Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Vila do Conde brilhou, Elsa, no dia da prova deu tréguas

A São Silvestre de Vila do Conde foi organizada pela ProEvents, com partida e chegada nos jardins junto à Avenida Júlio Graça em Vila do Conde.

Muitas são as corridas que preenchem o calendário de atletismo no último mês do ano, sobretudo corridas São Silvestre.

Na zona norte de Portugal, poucas são as cidades que não apresentam a sua corrida noturna. Uma delas aconteceu em Vila do Conde e que animou todos os presentes com uma corrida encantadora à beira-mar!

Levantamento dos dorsais em Vila do Conde

Em semana de tempestade Elsa, que no dia da prova deu tréguas .. e apenas um vento forte incomodava os atletas na sua chegada para levantarem os seus respetivos dorsais, tudo organizado com excelente ambiente. Ainda podíamos receber um abraço da sempre enérgica Aurora Cunha.

Aurora Cunha e mais elementos da ProEvents entregavam chocolates Floc Choc aos atletas, de forma a proporcionar aos participantes provarem aquela novidade nesta São Silvestre de Vila do Conde.

 

O nosso gestor do OPraticante.pt, David Silva entrevistava o diretor da ProEvents, Pedro Soares e a Aurora Cunha, sobre o que esperavam desta prova e do futuro próximo.

Vila do Conde

 

Aquecimento e Animação

Antes da grande partida, houve um aquecimento oferecido pela a organização, muitos faziam o seu aquecimento a volta do local, uns ritmo mais rápido e outros mais lento para poupar energia para uns instantes seguintes.

Vila do Conde
Emanuel Gomes foi o speaker

Emanuel Gomes foi o speaker da São Silvestre de Vila do Conde, sempre uma motivação para todos os atletas, a sua força e palavras são sempre bem-vindas !

Com a corrida quase a iniciar-se, todos se dirigiam para o local da partida, concentrados para nos seus objetivos, uns em ritmo competitivo, outros em modo lazer.

Vila do Conde

Partida da São Silvestre de Vila do Conde

Pelas 17h deu-se o tiro de partida junto à Avenida Júlio Graça em Vila do Conde, com mais de 400 atletas a dar a sua alegria pela a marginal de Vila do Conde

De seguida, também houve a partida da caminhada com dezenas de participantes a aderir.

Percurso plano, ideal para se obterem grandes marcas em Vila do Conde

A São Silvestre de Vila do Conde foi constituída na sua vertente competitiva numa prova cronometrada de dez quilómetros e uma vertente não competitiva numa caminhada de cinco quilómetros.

Com partida e chegada no centro da cidade de Vila do Conde, o percurso desta prova decorreu quase todo na sua extensão junto ao mar.

 

Faz parte desta prova, passagem pela Avenida do Brasil e com vistas para a praia da Ladeira e Azul.

Outro grande destaque desta prova é que percorreu num dos locais mais emblemáticos dessa zona, as Caxinas e tendo já como vista a entrada na Póvoa de Varzim.

As grandes dificuldades da prova na verdade, nem estiveram no percurso, mas nas condições em que a prova decorreu, em semana de tempestade Elsa foi incomodo as rajadas de vento, que os participantes sentiram durante toda a prova.

Vila do Conde
Bruno Ferreira

Bruno Ferreira vence a São Silvestre de Vila do Conde

O vencedor desta edição da São Silvestre de Vila do Conde foi Bruno Ferreira foi com o tempo final de 33.46min.

Escolhi a cidade vizinha, Vila do Conde,para o regresso a uma São Silvestre, a ideia inicial era tentar medir o que valia após 3 anos afastado das distâncias mais curtas, inicial porque cedo percebi que era impossível correr rápido naquelas condições” declarou Bruno Ferreira

Acrescentando “Quanto à prova, percurso espetacular, atletas de qualidade, seguimos coesos até ao km4 em que me isolei mas tive que aguardar pela companhia do Tiago, do André e do Mário Elson pois não conseguia dar conta da tempestade Elsa e Fabien sozinho”.

