Caixas e Narciso no madison fora Top10 com corrida difícil

A seleção nacional encerrou a sua participação no Campeonato da Europa de Pista de juniores e sub-23, nos Países Baixos, com Diogo Narciso e Rodrigo Caixas.

Os corredores portugueses concluíram a prova de madison masculino sub-23 na 11.ª posição.

Leia também

Europeus de pista Sub23/Juniores, estreia de Portugueses

Rodrigo Caixas campeão europeu de scratch

Narciso vice-campeão europeu de corrida por pontos

Campeã da europa de omnium sagrou-se Maria Martins

Texto: União Velocipédica Portuguesa – Federação Portuguesa de Ciclismo

Caixas
Rodrigo Caixas e Diogo Narciso

Diogo Narciso e Rodrigo Caixas encontraram uma corrida muito exigente

Terminou o Campeonato da Europa de Pista de juniores e sub-23, em Apeldoorn, nos Países Baixos.

Na sua estreia enquanto dupla a nível internacional, Diogo Narciso e Rodrigo Caixas encontraram uma corrida muito exigente no madison masculino de sub-23.

Os dois corredores seguiram na cauda do pelotão e não conseguiram somar pontos durante a prova, ganha pela seleção nacional britânica, com a dupla Rhys Britton e William Tidball, que somou um total de 52 pontos.

Ainda assim, Diogo Narciso e Rodrigo Caixas lutaram até ao final, ficando muito perto do top 10, na 11.ª posição, numa corrida disputada a elevada velocidade.

O selecionador nacional de pista, Gabriel Mendes, mostrou-se muito satisfeito com a prestação dos dois atletas que, como estreantes absolutos, estiveram à altura do desafio.

Treinador da Seleção nacional e os atletas convocados com destaque para as medalhas conquistadas

Tendo em conta que ambos era estreantes na disciplina de madison na categoria de sub-23, estou muito satisfeito com a prestação deles.

Sem qualquer experiência numa corrida que se fez a um ritmo muito elevado desde o início até ao final, conseguiram manter-se perto do pelotão e não levar nenhuma volta de avanço.

Como disse, a corrida foi muito rápida e isso acabou por ser uma desvantagem para eles, e levou a que não conseguissem pontuar.

No entanto, na parte final da prova, foram ganhando confiança e mostrando-se mais à vontade.

Ainda têm muito trabalho pela frente, mas demonstraram muito potencial e cumpriram com os objetivos propostos“, afirmou Gabriel Mendes.

Parceiros

Deixe uma resposta