forçaram a abrandar o ritmo e remeter-se ao 3º lugar final, que lhe daria idêntica posição na classificação geral.

Simão Almeida foi 11º e conseguiu assim fechar o top 10 da geral, Samuel Barros foi 12º, Diogo Campos foi 15º e Luís Mateus 18º colocado.

Um grande espetáculo que queremos ver repetido. Parabéns a todos os pilotos e à organização!

Parceiros

Deixe um comentário