Banner superior
Coluna Dto
Coluna Esq

Velódromo Minsk Arena, final feliz para portugueses

Maria Martins foi terceira classificada na prova de Scratch do último dia do Grande Prémio no Velódromo Minsk. Em quatro dias de competição, Seleção Nacional somou uma vitória e quatro terceiros lugares.

Participação positiva dos portugueses no Velódromo Minsk

O cair do pano do Grande Prémio de Minsk voltou a ser favorável à Seleção Nacional de Pista que se despediu do velódromo no qual, no próximo mês, disputará os Jogos Europeus, com mais um lugar no pódio.

Maria Martins, vencedora no dia anterior do concurso de Omnium, voltou a brilhar no Velódromo Minsk Arena para conquistar o terceiro lugar na prova de Scratch.

Além da atleta portuguesa, no último dia do Grande Prémio de Minsk também João Matias visou as medalhas, mas o terceiro classificado das provas de perseguição individual, corrida por pontos e de Omnium foi, desta vez, quinto classificado no Scratch masculino. Nesta competição, cumprida na distância de 15 quilómetros, o triunfo sorriu ao russo Andrei Sazanov.

Miguel do Rego, igualmente em representação da Seleção Nacional e o principal apoio na obtenção de resultados de João Matias foi 14.º classificado.

A dupla portuguesa João Matias e Miguel do Rego competiu ainda na prova de Madison, uma das especialidades da Equipa Portugal, tendo conquistado o sétimo lugar final.

Velódromo Minsk

Grande Prémio de Minsk, serviu de preparação para os objectivos de Portugal

As corridas do Grande Prémio de Minsk inseriram-se na planificação do selecionador Gabriel Mendes com um duplo propósito: amealhar pontos para a qualificação de Portugal na próxima Taça do Mundo de Pista – que se inicia em Novembro em Minsk – e preparar a presença nacional nos Jogos Europeus que, dentro de pouco mais de um mês, também se disputam na Bielorrússia.

No cômputo final, Portugal trouxe de Minsk cinco medalhas. Ao triunfo de Maria Martins no Omnium (disciplina olímpica) seguiu-se o bronze da mesma atleta no Scratch. Já João Matias foi “bronze” em quase todas as finais disputadas (Perseguição Individual, Corrida por Pontos e Omnium).

Texto / Fotos: União Velocipédica Portuguesa – Federação Portuguesa de Ciclismo

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta