Taça de Maratona, praticante de BTT morre em Águeda

Taça de Maratona

A maratona de Aguada de Cima, em Águeda organizada pelo BTT LAAC-LAACAR, em parceria com a Federação Portuguesa de Ciclismo e a Associação Ciclismo da Beira Litoral, entre outros organismos, integrou o calendário da Taça de Maratona XCM de Portugal, mas também teve uma vertente não competitiva, aberta a atletas não federados.

E foi nesta ultima vertente que um praticante de BTT morreu este domingo quando disputava uma das provas de lazer integradas no evento.

O vice-presidente da Liga dos Amigos de Aguada de Cima (LAAC), Rúben Ferreura, disse à agência Lusa que o atleta, não federado, sofreu uma paragem cardio-respiratória cerca de 30 quilómetros após o início da prova, perto de Belazaima-a-velha, tendo sido assistido e transportado para o hospital.

Taça de Maratona XCM de Portugal

Renato Ferreira e Flávia Lopes, ambos da equipa Vasconha BTT Vouzela, foram ontem coroados, em Águeda, vencedores da Taça de Portugal de Maratona BTT (XCM), na categoria de elite. Andrew Henriques e Celina Carpinteiro, do BTT Loulé/Elevis, impuseram-se na última prova pontuável.

Renato Ferreira coroado, mas a vitória pertenceu a Andrew Henriques

A corrida masculina de elite, com 85 quilómetros, decidiu-se entre os dois melhores da geral. A vitória pertenceu a Andrew Henriques, ao fim de 3h37m59s, com Renato Ferreira a gastar mais 2 segundos. No terceiro lugar colocou-se Davide Machado (BTT Seia), a 1m03s.

A Taça de Portugal foi para a vitrina de troféus de Renato Ferreira, que fechou a competição de regularidade com 1150 pontos, mais 50 do que Andrew Henriques. David Vaz fechou o pódio da geral, com 910 pontos.

Pódio geral da Taça de Portugal

Celina Carpinteiro vence a prova, mas foi Flávia Lopes a vencer a Taça de Maratona

As femininas pedalaram ao longo de 70 quilómetros, durante os quais a mais rápida foi Celina Carpinteiro, gastando 3h30m42s, menos 11m40s do que Liliana Jesus (BTT Seia) e menos 15m34s do que Flávia Lopes.

A geral fechou com triunfo de Flávia Lopes, que somou 1080 pontos, mais 100 do que Celina Carpinteiro e mais 240 do que Liliana Jesus.

Pódio geral da Taça de Portugal

Outros escalões

Os vencedores da Taça em nasters 30 foram Michel Machado (Vasconha BTT Vouzela) e Raquel Marques (AXPO/FirstBike Team/Vila do Conde). Carlos Rocha (Saertex Portugal/Edaetech) leva a Taça em masters 35, enquanto os vencedores em master 40 foram Nuno Inácio (Trilho Perdido Eventos Cycling) e Ana Gonzalez (Mitto X-Sauce Berria).

António Marques (BTT Seia) impôs-se na geral de masters 45, em igualdade pontual com João Gomes (BTT Gardunha/Fundão/Create). Carlos Soares (Saertex Portugal/Edaetech) venceu a geral de master 50, Fernando Gonçalves (CTM Vila Pouca/Cepsa Casa Lima Chaves) foi o mais regular em masters 55 e Benjamim Silva imitou-o em masters 60.

Foto: CM Águeda

Em paraciclismo saíram vitoriosos Gil Pereira (Batotas/Ponte de Lima), na classe C, e Tiago Craveiro, na classe D.

[divide icon=”circle” width=”medium”]

Texto / Fotos: União Velocipédica Portuguesa – Federação Portuguesa de Ciclismo

Parceiros

Deixe uma resposta