SAINZ, LOEB E AL-ATTIYAH NO RALLY-RAID PORTUGAL

Rally

Carlos Sainz - Foto: Audi Sport

A estreia do Campeonato do Mundo de Rally-Raid (W2RC) atraiu uma impressionante lista de 169 inscritos para o BP Ultimate Rally-Raid Portugal.

Carlos Sainz, Sébastien Loeb, Nasser Al-Attiyah e Ricky Brabec confirmados na prova do Automóvel Club de Portugal, que tem a base operacional em Grândola, de 2 a 7 de abril.

Leia também

AS ESTRELAS DO DAKAR EM PORTUGAL

Site oficial do evento

Fonte: FPAK

Rally-Raid Portugal um espetáculo único e inédito

Adivinha-se um espetáculo único e inédito nas regiões do Alentejo, Ribatejo e Estremadura espanhola.

As estrelas do Dakar chegam a Portugal para uma competição intensa com cinco etapas e 1.758 quilómetros de percurso.

Com as inscrições fechadas para a prova do Automóvel Club de Portugal, a terceira ronda do calendário do W2RC – e única disputada na Europa – tem um pelotão onde 65% das equipas são estrangeiras.

Na lista de 169 inscritos, publicada no site do bp Ultimate Rally-Raid Portugal, destaque Carlos Sainz, líder do Mundial e vencedor do último Dakar, ao volante do mais recente MINI JCW Rally Plus da X-Raid.

El Matador’, como é conhecido o bicampeão do Mundo de Ralis, fez história no Dakar, em janeiro, com a Audi, ao tornar-se o primeiro piloto a vencer a grande maratona do todo-terreno com quatro marcas diferentes – Volkswagen, Peugeot, MINI e Audi –, conseguindo também a primeira vitória de um automóvel híbrido na prova da ASO.

Carlos Sainz junta-se agora à X-Raid e ao navegador Alex Haro para continuar a lutar pelo título mundial, prometendo atrair milhares de aficionados à prova a disputar no Alentejo, Ribatejo e Estremadura espanhola.

João Ferreira
João Ferreira e Filipe Palmeiro – Foto: Instagram do piloto

João Ferreira, navegado por Filipe Palmeiro, uma dupla que regressa ao MINI

Na equipa alemã, Sainz junta-se ao jovem português João Ferreira, navegado por Filipe Palmeiro, uma dupla que regressa ao MINI após ter ganho etapas nas duas primeiras provas do Mundial, no Dakar e em Abu Dhabi, na categoria SSV, com um Can-Am.

João Ferreira, que no ano passado ganhou a Baja Portalegre 500 com o MINI T1+, é uma das grandes esperanças nacionais entre a elite do W2RC, onde enfrenta uma oposição fortíssima.

Sébastien Loeb é outro ex-campeão do WRC que agora brilha nos Rally-Raids, e o piloto francês escolheu Portugal para a estreia com um Taurus da categoria Challenger (antiga categoria T3).

Terceiros classificados no Dakar, Loeb e o navegador Fabian Lurquin estão integrados no programa da Dacia para o próximo Dakar.

Mas vão aproveitar para descobrir os trilhos de Portugal e Espanha com um protótipo semelhante ao que a espanhola Cristina Gutiérrez utilizou para vencer a categoria Challenger na Arábia Saudita.

A piloto espanhola é outro nome a seguir com atenção nos protótipos ‘side-by-side’, poucos meses depois de se ter tornado apenas a segunda mulher a vencer o Dakar, sucedendo a Jutta Kleinschmidt, que ganhou a prova à geral em 2001.

Rally
Nasser Al-Attiyah – Foto: FIA

Mais favoritos

Outro candidato à vitória no bp Ultimate Rally-Raid Portugal é Nasser Al-Attiyah, o bicampeão do Mundo em título e cinco vezes vencedor do Dakar, que, no início de março, ganhou o Abu Dhabi Desert Challenge e ficou mais próximo de Sainz no campeonato.

O piloto do Qatar regressa a Portugal com o Prodrive Hunter T1+ que estreou na última Baja Portalegre 500, tendo agora a seu lado o francês Edouard Boulanger.

A armada da Toyota divide-se por duas estruturas, a oficial Toyota Gazoo Racing, com o brasileiro Lucas Moraes, o norte-americano Seth Quintero e o sul-africano Saood Variawa.

