MILHARES NO ARRANQUE DO RALLY DE PORTUGAL

Foto: Rali de Portugal

Está oficialmente na estrada a 56.ª edição do Rally de Portugal. Largos milhares de aficionados saudaram as estrelas do WRC na cidade de Coimbra, que recebeu, esta quinta-feira, uma sessão de autógrafos com os pilotos do Mundial e as principais equipas portuguesas, num ‘banho’ de multidão que deu a melhor sequência ao Shakedown da manhã, em Paredes.

Os adeptos dos ralis (e não só) puderam contactar de perto com as grandes figuras do Mundial de Ralis, numa sessão realizada junto à emblemática Porta Férrea da Universidade de Coimbra.

Depois, os 16 pilotos e navegadores da categoria-rainha do WRC rumaram à histórica Biblioteca Joanina da Universidade de Coimbra, datada de 1717, para uma fotografia oficial que juntou História e modernidade.

Foto: Rali de Portugal

A cerimónia de partida oficial, na Praça da Porta Férrea, engalanada com efeitos de vídeo mapping, recebeu as 83 equipas que, a partir de hoje, vão disputar as 19 classificativas nas regiões Centro e Norte do país, num percurso total de 325,35 quilómetros cronometrados.

Leia também

RALI DE PORTUGAL, THE RACING FACTORY ATACA EM TRÊS FRENTES

Site oficial do evento

Fonte: Henrique Dias em cooperação com a Lusa

Primeira etapa do Rally de Portugal arranca hoje

A 56.ª edição do Rally de Portugal, quinta prova do campeonato do mundo, arranca hoje com a disputa das primeiras oito das 19 especiais de classificação previstas para os três dias de prova.

A caravana, composta com cerca de 90 equipas participantes, vai para a estrada nos troços desenhados no centro do país.

Partindo de Coimbra, os concorrentes enfrentam as duplas passagens pelas classificativas da Lousã (12,03 km), Góis (19,33 km) e Arganil (18,72 km), passando por Mortágua (18,15 km), antes da estreia da super especial da Figueira da Foz, que substitui a que habitualmente se realizava na cidade dos estudantes.

Ao todo, este primeiro de três dias de competição tem 120,59 quilómetros cronometrados.

Foto: Rali de Portugal

Depois da passagem pela região centro do país, os concorrentes rumam, no sábado e no domingo, ao norte e aos troços de Vieira do Minho (26,61 km), Amarante (37,24 km) e Felgueiras (8,91 km), que também recebem duplas passagens, antes de a popular super especial de Lousada, na pista da Costilha, encerrar o segundo dia da competição.

No domingo, há ainda a estreia do troço de Paredes, que antecede a primeira passagem pela especial de Fafe (11,18 km) e a classificativa de Cabeceiras de Basto (22,23 km).

A derradeira especial, em regime de ‘Power Stage‘ (com atribuição de 15 pontos extra pelos cinco mais rápidos), volta a acontecer em Fafe.

Como já é hábito, a chegada dos concorrentes acontece na cénica marginal de Matosinhos, a poucos quilómetros do centro operacional do rali, na Exponor.

O Rally de Portugal, que estará na estrada entre os dias 11 e 14 de maio, vai percorrer 329,06 quilómetros cronometrados, por entre um total de 1.636,25 quilómetros no centro e norte do país, ao longo de 19 classificativas.

Parceiros

Deixe um comentário