MATHIAS BREGNHØJ É O NOVO LÍDER NO CIRCUIT DES ARDENNES 

Mathias Bregnhøj

Mathias Bregnhøj - Foto: Alexis Dancerelle / Circuit des Ardennes

Mathias Bregnhøj, corredor da Equipa Profissional de Ciclismo Sabgal / Anicolor, é o novo líder do Circuit des Ardennes, após concluir hoje a etapa-rainha em 10.º lugar.

O dinamarquês, que é campeão em título da prova, terminou a 12 segundos do vencedor, Frederico Savino (Soudal-Quick Step Devo Team), mas com margem para vestir a Camisola Amarela, ficando com 07 segundos de vantagem na Geral para o italiano.

Amanhã chega a derradeira etapa, que será mais um dia de verdadeiro “rompe-pernas”, onde toda a equipa vai fazer tudo para defender a liderança e levar Mathias Bregnhøj à renovação do título.

Leia também

MATHIAS BREGNHØJ É 2.º DA GERAL EM ARDENNES

“Amanhã quero levar a vitória para casa” Mathias Bregnhøj

A 3.ª Etapa que se disputou este sábado foi muito atacada.

Houve uma fuga que juntou sete elementos, mas a dureza das nove montanhas foi fazendo a seleção natural e apenas os mais fortes foram resistindo.

Com a chegada das contagens de primeira categoria no circuito final, o pelotão começou a partir em vários grupos, mas Mathias Bregnhøj conseguiu resistir e manter-se num dos grupos da frente até à meta.

Hoje foi um dos dias mais difíceis e duros que já passei em cima da bicicleta.

A equipa fez um bom trabalho no início da corrida, mas já no início das subidas, o ritmo era muito duro e as subidas não paravam de chegar.

No final, eu era o líder virtual e tive de trabalhar muito duro para manter o grupo sob controlo.

Amanhã quero levar a vitória para casa e acredito que temos equipa para o fazer.

É engraçado, porque 07 segundos é exatamente a mesma vantagem que eu tinha no ano passado quando fui para a última etapa”, confidenciou Mathias Bregnhøj, com emoção.

Foto: Alexis Dancerelle / Circuit des Ardennes

“Amanhã sabemos que vai ser um dia duro para a equipa”

Paulo Figueiredo, diretor desportivo adjunto da Sabgal / Anicolor, explicou que:

sabíamos à partida que ia ser uma etapa muito dura, que ditaria muito do desfecho final da corrida, mas a nossa equipa esteve fantástica na ajuda ao nosso homem da geral, Mathias Bregnhøj.

Na primeira parte da corrida, estivemos um pouco mais resguardados, para tentar levar o máximo de elementos possível para a parte mais dura e assim aconteceu.

Na parte mais dura e depois da extraordinária ajuda dos seus colegas, que o mantiveram sempre bem colocado, Mathias correspondeu e esteve sempre na frente com os primeiros, chegando na 10.ª posição, com tempo suficiente para assumir a liderança da corrida, que era o grande objetivo da equipa.

Amanhã sabemos que vai ser um dia duro para a equipa, porque a diferença é muito reduzida, mas tudo faremos para continuar na liderança e levar a Camisola Amarela para Portugal”.

Amanhã chega a derradeira etapa da 49.ª edição do Circuit des Ardennes, com mais um dia de verdadeiro “rompe-pernas”, que vai totalizar nove Prémios de Montanha: seis de 3.ª categoria, dois de 2.ª categoria e um de 1.ª categoria.

A entrada no circuito final será aos 113,7 km, onde vai haver a passagem por quatro das contagens de 3.ª categoria, terminando a corrida à quinta passagem pela meta.

Parceiros

Deixe um comentário