OGIER MANTÉM COMANDO EM MONTE CARLO MAS ROVANPERÄ APROXIMOU-SE

Sébastien Ogier - Foto da página do piloto

O francês Sébastien Ogier (Toyota Yaris) manteve hoje a liderança do Rali de Monte Carlo, prova de abertura do Campeonato do Mundo, mas viu a vantagem reduzida a 16 segundos na última das seis especiais do dia.

Leia também

SÉBASTIEN OGIER DOMINA APÓS PRIMEIRO DIA DO RALI DE MONTE CARLO

Fonte: Lusa

Ogier viu a diferença para o segundo encurtar para os 16 segundos

Ogier, que vinha dominando desde o início da prova, começou o dia com 36 segundos de avanço para o segundo classificado.

Mas, sobretudo nas três especiais da tarde, viu a diferença encurtar-se para os 16 segundos de vantagem com que terminou a jornada face ao companheiro de equipa, o finlandês Kalle Rovanperä (Toyota Yaris), que é segundo classificado, tendo o belga Thierry Neuville (Hyundai i20) cimentado o terceiro posto, a 32 segundos de Ogier.

[A vantagem] deve ser suficiente. Esta última especial era a mais propícia para furos pelo que tive mais calma e estou contente por já ter terminado”, declarou o piloto francês da Toyota no final da 14.ª classificativa, a última de sábado.

Thierry Neuville – Foto da página do piloto

Rovanperä, que teve um arranque discreto da prova na quinta-feira, hoje mostrou o ritmo que fez dele o mais precoce campeão mundial da história da competição, em 2022, vencendo duas das três classificativas da manhã. Ogier venceu a outra.

Com uma vantagem de 30 segundos exatos a meio do dia, Sébastien Ogier, que aqui corre em casa (é natural de Gap, cidade próxima do centro nevrálgico da prova), optou por uma toada mais defensiva da parte da tarde, permitindo a aproximação da concorrência.

Thierry Neuville, que se vinha queixando de alguns problemas de aderência (os pneus designados para esta ronda foram os supermacios e os macios, a contar com o gelo que não se confirmou), deu à Hyundai a primeira vitória do ano em especiais, vencendo a quarta e a quinta das seis que compunham o dia.

Kalle Rovanperä – Foto da página do piloto

Kalle Rovanperä recupera tempo

Mas Rovanperä respondeu ao ataque do belga na derradeira especial da tarde, disputada já sem sol, ganhando 6,7 segundos a Neuville a 9,8 a Ogier.

Com isso, o campeão mundial em título terminou o dia com os tais 16 segundos de atraso para Ogier, que pelo segundo ano consecutivo não participa no campeonato a tempo inteiro e, por isso, não corre pelo título.

Ao mesmo tempo, o finlandês cimentou o segundo lugar, pois também cavou uma distância de 16 segundos para Neuville, que é terceiro.

Estou muito próximo do limite. Quando há muita terra na estrada, o carro torna-se mais difícil de guiar. Mas, quando o asfalto está limpo, estou bem”, frisou Rovanperä.

Elfyn Evans – Foto da página do piloto

O britânico Elfyn Evans (Toyota) tenta recuperar do atraso provocado por um furo sofrido na sexta, mas é quarto classificado, a 56,5 do líder, enquanto o estónio Ott Tänak (Ford Puma), que sofreu um problema com a direção assistida durante a manhã e que persistiu ao longo da tarde, é quinto, a 1.37,3 minutos.

De fora ficou já o seu companheiro de equipa, o francês Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), devido a despiste, enquanto o finlandês Esapekka Lappi (Hyundai i20) sofreu um furo e caiu para oitavo, a mais de três minutos de Ogier.

No domingo, os pilotos enfrentam quatro troços, incluindo a ‘power stage’, no Col du Turini, que distribui 15 pontos pelos cinco mais rápidos. Ao todo, serão 67,88 quilómetros cronometrados.

Parceiros

Deixe uma resposta