MIGUEL OLIVEIRA COM ALGUMAS COISAS PARA MELHORAR

Miguel Oliveira

Foto: Facebook de Miguel Oliveira

O piloto português Miguel Oliveira (Aprilia) terminou ontem os testes de pré-temporada de MotoGP com o 12.º registo no segundo dia de treinos no circuito internacional de Lusail, no Qatar.

Testes de pré-temporada feitos. Hora de competir.

Bom passo na velocidade hoje ainda com algumas coisas para melhorar. Zimbora ✊🏼” escreveu Miguel Oliveira na sua página

Leia também

MIGUEL OLIVEIRA COM MUITO TRABALHO PELA FRENTE

Fonte: Henrique Dias // OPraticante.pt em cooperação com a Lusa

11 pilotos rodaram abaixo do recorde do circuito qatari

O piloto português fez o melhor registo em 1.51.836 minutos, terminando a 0,884 segundos do mais rápido, o italiano Francesco Bagnaia (Ducati), campeão em título.

O também transalpino Enea Bastiani (Ducati) foi o segundo, a 0,120 do companheiro de equipa, com o espanhol Aleix Espargaró (Aprilia) em terceiro, a 0,308 segundos de Bagnaia.

A Aprilia foi um dos destaques destes dois dias de testes no Qatar, numa pista que lhe é favorável, terminando com três motas entre os seis primeiros classificados.

Para além de Espargaró, Raúl Fernández foi o quinto, com uma máquina de 2023, seguido de Maverick Viñales, em sexto.

A Ducati chega ao final dos testes de inverno como grande favorita, pois colocou as duas motas da equipa oficial no topo da tabela de tempos.

O espanhol Marc Márquez, equipado com uma mota de 2023, terminou no quarto lugar da tabela de tempos, apesar de uma queda sem consequências físicas sofrida neste último dia.

Foi a primeira do piloto espanhol, que no ano passado sofreu cerca de três dezenas ao longo da temporada.

O dia ontem foi de bater recordes, com 11 pilotos a rodarem abaixo do recorde do circuito qatari, estabelecido em 1.51,762 minutos pelo italiano Luca Marini (Ducati), na qualificação do GP da temporada passada.

Foto: Facebook de Miguel Oliveira

Miguel Oliveira foi o primeiro a rodar acima do recorde

Ontem, Miguel Oliveira foi o primeiro a rodar acima desse registo, com 11 outros pilotos a estabelecerem marcas abaixo do recorde, com destaque para o campeão Francesco Bagnaia, o único a rodar no segundo 50, com o tempo de 1.50,952 minutos.

O piloto português efetuou 65 voltas e fez o melhor tempo na 53.ª.

O Campeonato do Mundo de MotoGP arranca a 10 de março, no Qatar.

Parceiros

Deixe um comentário