RUBEN GUERREIRO VAI REPRESENTAR A MOVISTAR

Ruben Guerreiro

O ciclista português Ruben Guerreiro vai representar a Movistar nas próximas três temporadas, anunciou hoje a equipa espanhola na qual também alinha Nelson Oliveira.

Fonte: Lusa

Ciclista Ruben Guerreiro vai representar a Movistar nas próximas três épocas

A Movistar é uma equipa que sempre admirei e é, desde pequeno, uma das minhas favoritas.

Ter a oportunidade de me juntar a eles, faz-me muito feliz e motiva-me imenso.

Quero confirmar as minhas qualidades como ciclista, creio que ainda não cheguei ao meu topo e penso que os próximos anos podem ser os melhores da minha vida de ciclista“, afirmou Ruben Guerreiro, citado pela formação comandada Eusebio Unzué.

O antigo corredor da EF Education-EasyPost chega à equipa espanhola no “ponto alto da sua maturidade“, segundo a Movistar.

Tenho grandes expectativas para estas três temporadas e gostaria de conseguir o meu melhor como trepador, tanto lutando nas Grandes Voltas, como nas corridas de uma semana ou a batalhar nas provas de um dia, duras com as das Ardenas, de que gosto muito.

Um objetivo máximo para o futuro?

Oxalá possa lutar por boas classificações no Giro ou na Vuelta, duas das minhas corridas preferidas…quem sabe! Vou dar tudo por esta equipa“, rematou Guerreiro.

Ruben Guerreiro

“Vou dar tudo por esta equipa”

Em 23 de setembro, o corredor de Pegões Velhos (Setúbal) tinha revelado à agência Lusa que iria deixar EF Education-EasyPost no final desta temporada, por motivos pessoais, e, na terça-feira, despediu-se da equipa norte-americana que representou durante três épocas com uma publicação nas redes sociais.

Guerreiro, de 28 anos, chegou à formação norte-americana em 2020 vindo da Katusha-Alpecin (2019). Antes, tinha-se estreado no WorldTour com as cores da Trek-Segafredo (2017-2018), depois de ter dado o salto a profissional na ‘fábrica de talentos’ Axeon (2015-2016).

O ciclista português, campeão nacional de fundo em 2017, consolidou-se no pelotão internacional após exibições valorosas e combativas, nomeadamente na Volta a Itália de 2020, na qual se coroou ‘rei’ da montanha e venceu uma etapa.

As prestações consistentes em grandes Voltas – foi 17.º na estreia na Vuelta (2019) e 18.º na primeira presença no Tour (2021) – e o triunfo no Mont Ventoux Dénivelé Challenge, em junho, em França, além de resultados de destaque esta temporada no Critério do Dauphiné (foi nono), na Volta a Burgos (sexto), na Volta a Alemanha (terceiro) ou na Flèche Wallone (sétimo), abriram-lhe as portas da Movistar.

Nelson Oliveira
Nelson Oliveira

Na única equipa espanhola do WorldTour, a primeira divisão mundial, Guerreiro vai encontrar Nelson Oliveira, um dos melhores ‘équipiers’ do pelotão internacional, que vai cumprir em 2023 a sua oitava temporada na Movistar.

Parceiros

Deixe um comentário