Voltei a atacar depois a 1km da meta para vencer a prova…

Parabéns a todos que se aventuraram naquelas difíceis condições junto ao mar.

Na segunda posição ficou Tiago Pinto do Douroconta-Gabinete com o tempo final de 33.50min e na terceira posição pertenceu a André Guimarães do ACD São João da Serra com o tempo final de 34.04 min.

Andreia Cunha vence no lado feminino

Na competição feminina, a grande vencedora da prova foi para Andreia Cunha da Run Tejo-CM Socks com o tempo final de 38.48min chegando lado a lado com desportivismo com a segunda classificada Liliana Rocha da RunRiver com o tempo final 38.49min, apenas um segundo separou as duas atletas.

Na terceira posição foi ocupado por Ana Moreia com o tempo final de 43.37min.

Andreia Cunha referiu “Assim termino também o circuito 2019 das 8 provas da Proevents em 1º lugar Feminino.
Não posso deixar de partilhar com vocês que sendo a ultima prova do circuito eu e a segunda classificada e segunda vencedora do circuito (Liliana Rocha) cortamos a meta juntas, pois aqui nasceu uma amizade daquelas que eu admiro e me orgulho.

Tal como em todas as provas organizadas pela ProEvents, para além dos prémios para os primeiros classificados da geral tanto a nível masculino como feminino, houve ainda troféus para oito escalões.

Vencedores por escalão

A prova teve vencedores por escalões e estes foram os seguintes:

Na vertente masculina triunfaram Tiago Lopes – O Praticante(Sub-23) Mario Fonseca(Séniores). Filipe Martins(Vet l), Miguel Figueiredo(Vet ll), Joaquim Alves(Vet lll), Fernando Santiago(Vet IV), Jacinto Oliveira(Vet V) e Aderito Alves(Vet VI).

Na vertente feminina venceram Gabriela Fonseca(Sub-23), Janine Ramos(Séniores), Susana Neta(Vet l), Cristina Guedes(Vet ll), Lourina Mineiro(Vet IV) e Rosa Bispo(Vet V).

Helena Santos e Tiago Lopes de OPraticante.pt

Tiago Lopes leva Opraticante.Pt ao pódio

A equipa do Opraticante.pt esteve representada por oito atletas, com destaque para Tiago Lopes que conquistou a vitória no seu escalão Sub-23, com o tempo final de 38.51min.

Carlos Gomes-38.30min. / Tiago Lopes-38.51min. / Paulo Lopes-46.14min. / João Pinheiro-48.16min / Diana Martins-50.13min. / Helena Santos-1h02min.

Este foi um evento que teve uma grande afluência e a promotora atempou essa grande afluência ao colocar um secretariado bem organizado e expedito para não se gerarem grandes filas. No levantamento do dorsal, os atletas recebiam um saco e t-shirt técnica alusivos à prova.

No final, para além da medalha finisher, recebiam águas e uma bola de Berlim. Para um preço de inscrição de 8/10 euros, o que os atletas recebiam esteve adequado.

Prova em dia de Elsa com pouco publico

Se há coisa que os atletas gostam é de participar numa prova que tenha uma boa moldura humana a assistir à prova e a incentivar quem está na estrada a correr e isso não aconteceu nesta prova muito por culpa de mau tempo.

No que toca à organização do percurso, nada de errado há a apontar, todos os quilómetros foram anunciados por placas informativas.

No que toca ao abastecimento, a prova teve um abastecimento de águas ao quilometro cinco, bem organizado depois do retorno.

Em termos de afluência, com um total de 409 finishers, podemos concluir que para as condições que se apresentaram, foi um sucesso.

Texto: Tiago Lopes
Fotos: José Amaro

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta