MISO – Uma dádiva dos deuses á Humanidade. O que é? Quais os Benefícios?

MISO, utilizado no Oriente há seculos, faz parte da cultura gastronómica Chinesa e Japonesa, os japoneses dizem que o Miso é um presente dos deuses á Humanidade!

E eu acredito, é tudo de bom!

Texto: Paula Coelho – CookMacro

Desfrute também da leitura de Macrobiótica – O Poder das Estações do Ano

O que é o MISO?

É uma pasta de sabor salgado, fermentada a partir do feijão de soja e sal, combinados com “koji” (levedura) e água.

O Miso pode ter vários paladares, resultantes do tempo de fermentação e do cereal com que fermenta.

MISO

Quais são os tipos de MISO?

Há vários os tipos de Miso, desde os mais claros aos mais escuros, as variedades mais conhecidas são a de arroz (Genmai miso) e a de cevada (Mugi miso) e de soja (Hacho miso).

Por norma o miso mais claro é menos salgado e o miso mais escuro é mais salgado.

No dia a dia dá-se preferência ao Miso de cevada, é mais terapêutico e tem um sabor mais equilibrado.

Existem também misos doces para pratos especiais e sobremesas e o “Miso instantâneo” para usar em viagens.

Agora que já sabes o que é, é importante ter em conta a pasteurização do miso.

Ao escolheres procura um “não pasteurizado”, pois contém probióticos e beneficia a flora intestinal.

No entanto em caso de gravidez é essencial que se opte pela versão pasteurizada, para evitar alergias alimentares.

Quais são os benefícios?

Devido ao processo de fermentação a que é sujeito, o Miso é um alimento vivo, contém bactérias e fermentos vivos.

Fonte de nutrientes – além de ser fonte de cobre, manganês, zinco, vitaminas do complexo B como a vitamina B9 (ácido fólico), vitamina E e vitamina K.

Fonte de probióticos – que são benéficos ao nosso intestino.

Beneficia o aparelho digestivo – ajuda a combater problemas digestivos como prisão de ventre, gases, barriga inchada, diarreia e síndrome de intestino irritável.

Fonte de antioxidantes – auxilia no combate dos radicais livres, compostos que são conhecidos como prejudiciais ao organismo e já foram associados ao risco do desenvolvimento de doenças como cancro, artrite e problemas no coração.

Melhora o sistema imunitário – ajuda a reduzir o risco de ficar doente e a recuperar mais rápido de infeções.

…O Miso contém enzimas que melhoram a digestão e fortalecem a qualidade de sangue; tem um elevado teor em proteína, vitaminas e minerais; segundo muitos estudos realizados o Miso ajuda a prevenir e a tratar o cancro da mama, doenças cardiovasculares e doenças provocadas por radiação.” (Francisco Varatojo)

Então como posso incluir este maravilhoso condimento na minha cozinha?

Podes experimentar a tradicional Sopa de Miso, mas também pode ser usado na preparação de pratos á base de legumes, molhos, pastas e pickles.

Aqui fica uma receita básica

MISO

Sopa de Miso
1 cebola
1 fatia de abobora Hokkaido 1
1 colher de sobremesa de alga wakamé em flocos
1 colher de sobremesa de miso de cevada ou arroz por tigela de sopa
Cebolinho ou coentros

Preparação:

Demolhe a alga wakamé durante 5m.

Cortar a cebola e a abóbora em cubos pequenos e cubra com cerca de meio litro de água, quando ferver, baixar o lume e cozinhar por 10m, juntar os flocos das algas e cozinhar 2m.

Adicionar o miso, servir com cebolinho ou coentros cortados e sementes de sésamo tostadas.

Esta é apenas uma das muitas variações que podes fazer!

Juntar arroz integral, verdes escaldados, tofu etc., uma base, várias sopas e um sabor único!

Alimenta, limpa o organismo e reforça o sistema imunitário.

Vais experimentar?

Tem um vídeo no Youtube em que faço passo a passo.

Sopa de Miso na Bimby – YouTube

Uma semana cheia de Luz!

Outros meios de CookMacro

Pagina da CookMacro

Instagram









Parceiros

Deixe uma resposta