Pimenta “à beira do centenário” conquista ouro e prata

Na Taça do Mundo de Szeged, Joana Vasconcelos e Fernando Pimenta conquistaram medalhas.

Pimenta
Fernando Pimenta e o técnico Hélio Lucas

99 medalhas soma Fernando Pimenta

Fernando Pimenta conquistou mais duas medalhas, desta feita na Taça do Mundo de Velocidade, que decorre até domingo (27 de setembro), na Hungria.

Em Szeged, o canoísta português aumentou a coleção de medalhas alcançadas em competições internacionais e já soma, neste momento, 99.

No domingo (27 de setembro), o campeão português participa na final de K1 5.000 metros, que decorre às 15h05 (hora portuguesa).

A Taça do Mundo de Szeged, é a única competição internacional de velocidade no ano de 2020.

Fernando Pimenta alcançou a medalha de ouro na prova de K1 1.000 metros, derrotando o húngaro Balint Kopasz, atual campeão do Mundo.

Numa vitória praticamente discutida a dois, o canoísta luso reeditou um duelo antigo e terminou na frente com o tempo de 3.26.48 minutos, deixando o atleta da Hungria a 24 centésimas.

A medalha de bronze foi alcançada pelo também húngaro Adam Varga (3.29.10 minutos).

Na prova de K1 500 metros, Fernando Pimenta voltou a subir ao pódio para colocar ao peito a medalha de prata.

O atleta da Seleção Nacional terminou com o registo de 1.38.56 minutos, desta feita atrás do rival húngaro Balint Kopasz (1.36.47 minutos).

O pódio ficou completo com o 3.º lugar de Balazs Birkas (1.38.77 minutos), também atleta da Hungria.

Joana Vasconcelos

Bronze para Joana Vasconcelos

Joana Vasconcelos conquistou, na Hungria, a medalha de bronze na prova de K1 200 metros.

Antes de subir ao pódio, a canoísta portuguesa começou por terminar a meia-final em que participou na 2.ª posição, com o registo de 44.37 segundos, apenas atrás da italiana Francesca Genzo (44.30 segundos).

Na final, bastante disputada até aos centímetros finais, Joana Vasconcelos garantiu o 3.º lugar do pódio, com o tempo de 41.20 segundos.

A prova de K1 200 metros foi ganha pela húngara Anna Lucz (40.99 segundos), enquanto a sueca Moa Wikberg ficou com a medalha de prata, depois de terminar com a marca de 41.03 segundos.

No segundo dia de competição da Taça do Mundo de Velocidade, Joana Vasconcelos também participou na meia-final da prova de K1 500 metros, que venceu com o registo de 1.51.29 minutos.

No domingo (27 de setembro), a atleta da Seleção Nacional vai sair da pista seis para competir na final, que está marcada para as 09h42 (hora portuguesa).

Norberto Mourão

Norberto Mourão em 3º lugar em prova-teste

Depois de ter conquistado na sexta-feira (25 de setembro) a medalha de prata na prova de VL2 200 metros, Norberto Mourão competiu, este sábado (26 de setembro), na prova-teste de VL2 500 metros.

O paracanoísta luso terminou no 3.º lugar, com o registo de 2.39.88 minutos, atrás dos russos Igor Korobeynikov (2.34.83 minutos) e Roman Serebryakov (2.37.82 minutos).

[divide icon=”circle” width=”medium”]

Texto:Federação Portuguesa de Canoagem

Parceiros

Deixe uma resposta