NASSER AL-ATTIYAH VENCEU O PRÓLOGO

Nasser

Nasser Al Attiyah - Foto: Rally-Raid Portugal

Os pilotos dos Auto já começaram o primeiro dia competitivo do bp Ultimate Rally-Raid Portugal, com a disputa de um Prólogo com 3,53 quilómetros de extensão, em plena vila de Grândola.

Leia também

TOSHA SCHAREINA VENCEU O PRÓLOGO NAS MOTAS

Site oficial

O cinco vezes vencedor do Rali Dakar, Nasser Al-Attiyah já mostra a sua qualidade por terras de Grândola

Com um impressionante tempo de 3m41s, o cinco vezes vencedor do Rali Dakar, Nasser Al-Attiyah, e o seu copiloto francês Edouard Boulanger, venceram o Prólogo disputado ontem de manhã.

Ao volante de um Prodrive Hunter, terminaram com seis segundos de vantagem sobre o brasileiro Lucas Moraes e vão poder escolher a posição de partida para a etapa com 100,95 quilómetros disputados nos concelhos de Grândola, Santiago do Cacém e Sines.

Um Prólogo fantástico, curto, mas espetacular.

Está tudo ótimo com o carro, por isso, foi um bom início para nós”, sublinhou o piloto do Catar.

Luís Portela Morais – Foto: Rally-Raid Portugal

Portugueses surpreendem com o seu desempenho

Mas a grande surpresa do Prólogo foi o desempenho de três equipas portuguesas: Luís Portela Morais/David Megre (OT3), Miguel Barbosa/Luis Ramalho (Taurus) e João Dias/João Miranda (Can-Am) terminaram em segundo, terceiro e quarto lugares da geral e lideraram os tempos da categoria Challenger.

Luís Portela Morais afirmou: “Um percurso muito trabalhoso e até estivemos quase a capotar! Mas temos de ter calma.

O carro está impecável e ainda temos muitos quilómetros pela frente até domingo.

Lucas Moraes e o copiloto espanhol Armand Monleón, da Toyota Gazoo Racing, foram dois segundos mais rápidos do que os companheiros de equipa Seth Quintero e Dennis Zenz na categoria Ultimate.

Tem desta forma prioridade sobre as equipas Challenger na escolha das posições de partida, ao abrigo do Art. 34.5.2 do Regulamento Desportivo dos Ralis Todo-o-Terreno FIA 2024.

Rokas Baciuška, da Can-Am Factory Team, também teve um desempenho impressionante, ao terminar em sexto lugar com o copiloto Oriol Vidal, mas no quarto lugar da categoria Challenger, num Can-Am Maverick X3.

Cristina Gutiérrez também bateu Quintero no seu Taurus T3M e empurrou o americano para oitavo.

João Ferreira e Filipe Palmeiro

João Ferreira perto do Top10

Os portugueses Luis Cidade e Armindo Araújo completaram o top 10 com os seus Can-Am, enquanto João Ferreira e Filipe Palmeiro, na estreia, na classe Ultimate, com o X-Raid JCW Rally Plus, estabeleceram o 13º melhor tempo.

Carlos Sainz, quatro vezes vencedor do Rali Dakar, começou de forma cautelosa o bp Ultimate Rally-Raid Portugal, tendo sido o 23º classificado, entre os dois X Rally Team Hunter de Marcos e Cristian Baumgart na classe Ultimate.

Sébastien Loeb, nove vezes campeão do WRC, que vai participar num programa W2RC completo com a Dacia em 2025, está a alinhar na prova portuguesa com o objetivo de conhecer o percurso, aos comandos de um Taurus T3M.

O francês registou o tempo de 3m57s na categoria Challenger, o que o colocou na 25ª posição da classificação geral.

Apesar de não estar inscrito no W2RC, Gonçalo Guerreiro liderou os tempos entre os SSV, com um Polaris.

João Monteiro, da South Racing Can-Am, foi segundo e Yasir Seaidan, líder do campeonato W2RC, registou o terceiro melhor tempo.

Parceiros

Deixe um comentário