Nasser Al-Attiyah ganha a quarta etapa nos automóveis

Nasser Al-Attiyah

Nasser Al-Attiyah

Depois de uma penalização de dois minutos ao saudita Yazeed Al-Rajhi (Toyota) por excesso de velocidade, consagrou Nasser Al-Attiyah como vencedor.

O qatari Nasser Al-Attiyah (Toyota) venceu esta quarta-feira a quarta etapa dos carros no rali Dakar de todo-o-terreno, na Arábia Saudita, depois de uma penalização de dois minutos ao saudita Yazeed Al-Rajhi (Toyota) por excesso de velocidade.

Leia também

António Maio foi o melhor luso no Dakar em dia difícil

Dakar2022: Portugueses em bom plano na segunda etapa

Joaquim Rodrigues Jr. entrou para a história no rali Dakar

Texto: AGYR // NFO – Lusa

Site oficial do evento.

Nasser Al-Attiyah

Nasser Al-Attiyah viu ser-lhe creditada a 44.ª vitória da carreira no Dakar

Desta forma, Nasser Al-Attiyah viu ser-lhe creditada a 44.ª vitória da carreira no Dakar, na quarta etapa da 44.ª edição da prova, que se disputa até dia 14 de janeiro.

Preferia não ser o primeiro em pista na etapa de amanhã (quinta-feira)“, lamentou Al-Attiyah, pois os carros partem antes das motas.

O piloto da Toyota gastou 3:54.40 horas para cumprir os 465 quilómetros cronometrados entre Al Qaisumah e Riade, na Arábia Saudita, deixando o francês Sébastien Loeb (BRX) na segunda posição, a 25 segundos.

Prefiro partir atrás dele do que à frente, pois na etapa de quinta-feira não vamos ter as motas a partir antes de nós e a deixar marcas em pista“, frisou Loeb.

Em terceiro lugar acabou o espanhol Carlos Sainz (Audi), que viu partir-se uma peça da transmissão traseira do seu RS e-Tron elétrico, que lhe terá roubado a vitória no troço.

Foi uma pena, porque vínhamos em posição de vencer“, sublinhou o madrileno, de 59 anos.

Carlos Sainz

O dia ficou ainda marcado pelas avarias do sul africano Henk Lategen (Toyota), do espanhol Nani Roma (BRX) e do francês Stéphane Peterhansel (Audi), que precisaram de esperar pelo camião de assistência para continuar, perdendo muito tempo.

O dia foi de azar também para o navegador português Filipe Palmeiro, que viu o seu piloto, o lituano Benediktas Vanagas, capotar o Toyota em que seguiam, sem aparentes consequências físicas.

Já Miguel Barbosa (Toyota) foi 43.º na etapa de hoje, a 1:22.28 horas do vencedor.

Com estes resultados, Nasser Al-Attiyah tem, agora, 38.05 minutos de vantagem sobre Sébastien Loeb, que é segundo, e 49.15 sobre Yazeed Al-Rajhi, que é terceiro.

Parceiros

Deixe uma resposta