E a experiente Overdrive Racing, com Guerlain Chicherit, Guillaume De Mévius (segundo classificado no Dakar), Yazeed Al-Rajhi e Juan Cruz Yacopini, qualquer um deles capaz de lutar pelos lugares do pódio com as Hilux T1+.

Fronteira
Tiago Reis – Foto: 24 Horas TT Vila de Fronteira

Campeonato português no palco mundial

Na ‘rainha’ categoria Ultimate também estão os irmãos brasileiros Marcos e Cristian Baumgart, com dois Prodrive Hunter T1+.

E alguns dos protagonistas habituais do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno (CPTT), como Tiago Reis (Toyota), João Ramos (Toyota), Alejandro Martins (MINI), Francisco Barreto (Toyota), Maria Luís Gameiro (MINI) ou o espanhol Jose Luis Garcia (MINI), que venceu a categoria T1 no arranque do campeonato nacional.

Esta será a segunda prova da temporada para o CPTT, cujas pontuações vão ser atribuídas no final da Etapa 2, na quinta-feira (4 de abril), com os concorrentes nacionais a poderem depois continuar em prova, competindo com os melhores do mundo.

Além dos já referidos Loeb e Gutiérrez, a cada vez mais competitiva categoria Challenger traz o líder do Mundial, Rokas Baciuska (Can-Am), o norte-americano Austin Jones (Can-Am), vencedor em Abu Dhabi, o belga Ghislain De Mévius.

Ou pilotos portugueses com legítimas aspirações, como João Dias (Can-Am), Armindo Araújo (Can-Am), Ricardo Porém (Can-Am MMP), Miguel Barbosa (Taurus), Luís Portela de Morais (G-Rally) ou Hélder Rodrigues (Can-Am), entre outros.

Nos SSV, destaque para o líder campeonato, o saudita Yasir Seaidan (Can-Am MMP), que terá forte oposição de especialistas portugueses como João Monteiro (Can-Am) ou Gonçalo Guerreiro (Polaris), por exemplo.

Rally
Foto: Facebook de Ricky Brabec

Emoção em perspetiva nas motos

Com 64 inscritos na prova das motos e quads, a terceira ronda do Mundial tem várias das estrelas das equipas oficiais da Honda, Hero e Sherco.

Depois de ter conquistado o seu segundo Dakar, Ricky Brabec é um dos candidatos à vitória no seio da equipa Monster Energy Honda, liderada por Ruben Faria.

A formação oficial da HRC também inscreveu o ex-campeão mundial de Todo-o-Terreno, Pablo Quintanilla, o francês Adrien Van Beveren, terceiro classificado do último Dakar, o espanhol Tosha Schareina e o norte-americano Skyler Howes.

A Hero Motorsport chega a Portugal na liderança do Mundial, tanto nos pilotos como nos construtores.

Ross Branch passou para a frente do campeonato em Abu Dhabi e será acompanhado pelo luso-alemão Sebastian Bühler, outra aposta da marca indiana para os primeiros lugares, até em função da sua experiência em provas disputadas nas regiões percorridas pelo BP Ultimate Rally-Raid Portugal.

A formação oficial da Sherco, por outro lado, traz o espanhol Lorenzo Santolino e o indiano Harith Noah, reforçando um pelotão onde estão pilotos portugueses capazes de brilhar, como António Maio (Yamaha), Bruno Santos (Husqvarna) ou Martim Ventura (KTM), só para citar alguns.

Mais de 1.000 quilómetros cronometrados

Terceira prova do calendário do W2RC e única disputada na Europa, o bp Ultimate Rally-Raid Portugal é disputado ao longo de cinco etapas e 1.758 quilómetros de percurso, mais de 1.000 cronometrados.

A vila de Grândola recebe o centro operacional, o bivouac e o Prólogo do evento, num percurso que atravessa mais de uma dezena de concelhos em Portugal e Espanha: além de Grândola, também Santiago do Cacém, Abrantes, Alcácer do Sal, Almeirim, Chamusca, Coruche, Mação, Ponte de Sor, Salvaterra de Magos, Sines e Badajoz, no país vizinho.

O percurso nas provas de Rally-Raid é secreto, mas são esperados largos milhares de espetadores ao longo dos diferentes setores seletivos, com “Pontos de Interesse” para o público que são revelados 48 horas antes de cada etapa.

Parceiros

Deixe um comentário