Matilde Pinto encerrou participação lusa com medalha de bronze

Matilde Pinto

Matilde Pinto conquistou a medalha de bronze na prova de pares femininos do Campeonato do Mundo Youth que decorreu em Vila Nova de Gaia, a segunda de Portugal na competição e quinta de sempre, encerrando a participação portuguesa na prova.

Leia também

Inês, Matilde e os Tiago’s nos oitavos de final do Mundial Youth

Matilde Pinto garante a segunda medalha para Portugal

Bronze inédito para Portugal, primeira medalha em mundiais por equipas

Mundial Youth, Seleção Sub15 garante medalha inédita

Texto / Fotos: Federação Portuguesa de Ténis de Mesa

Matilde Pinto
Matilde Pinto e Anna Hursey

Matilde Pinto e Anna Hursey conquistaram o bronze

A atleta portuguesa, que fez dupla com a galesa Anna Hursey apresentaram-se na prova como as 4.ª cabeças de série e as duas disputaram as meias-finais do escalão sub15, fase em que perderam por 0-3 com as germânicas Mia Griesel / Annet Kaufmann (2.ªs do ranking).

A Seleção Nacional alcançou duas medalhas na competição, depois do bronze alcançado pela equipa masculina de sub15.

Portugal tem no total cinco medalhas em Campeonatos do Mundo:

4 de bronze (equipa masculina sub15 em Gaia 2021; Matilde Pinto em pares femininos em Gaia 2021; João Monteiro e Tiago Apolónia em Budapeste 2019 (seniores); Marcos Freitas e André Silva no Cairo 2006 (juniores));

1 de prata (Marcos Freitas e Tiago Apolónia em Santiago do Chile 2003 – Juniores).

“…esta foi uma prova bastante exigente”

Em singulares, Matilde Pinto (11.ª cabeça de série) foi derrotada por 1-4 pela indiana Suhana Saini, com quem já tinha perdido na prova de equipas. A adversária era a 4.ª cabeça de série na prova e alcançou a medalha de bronze em equipas.

Inês Matos (26.ª na prova sub19) foi eliminada pela chinesa Yangchen Yu, 25.ª cabeça de série. Os atletas chineses dos escalões jovens, principal potência mundial da modalidade, não competem no estrangeiro desde março de 2020, motivo pelo qual surgem mal posicionados no ranking mundial.

Tiago Abiodun (sub15) não conseguiu suplantar o atleta Yong Izaac Quek, de Singapura, 3.º cabeça de série da competição, com quem perdeu por 1-4 e Tiago Li (32.º em sub19) foi afastado pelo croata Ivor ban, 4.º cabeça de série (2-4).

O coordenador das seleções jovens, Ricardo Oliveira, afirmou que “tal como tínhamos antecipado, esta foi uma prova bastante exigente para os nossos atletas.

Estamos muito orgulhosos de termos realizado um feito extremamente difícil, que foi o de termos alcançado duas medalhas no Campeonato do Mundo.

Mas isto apenas nos deve servir de fator motivacional para continuar a investir na consistência do trabalho diário, para voltarmos a ombrear com os melhores do mundo, com mais consistência.

Parceiros

Deixe uma resposta