One Hundred, Ultramaratona de 100 milhas, desafia-te

One Hundred

One Hundred, uma ultramaratona de 100 milhas, num percurso bastante desafiante, afinal tratam-se de 100 milhas, ou 160,94 kms, com 4,583m D.

João Andrade o mentor deste evento e o impulsionador da One Hundred, foi entrevistado pela nossa equipa de reportagem.

Como surgiu a ideia da One Hundred Douro FKT ?

A ideia para este desafio surge quando a Badwater 135, prova em que eu ia participar no inicio de Julho deste ano foi cancelada.

De imediato eu a e minha equipa que tínhamos previsto o lançamento do nosso primeiro evento na One Hundred® para Outubro 2020.

Colocamos mãos-à-obra para lançar rapidamente algo completamente inovador em Portugal.

Queríamos lançar algo em que os atletas se pudessem focar e desafiar agora em 2020.

Um evento sem praticamente riscos de cancelamento e que os colocassem a sonhar com provas majestosas preparadas pela One Hundred® para 2021.

O outro objetivo seria o de promover a bela região do Douro, criando condições para que os atletas a pudessem vivenciar esta experiência em equipa.

Pois o desafio lançado incorpora a componente “crew” e carro de apoio.

Este desafio é um verdadeiro esforço de equipa.

João Andrade

One Hundred Douro FKT que o levou a realizá-la ?

Considerando que existem menos provas a serem realizadas neste momento, temos visto ultramaratonistas por todo o mundo a desafiarem-se numa variedade de percursos a tentar estabelecer marcas e bater recordes.

Assim, optamos por registar o primeiro percurso de longa distância em Portugal na “Fastest Known Time”.

Fastest Known Time” uma entidade que há décadas aceita registos, promove e verifica resultados em desafios desta natureza por todo o mundo.

Entendemos que seria uma excelente oportunidade de lançar este desafio em Portugal

Aproveitamos também para fazer vários testes piloto a nível de tecnologia e inovação que a One Hundred® pretende trazer para o mundo do Ultra Mountain Trail.

O percurso é bastante desafiante, afinal tratam-se de 100 milhas, ou 160,94 kms, com 4,583m D+, percorridos maioritariamente em Asfalto o que acarreta bastante impacto.

O evento percorrerá a mítica estrada EN 222, considerada uma das estradas mais bonitas do mundo e que atravessa o Douro Vinhateiro, património mundial da Unesco.

Para além disso a região do Douro atinge temperaturas muito elevadas o que aumenta significativamente a dificuldade do desafio e o tempo para o completar.

Felizmente concluí o desafio em 23:15:26 horas e posso atestar a beleza e dificuldade do percurso que os atletas irão aqui encontrar.

Preparem-se…!

One Hundred

Qual o objetivo da One Hundred?

O objetivo para além dos testes piloto que estamos a realizar antes de lançar o nosso circuito mundial em 2021 denominado de “One Hundred® World Series”.

Também começar a promover o que a nossa marca representa permitindo aos atletas poderem desafiar-se numa competição cumprindo as regras da DGS quanto ao distanciamento social.

Assim, depois de eu ter completado este percurso, lancei o desafio a outros atletas para que estes possam por um lado viver uma experiência inesquecível junto das suas equipas, família e amigos.

Mas também o de criar a oportunidade para que o atleta que bater a minha marca e registar o FKT mais rápido em modo “supported” (com apoio) neste percurso.

Tenha a possibilidade de ganhar a primeira grande premiação em Portugal para longas distâncias, apresentada pela One Hundred®.

Isto sem quaisquer custos de registo ou inscrição.

One Hundred

Quem superar este desafio, mais propriamente superar a sua marca, que
prémio obterá ?

Este é o maior prémio alguma vez oferecido em Portugal para uma prova de 100 milhas e de longa distância.

Estamos a oferecer a inscrição, viagem (incluíndo voos), acomodação e acesso à zona VIP para uma das duas provas inaugurais de 100 milhas da One Hundred em 2021.

Oferecemos ainda um cheque de £100 + t-shirt, calções e boné oficiais One Hundred.

As provas de 100 milhas e Ultra Mountain Trail planeadas para 2021 como parte do One Hundred® World Series são: One Hundred Brasil e One Hundred Itália.

Para vencer o prémio o atleta (masculino, feminino ou género neutro), deverá não só bater a minha marca mas também estabelecer o novo tempo mais rápido entre todos os participantes no desafio.

Apenas o tempo mais rápido registado, verificado e publicado pela Fastest Known Time entre 10/08/2020 e 22/09/2020 irá vencer este mega prémio.

Quem quiser participar deverá enviar-nos um email para support@onehundred.run solicitando o regulamento.

Estes são os atletas que até ao momento já confirmaram a sua participação, Arsénio Santos tentou superar-se e superar a marca de João Andrade, mas desistiu por lesão.

Pedro Leonel o segundo a participar superou a marca, obtendo o tempo de 23h03m29s.

Os próximos ditarão se será a esta a marca final ou se mais algum dos que vão participar a voltará a superar.

One Hundred

23/08 – Arsénio Santos (DNF 106 kms por lesão)
2/09 – Pedro Leonel

Pedro Leonel supera marca de João Andrade

Uma experiência inesquecível com uma equipa de apoio fantástica na linha do Douro.

