TAEKWONDO “PELO MENOS UMA MEDALHA”

taekwondo

Matilde Ferreira - Foto do Instagram da atleta

A Federação Portugal Taekwondo (PORTKD) deposita “muito boas perspetivas” na seleção de 16 atletas aos Europeus de Belgrado, que decorrem de sexta-feira a domingo, com o presidente do organismo a confiar na conquista de “pelo menos uma medalha“.

«Estamos muito otimistas para os Europeus» Nuno Semedo

Muito boas perspetivas. Vamos com uma equipa muito jovem e muito motivada.

Em 2024 sentimos que estamos com uma equipa muito mais coesa, pois os atletas já começam a ir a algumas provas juntos.

Começa a haver um sentimento de seleção e isso dá-nos motivação extra.

Temos já alguma experiência, por isso estamos muito otimistas“, disse, à Lusa, Nuno Semedo.

taekwondo
Nuno Semedo presidente da Federação Portugal Taekwondo (PORTKD)

Tendo isso em conta, o dirigente assume que a federação se sentiria “satisfeita em trazer pelo menos uma medalha“, considerado que esse eventual feito seria “muito positivo e merecedor do esforço destes atletas“.

Às vezes é um pouco injusto apontar qual deles (tem mais hipóteses de sucesso), pois é uma modalidade com muitas surpresas e depende do sorteio.

Saliento a Matilde (Ferreira), que esteve na prova de apuramento olímpico, e a Maisa (Monteiro), que está nas esperanças olímpicas.

Mas isto não quer dizer que as minhas fichas estejam todas neles. Mas a matemática aponta para os atletas com melhor ranking internacional“, sustentou.

A maior referência da história da modalidade é Rui Bragança

Rui Bragança, a maior referência da história da modalidade, com participações nos Jogos Olímpicos Rio’2016 e Tóquio’2020, abandonou recentemente a modalidade.

Rui Bragança
Rui Bragança

Enquanto Júlio Ferreira e Joana Cunha, que partilham com o vimaranense o estatuto de atletas lusos com melhores resultados internacionais, podem deixar a alta competição igualmente este ano.

Mesmo que não continuem, a comunidade desportiva bebeu muito destes atletas, conseguimos aprender com eles, pelo percurso, resultados, pelas coisas boas e menos boas.

É inevitável que consigamos ter atletas a trilhar o mesmo percurso“, confia Nuno Semedo.

Apesar de o taekwondo luso ter falhado a qualificação para Paris’2024, o dirigente, que cumpre o terceiro e último mandato na PORTKD, está “confiante” no futuro da modalidade, seja pela qualidade de atletas, seja pela transição de conhecimento na federação.

Temos um conjunto de atletas que estão a esforçar-se muito para que em pouco tempo consigamos novamente colocar o taekwondo [português] na ribalta dos palcos internacionais“, concluiu.

Taekwondo
Joana Cunha – Foto: Marco Mendez Photographer

A grande referência feminina da modalidade é Joana Cunha

Joana Cunha (-57 kg), que nos últimos anos tem sido a grande referência feminina da modalidade em Portugal, declinou a participação, tal como Manuel Martinho (-87 kg).

Lista dos convocados:

Masculinos: Diego Santos (54 kg), Tiago Lopes (-58 kg), Alfredo Martins (-63 kg), Tiago Reis (-68 kg), Lucian Procopciuc (-74 kg), Júlio Ferreira (-80 kg), Gonçalo Silva (-87 kg) e João Diogo (+87 kg).

Femininos: Patrícia Salgueiro (-46 kg), Matilde Ferreira (-49 kg), Filipa Bastos (-53 kg), Leonor Correia (-57 kg), Maisa Monteiro (-62 kg), Sara Vital (-67 kg), Joana Cardoso (-73 kg) e Cristiana Cardoso (+73 kg)

Parceiros

Deixe um comentário