Nacionais de Esperanças, Sporting vence coletivamente

Sporting Clube de Portugal vencedor coletivo

Terminaram hoje os Campeonatos Nacionais de Esperanças em Pista Coberta, com a terceira e última jornada a decorrer nas pistas de Braga e de Pombal.

Coletivamente, o Sporting Clube de Portugal (SCP) foi o grande vencedor com 73 pontos em masculinos e 90 em femininos.

Em segundo lugar, classificou-se o Sport Lisboa e Benfica, com 71,5 pontos em masculinos e 77 em femininos.

Em terceiro lugar ficou o Juventude Vidigalense (JV), com 35 pontos em masculinos e 54,5 pontos em femininos.

Nacionais de Esperanças

Sport Lisboa e Benfica terminou primeira jornada a vencer ambos os sexos

No final do dia de ontem, o SLB terminou a vencer em masculinos e femininos.

400 metros

O Benfica começou a jornada de hoje a contar com a vitória de João Coelho nos 400 metros, num regresso do atleta aos títulos (venceu em 2018 e 2019, neste último com recorde dos campeonatos, sendo que em 2020, foi Mauro Pereira o vencedor), percorrendo a distância em 48s57’.

Ericsson Tavares, do Clube de Atletismo de Seia (CAS), com o tempo de 48s60’, e Paulo Soares, também do SLB, com a marca de 49s69’, arrecadaram as medalhas de prata e de bronze, respetivamente.

De referir que o terceiro lugar foi conquistado pelo atleta são-tomense, do SCP, Omar Elkhatib, com o tempo de 48s96’.

Na prova feminina, Juliana Guerreiro, do SCP, sagrou-se campeã nacional, com o tempo de 56s42’. Sofia Lavreshina, da JV, em 56s70’, e Francisca Silva, do Sporting Clube de Braga (SCB), em 58s63’, classificaram-se, respetivamente, na segunda e terceira posições.

Lançamento do peso

No lançamento do peso, Ricardo Varela, da JV, sagrou-se campeão, com um lançamento de 13,52 metros.

Os juniores André Carvalho, do SCP, com 13,47 metros, e João Oliveira, do Núcleo Desportivo Juvenil do Laranjeiro (NDJL-ST), com 13,29 metros, foram, respetivamente, medalhas de prata e de bronze.

Do lado feminino, Débora Quaresma, do SCP, revalidou o título de campeã. Inês Carreira, da JV, com 13,17 metros, e a júnior Catarina Cardoso, do SCA-T, com 11,70 metros, classificaram-se no segundo e terceiro lugares.

Salto com vara

Leonor Suzano, do SCB, venceu o salto com vara, alcançando a marca de 3,25 metros.

Em segundo e terceiro lugares ficaram, respetivamente, Raquel Marques, do Grupo Atletismo Fátima (GAF), com 3,10 metros, e a júnior Bruna Santos, da JV, com 2,95 metros.

800 metros

Na prova masculina de 800 metros, António Moura, do Clube de Campismo de São João da Madeira (CCSJM) foi o mais rápido, com o tempo de 1m54s50’.

Seguiram-se o júnior David Garcia, do SCP, com a marca de 1m54s92’, e o Sub-23 João Peixoto, do SCB, com o tempo de 1m55s25’.

Do lado feminino, Camila Gomes, do SLB, foi a mais rápida, ao cumprir a distância em 2m19s12’.

Rita Figueiredo, do SCP, com o tempo de 2m19s44’, e Carla Rodrigues, do SLB, com a marca de 2m20s31’, classificaram-se na segunda e terceira posições, respetivamente.

1500 metros

Seguiu-se a prova masculina de 1500 metros, que foi ganha por Miguel Moreira, do SCB, em 3m59s51’.

O júnior Rodrigo Lima, do SCP, com 4m01s40’, e o Sub-23 Bernardo Rocha, do Leixões Sport Clube (LSC), em 4m02s04’, respetivamente, conquistaram a prata e o bronze.

Do lado feminino, Beatriz Rodrigues, do SCP, venceu a prova em 4m33s18’; seguida por Lia Lemos, do Maia Atlético Clube (MAC), em 4m34s42’, e por Beatriz Cruz, do GAF, com 4m39s59’.

3000 metros

A prova masculina de 3000 metros teve como vencedor Rúben Amaral, do SCP, que cumpriu a distância em 8m18s15’.

Seguiram-se Rogério Amaral, do CPTSC, com o tempo de 8m18s59’, e Simão Bastos, da ACPV, com a marca de 8m20s67’.

Do lado feminino, Sara Duarte, do ACDSJS, sagrou-se campeã em 9m43s86’.

Em segundo lugar classificou-se Catarina Carmo, do CPPEA, com o tempo de 10m18s40’; e, em terceiro, Tatiana Moura, do SCP, com 10m20s50’.

4×400 metros

Já nos que diz respeito à prova de 4×400 metros, a equipa do SCP venceu em masculinos e femininos, respetivamente, com o tempo de 3m23s36 e 3m58s68’.

Em masculinos foi seguido pelo GRECAS, que demorou 3m24s17’ a concluir a distância; e pelo SLB, que gastou 3m26s93’; em femininos pelas equipas da JV e do SLB, que cumpriram a distância, respetivamente em 4m02s66’ e 4m06s30’.

De referir que a equipa do SLB foi vice-campeã, subindo a equipa do CF Oliveira do Douro, que correu a distância em 4m06s93’, uma vez que a atleta da JV Daria Melnyk, apesar de ter dupla nacionalidade, optou por representar a Ucrânia na modalidade.

Salto com vara

Foi preciso aguardar até ao final da última prova para ver Pedro Buaró sagrar-se tricampeão nacional de salto com vara em pista coberta, ficando a três centímetros do seu recorde pessoal (5,15 metros).

O atleta do Grupo Desportivo do Estreito ainda tentou transpor os 5,22 metros, mas sem sucesso, terminando com a marca de 5,12 metros.

Em segundo e terceiro lugar classificaram-se, respetivamente, Carlos Pitra, do SCP, com 5,02 metros, e Edgar Campre, do SLB, com 4,66 metros.

Sporting Clube de Portugal vencedor coletivo

Classificação coletiva dos Campeonatos Nacionais de Esperanças em Pista Coberta

Para a classificação coletiva dos Campeonatos Nacionais de Esperanças em Pista Coberta contaram também as provas de pentatlo e heptatlo, que decorreram na semana passada.

Marisa Vaz Carvalho, do SLB, com 3697 pontos, sagrou-se campeã nacional de pentatlo, trocando de posição com Inês Pires, do Grupo Convívio e Amizade nas Donas (GCAD), vencedora no ano passado, que, com 3022 pontos, este ano classificou-se no segundo lugar.

No heptatlo, Edgar Campre, do SLB, com 5470 pontos, somou hoje este título de campeão nacional ao alcançado ontem nos 60 metros barreiras e não haveria de terminar a jornada sem adicionar ao palmarés o bronze no salto com vara.

Manuel Dias, da Unidos Futebol Clube do Tortosendo (UFCT), com 5417 pontos, foi vice-campeão.

A medalha de bronze foi conquistada por André Oliveira, da JV, 4781 pontos.

Os resultados completos dos Campeonatos Nacionais de Esperanças em Pista Coberta podem ser consultados aqui.

Parceiros

Deixe uma resposta