Com um percurso que na minha opinião é extremamente duro, principalmente para um principiante nas longas distâncias como eu.

Foram as palavras de Pedro Leonel após a conclusão do desafio e da superação da marca de João Andrade.

Pedro Leonel – Foto de arquivo

5/09 – Carla André
5/09 – Bruno Ferreira
12/09 – Hélio Costa
18/09 – Francisco Monte
21/09 – Hugo Gonçalves

Video de apresentação do One Hundred.

Página da organização.

O que nos pode dizer sobre si

Quem é o João Andrade?

Eu sou um empreendedor e empresário há mais de 13 anos e acredito que construir empresas é uma experiência muito parecida com o desporto de endurance, especialmente as ultramaratonas.

Montar e fazer crescer uma empresa inovadora é um verdadeiro teste às capacidades de endurance do ser humano enquanto pessoa e profissional.

Eu trabalhei no setor da biotecnologia durante mais de uma década montando empresas de Inglaterra para o mundo.

Mais recentemente, a última empresa que criei e da qual era CEO, entrou no mercado principal da bolsa de Londres, o que me tornou no primeiro empresário Português a realizar tal feito.

Mas, mais importante foi a aprendizagem empresarial de lidar com grandes fundos de investimento, com grandes empresas e de criar operações internacionais em vários países, atraindo para isso os melhores talentos e parceiros.

É esta experiência que quero trazer para a One Hundred®.

Sou um marido, pai, ultramaratonista de longas distâncias e sou apaixonado por aventura e por testar os limites do que é possível.

Como se iniciou no desporto ?

O desporto e particularmente o ultramaratonismo surgiu na minha vida no final de 2016.

Após uma década a criar empresas, encontrava-me na situação de administrador e CEO da WideCells Group PLC, empresa do setor das células estaminais que fundei em 2012.

Esta jornada empreendedora tornou-se numa obsessão para mim e o os meus dias de trabalho pareciam nunca ter fim.

Não dormir e fazer mais de 200 voos por ano fazia parte da minha rotina.

Eu sabia que aparentava sucesso mas no fundo sabia que isto estava profundamente errado.

Restruturei a minha vida junto da minha família e decidi dedicar-me ao desporto e focar-me nas minhas verdadeiras paixões.

Em primeiro lugar decidi em apenas três anos ser qualificado para fazer a que é considerada a prova mais difícil do mundo, a mítica Badwater 135.

E felizmente e depois de muito trabalho consegui ser selecionado.

Foi durante este percurso que descobri enormes oportunidades neste deporto e assim vendi a minha posição na minha empresa anterior para iniciar a One Hundred®.

Uni uma equipa brilhante a recursos para podermos montar a partir de 2021 o verdadeiro circuito de Ultra Mountain Trail mundial.

Qual a sua maior superação ?

Felizmente tenho algumas.

Entre elas estruturar uma família com a minha esposa e três filhos, ter feito crescer uma empresa internacional levantando mais de 10 milhões de libras de capital.

O de ter me qualificado para a Badwater 135 depois de completar provas dificílimas em posições top 5 ou top 10 com apenas dois ou três anos de corrida, como foi o caso da PT 281 Ultramarathon em Portugal, Badwater Cape Fear nos EUA ou da BR 135 no Brasil.

Mas se houvesse algo que eu pudesse dizer que foi mesmo difícil, foi vender a minha posição na minha anterior empresa e começar uma nova carreira totalmente dedicada ao ultramaratonista e corrida de montanha.

Isto obrigou a uma grande “evolução” a nível familiar, trabalho e recursos Agora, já estamos a progredir e existe muito caminho para trilhar.

One Hundred

A sua maior satisfação ?

A minha maior satisfação é a de saber que dou 100% ou One Hundred percent, sempre que me dedico a alguma coisa.

Se vou conseguir, não sei, mas dar 100% está no meu controle e isso é o que me faz mover.

Gosto de dificuldades e desafios pois estes fazem-nos crescer enquanto seres humanos e são estas estas vivências e experiências que permeiam a nossa vida.

A minha maior satisfação não é a felicidade, mas a completa experiência humana composta de uma panóplia de emoções e sensações.

E qual melhor lugar para encontrar isto do que numa Ultramaratona de 100 milhas?

A dor e o sofrimento também fazem parte da vida, e quando fazemos amizade com a dor quase tudo é possível.

One Hundred

Qual o objetivo que ainda não concretizou e deseja concretizar ?

O meu maior desejo é o de ver o One Hundred® World Series cumprir a sua missão de ser uma plataforma que permita aos atletas competirem, se profissionalizarem, promover a formação de equipas.

Levar este magnifico desporto até às casas de milhões de pessoas por esse mundo fora para que mais e mais pessoas possam se sentir inspiradas para viverem o melhor que a vida tem para oferecer de forma saudável.

O dia que conseguir ajudar muitas pessoas a encontrarem o ponto máximo de superação nas suas vidas, esse objetivo estará concretizado.

Até lá resta-me percorrer o trilho, e esse nunca termina pois não existe uma apenas uma única meta na vida.

Visualize também

João Oliveira recordista da Ultra Maratona

[divide icon=”circle” width=”medium”]

Texto: Henrique Dias
Fotos: Matias Novo

Parceiros

Deixe uma resposta