TRIATLO TORRES NOVAS “ABRAÇADO” ao SONHO OLÍMPICO

Equipa de estafetas mistas portuguesa -Foto: World Triathlon / Ben Lumley

O Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas, através dos seus atletas Ricardo Batista e Maria Tomé, continua “abraçado” ao sonho de levar a equipa de estafeta mista da Seleção Nacional de Triatlo, aos Jogos Olímpicos de Paris 2024.

A Medalha de prata conquistada este sábado, 24 de fevereiro, na prova de estafetas mistas da Taça do Mundo de Triatlo, em Napier na Nova Zelândia, são prova de que o sonho continua.

Fonte: Triatlo Torres Novas

Triatlo
Equipa de estafetas mistas no pódio – Medalha de Prata – Foto: World Triathlon / Ben Lumley

Medalha de prata é a prova de que o sonho continua

A equipa portuguesa constituída por Ricardo Batista, Maria Tomé do Clube de Natação de Torres Novas, e Vasco Vilaça e Melanie Santos do Sport Lisboa e Benfica alcançaram um excelente 2ºlugar nesta etapa de apuramento, demonstrando bem, que querem estar presentes nos Jogos Olímpicos de Paris 2024.

Mas antes, nas provas individuais disputadas nesta taça do mundo na Nova Zelândia, Ricardo Batista alcançou o 13ºlugar que lhe permitiu subir mais alguns lugares no ranking olímpico, e Maria Tomé, terminou em 16º lugar.

A atleta fez um excelente segmento de natação, mas acabou por perder o 1ºgrupo por muito pouco após a 1ª transição.

A atleta deixou excelentes indicadores para as provas que se seguem.

Leia também

ESTAFETA LUSA DE PRATA NO MUNDIAL TRIATLO

Erwin Vanderplancke – Foto: World Triathlon / Africa Triathlon

Vitória no Egito para Erwin Vanderplancke

Erwin Vanderplancke, atleta belga do Clube de Natação de Torres Novas, venceu esta sexta-feira, 23 de fevereiro, a Taça Africana de Triatlo, realizada em Sharm El Sheikh, no Egito.

Depois do grave acidente que sofreu há cerca de um ano atrás, Erwin Vanderplancke foi até ao Egito, para vencer de uma forma categórica esta taça africana, arrecadando pontos para o seu ranking individual.

Como o próprio atleta comenta “… correu muito bem do início ao fim.

Com boas sensações no ciclismo, mas num percurso complicado e bastante perigoso, era importante estar à frente.

Na corrida, graças a uma boa transição, rapidamente consegui alguns metros de avanço.

Parceiros

Deixe um comentário