WAKEBOARD MOSTROU A SUA FORÇA NO TRÍZIO

Wakeskate

Foi um regresso em força do Wakeboard depois de um período de estagnação devido à pandemia da COVID 19.

Com um recorde de inscritos, o Campeonato Nacional reuniu no último fim-de-semana no Trízio os melhores valores lusos do Wakeboard, do Wakeskate e – em estreia absoluta – do Wakesurf.

Retomar a dinâmica que tinha sido perdida com a pandemia da COVID 19 e mostrar toda a vitalidade de um conjunto de modalidades náuticas que apresentam um elevado grau técnico, foi um objetivo amplamente conseguido.

Numa organização da Nautique Portugal, sob a égide da Federação Portuguesa de Motonáutica, o Campeonato Nacional de Wakeboard animou no último fim-de-semana (7 e 8 de outubro) a Barragem de Castelo de Bode, colocando todas as atenções na praia fluvial do Trízio.

Leia também

WAKEBOARD DE REGRESSO AO TRÍZIO

Wakeboard
Wakeboard

Trízio assistiu aos melhores valores lusos do Wakeboard e estreia absoluta do Wakesurf

O primeiro sinal positivo veio desde logo com um recorde de inscritos nos vários escalões, ao todo 64 atletas que mostraram toda a dinâmica e espectáculo do Wakeboard, Wakeskate e – pela primeira vez – do Wakesurf.

A competição seguiu os regulamentos da IWWF (International Waterski & Wakeboard Federation) e consagrou os campeões nacionais dos vários escalões.

Houve espaço para todos, a começar por aqueles que estão ainda a dar os primeiros passos (Promoção), passando pelos atletas mais competitivos (Open), sem esquecer as camadas jovens e os veteranos (Masters).

O Diretor de Prova, Vasco Trindade, mostrou-se satisfeito no final dos dois dias de competição:

O balanço é altamente positivo e conseguimos aqui mostrar que as modalidades do Wakeboard, Wakeskate e Wakesurf estão vivas e recomendam-se.

Foi um trabalho árduo mas valeu a pena, permitindo retomar uma atividade que foi bastante afetada pela COVID 19.

Estou certo que a partir de agora será sempre a crescer”.

Wakeboard
Alice Faustino

Do ponto de vista competitivo, destaque para os títulos conquistados por Alice Faustino e Bernardo Branco, os novos Campeões Nacionais de Wakeboard Open.

Com apenas 14 anos, Alice surpreendeu a concorrência: ”acabo de chegar do Campeonato do Mundo e acho que esse facto me deu a confiança e motivação para vencer aqui”.

Já para Bernardo Branco, de 28 anos, ”este foi mais um título para somar a tantos outros, mas saio daqui feliz por ver que a modalidade se está a renovar com novos talentos que prometem dar muito a Portugal”.

Wakeboard
Bernardo Branco

Parceiros

Deixe um comentário