“Um mar de gente na 13ª Peregrinação Nacional e Bênção dos Ciclistas”

Fé leva mais de 2000 a Fátima
Já lá vão treze anos, que a União de Ciclismo de Leiria iniciou a primeira Bênção dos ciclistas em Fátima, de ano para ano, aparecem novos devotos, sempre com um objectivo, o de pedir a Nossa Senhora de Fátima proteção quando andam de bicicleta na estrada. Fátima, na Cova de Iria, é considerada o Altar do Mundo, aqui diariamente passam milhares e milhares de pessoas com origem dos quatro cantos do mundo, o Santuário de Fátima, a qualquer hora que por lá se passe, encontramos sempre peregrinos, e devotos com imensa fé.
E é com essa fé que anualmente se organiza esta Peregrinação e Bênção Nacional do Ciclistas, como impulsionador do evento desde o primeiro dia, está Dom Serafim Ferreira e Silva, Bispo Emérito de Leiria/Fátima, que tem sempre a amabilidade de dar a Santa Missa, e de seguida fazer a Bênção a todos os ciclistas, e acompanhantes.
Esta iniciativa que começou a ser feita no Santuário na primeira edição, passou mais tarde a ser feita no parque 12, já que o Santuário não autoriza as bicicletas a entrar no recinto, não da parte das bicicletas, mas de outras iniciativas onde ocorreram coisas menos bonitas, ficou proibido para tudo, assim a concentração ocorria no parque, era montado um palanque, os ciclistas pedalavam em direção a Aljustrel, onde em Valinhos, local onde se deu a 4.ª aparição da Nossa Senhora de Fátima a 19 de Agosto de 1917 e a Loca do Anjo, lugar onde Jacinta, Francisco e Lúcia, viram pela 1.ª e 3.ª vez o Anjo em 1916, ai era feita uma paragem, feita uma reza, e depois o regresso ao parque 12, para a Missa e a Bênção. Nas últimas três edições, fez uma alteração, o parque 12 continuou a ser o ponto de encontro, depois um passeio até Valinhos, e no Calvário Húngaro, na Capela de S. Estêvão, é realizada a cerimónia.
Este mais uma vez aconteceu isso, a concentração ocorreu no parque 12, pelas 10,45 era dada a partida ao passeio, e lentamente se pedalou rumo ao Calvário Húngaro, aqui uma bela capela que se recomenda visitar, num recinto magnífico, foi celebrada a Santa Missa, seguida da Bênção dos ciclistas.
No final Dom Serafim Ferreira e Silva, Bispo Emérito de Leiria/Fátima, um grande impulsionador desta Bênção, e presente sempre desde o primeiro dia, dizia-nos: “Nós devemos ser sempre uma bênção, é sempre um acto, um símbolo, onde quer que estejamos, este acto é para dizer que não somos Deuses, somos peregrinos no tempo viajando, para fora do tempo é uma expressão de luz eterna.
Eu admiro muito os amantes das duas rodas, existem perigos, mas também deve haver precaução, deve existir uma educação cívica, uma preparação atlética, mas sobretudo a alegria de respirar, de conviver, de comungar com os outros.
O balanço foi muito positivo, às vezes a parte quantitativa não é o mais importante, mas como se costuma dizer tens pés para andar, neste caso rodas para girar, esta 13ª edição será uma serie que não terá mais fim, quer dizer é um gesto de bênção, mas o facto de virem já é uma bênção. A minha mensagem final é esta bênção que procuro transmitir, um modo de viver, uma alegria, paz na esperança, sempre com muita coragem”.
Para Carlos Vieira, Presidente da UCL dizia no final; “Com um dia excelente, o balanço é muito positivo, com a presença dos ciclistas que aqui estiveram neste acto de fé, obviamente estamos satisfeitos. Tivemos ciclistas de vários pontos do país, uns de competição, outros de lazer, e outros utilizadores diários, com muitas crianças presentes, ontem vieram alguns que vieram dormir a Fátima, hoje todos juntos fizemos este pequeno passeio entre o parque nº12, e aqui a Capela do Calvário, foi bonito ver a estrada cheia de muitos ciclistas.
Sobre a presença de Dom Serafim, é uma joia, marcou todos os presentes, tem um coração que nós sentimos ter aquela garra para nós continuarmos, e ter fé neste altar do Mundo que é Fátima.
Como mensagem final Carlos Vieira dizia, “A todos os ciclistas que acreditem em Nossa Senhora de Fátima, porque ela nos vais guardar e proteger nas estradas onde pedalamos cada vez mais, portanto, a Dom Serafim e à Virgem Maris de Fátima o nosso obrigado”.
Um olhar pelo evento:
Fátima é sem dúvida um lugar de Fé para todos aqueles que acreditam, e mesmo os mais indecisos, é um lugar que sentem algo especial quando por lá passam, as dificuldades de muitos, as promessas feitas, faz de Fátima um lugar de respeito, já que quem possui Fé, e quando entram naquele espaço especial, conseguem renovar energias, sair felizes, e isso é o mais importante. Nesta Bênção, senti e vi muita Fé, este ano com um dia solarengo, e excelente para a organização do evento.
Nas treze edições realizadas, poucas foram as que tiveram bom tempo, umas com chuva, um ano inédito onde até nevou, e pouco dias de sol, mas com algo sempre especial, a forças das pessoas, fizesse chuva ou sol, ninguém arredou pé, a isto apenas podemos dizer, a Fé em que as pessoas tem em Fátima.
Numa organização da União de Ciclismo de Leiria, contou com os apoios da cidade de Leiria, o Serviço de Peregrinos, a Reitoria do Santuário de Fátima, Dom Serafim Ferreira e Silva, e mais um ano a Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB), que fez uma divulgação entre os seus associados do evento.
Treze anos depois, este evento continua a ter expressão, a prova esteve mais uma vez este domingo dia 15 de março de 2015, o Altar do Mundo como é conhecido, foi hoje evadido por muitos ciclistas, e da parte da organização fica a certeza de continuar, e para isso já se pensa em 2016, nós mais um ano estivemos presentes, e deixamos os votos de bons passeios, boas pedaladas, ficando a Fé de estarmos presentes na 14ª edição.
Fotos: Helena Morais

Parceiros

Deixe uma resposta