Privacy Policy Page
Privacy Policy Page
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Rui Pedro Silva conquista São Silvestre do Porto

A que é considerada a maior São Silvestre do país teve a sua 23ª edição no passado domingo 18 de dezembro de 2016, no Porto.

São Silvestre do Porto 2016

16.000 participantes de 33 nacionalidades diferentes

Estamos a falar da São Silvestre do Porto que na sua vertente competitiva de 10 km juntou cerca 11.000 atletas e mais 5.000 participantes na caminhada de 5 km sem fins competitivos, totalizando 16.000 participantes.

Esta edição contou com a presença de atletas de 33 nacionalidades diferentes desmarcando-se das restantes São Silvestre do país, demonstrando nas palavras do Diretor da Runporto Jorge Teixeira e organizador da prova que o “Porto está na moda, assim como a São Silvestre”.

A prova teve ainda a colaboração da Câmara Municipal do Porto, Porto Lazer, Federação Portuguesa de Atletismo, Associação de Atletismo do Porto e Conselho Regional de Arbitragem da AAP.

Á semelhança das edições anteriores a Praça da Liberdade foi assaltada por uma multidão de pessoas que se deslocaram, umas para correr outras pata caminhar e ainda outras para assistir a mais um grande evento na Cidade do Porto.

São Silvestre do Porto 2016

Simplesmente deslumbrante

O ambiente vivido naquele local era simplesmente deslumbrante, ecoava música nos sistemas de som, a Praça Liberdade brilhava com milhares de luzes a iluminar a noite que apesar de fria emanava um calor humano intenso. Em família ou em grupo as pessoas passeavam pela praça registando com os telemóveis e máquinas fotográficas mais uma noite de festa e desporto.

A partida estava marcada para as 20 horas e com o aproximar da hora, o nervosismo miudinho começou a fazer-se sentir nos atletas que pela primeira vez participavam nesta prova. Os mais experientes iniciaram os seus aquecimentos antes da prova.

Momentos antes de se dar a partida os participantes integraram as respectivas ”box’s” de partida. A “A” para os mais rápidos a “B” para atletas intermédios e a “C” para aqueles mais lentos. Esta separação de atletas permite que os mais rápidos possam iniciar a corrida à frente dos mais lentos, evitando assim congestionamento e atropelos na partida. A escassos minutos do tiro de partida a Avenida dos Aliados estava coberto por um manto de pessoas e cores.

São Silvestre do Porto 2016

O tiro da partida ecoava e milhares invadiram as ruas do Porto

Ecoava as 20 horas e foi dado o tiro de partida e milhares de atletas davam finalmente vida à maior São Silvestre do País. Já a prova contava com mais de 15 minutos quando os últimos atletas iniciaram sua prova.

Aos 5 km já se antevia qual seria o desfecho da corrida com Rui Pedro Silva a liderar a corrida e a correr pela primeira vez com a camisola do Sporting CP. Recorde-se que o atleta já venceu esta prova por sete vezes e que no ano anterior deixou escapar a vitória a favor de Rui Teixeira, agora colega de equipa.

Hélder Santos, Rui Pedro Silva e Miguel Ribeiro
Hélder Santos, Rui Pedro Silva e Miguel Ribeiro

Rui Pedro Silva regressa às vitórias na São Silvestre do Porto

Após ter falhado no ano passado a 7ª vitória consecutiva, Rui Pedro Silva, venceu a 23ª Edição da São Silvestre do Porto, com 30.21 minutos, recuperando este ano o lugar que cedeu ao  Rui Teixeira, do Sporting C.P. no ano anterior. Hélder Santos, também ele do Sporting CP obteve o segundo lugar com o tempo de 30.31 minutos, em terceiro lugar ficou Miguel Ribeiro, do Olímpico Vianense, com 30.32 minutos.

Catarina Ribeiro vence São Silvestre do Porto

Catarina Ribeiro, segunda classificada da 13ª Maratona do Porto de 2016, foi a primeira atleta feminina a cortar a meta com o tempo de 33.13 minutos, seguida de bem perto pela polaca Karolina Nadolska, com 33.15 minutos e tendo fechado o pódio Salomé Rocha com 34.08 minutos.

OPraticante.pt esteve representado por Rui Silva 2243º geral / 415º M40 – 53;29 e Filomena Correia – 7169º G / 496º F40 – 1h12;06

Catarina Ribeiro
Catarina Ribeiro

Medalha Finihser Interativa

Os atletas foram brindados com uma medalha interativa. Trata-se de uma inovação da RunPorto, sendo pioneira na aplicação da realidade virtual aumentada em corridas. Para descobrir o que a medalha esconde dos atletas têm de instalar a aplicação “Layar” no telemóvel correr a aplicação e apontar o telemóvel para a medalha para desvendar o conteúdo surpresa.

São Silvestre do Porto 2016

Texto / fotos: Davide Pinheiro

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta