Champions League: A vitória mais especial do FC Porto

Dragões “deram o máximo por Alfredo Quintana” tal como previu Magnus Andersson e bateram o Elverum garantindo o 5º lugar na EHF Champions League; Aalborg será o adversário nos Oitavos.

Texto: Federação Portuguesa de Andebol

FC Porto homenageia Quintana, antes e durante o jogo

Naquele que foi talvez o jogo mais difícil da carreira dos jogadores e dirigentes do FC Porto, foram muitos os momentos de homenagem a Alfredo Quintana, que tragicamente faleceu na passada semana.

Os homens do Elverum realizaram os exercícios de aquecimento vestindo camisolas com o nome do guarda-redes dos Dragões e da Seleção Nacional.

Todos os jogadores do FC Porto entraram em campo com “A. Quintana” nas costas num Dragão Arena que vestiu uma das bancadas com cartazes igualmente dirigidos ao Eterno #1.

Antes do apito inicial, realizou-se um sentido minuto de silêncio onde as lágrimas dos atletas portistas não deixaram ninguém indiferente.

Champions League

O jogo mais difícil da carreira dos jogadores e dirigentes do FC Porto

No que ao jogo diz respeito, o FC Porto – a jogar em casa mas com o estatuto de visitante devido às restrições da pandemia – entrou da melhor forma, com um parcial de 0-2.

Mas o guardião Thorsten Fries surgiu imparável, com várias defesas consecutivas que ajudaram o Elverum a chegar, primeiro ao empate a dois golos e, mais tarde, ao 3-2, naquela que foi a primeira vez que os noruegueses se encontravam em vantagem.

Depois de um forte equilíbrio, Magnus Andersson pediu time-out, que se revelou eficaz para a motivação dos azuis e brancos e à passagem pela metade da primeira parte.

Nikola Mitrevski impedia pela terceira vez o empate do adversário e na resposta, António Areia apontou o 6-8, de livre de sete metros, para voltar a colocar os Dragões com dois golos de vantagem.

Perto dos cinco minutos finais do primeiro tempo, a equipa portuguesa alcançou mesmo quatro golos à maior (9-13) aproveitando um período de ineficácia no ataque do adversário.

A primeira parte terminou com o FC Porto na frente por 11-16, com a maior vantagem conseguida até então, e com um golo fantástico de Miguel Martins, de anca direcionado ao ângulo superior da baliza defendida por Thorsten Fries, um gesto técnico já característico do central portista.

Segundo tempo do FC Porto no jogo da EHF Champions League

A entrada no segundo tempo do FC Porto foi também ela bem conseguida, dilatando os números aos 35 minutos, para sete golos de vantagem, com Leonel Fernandes em destaque na estreia no encontro.

Nikola Mitrevski continuou a mostrar serviço e era mais um a contribuir para que os Dragões segurassem a liderança.

O Elverum não baixava os braços e conseguia aos poucos encurtar a diferença que, perto dos 45 minutos era de cinco golos (20-25).

Em poucos minutos a motivação dos noruegueses aumentou e o FC Porto foi surpreendido com uma resposta a todo o gás do Elverum, que conseguiu reduzir para dois a diferença, ao 26-28.

A equipa azul e branca soube reagir muito bem, voltando a estabilizar com uma margem mais confortável (27-31), aos 22 minutos.

Até ao final, tudo saía bem aos comandados de Magnus Andersson que conseguiram garantir o triunfo por 31-38, o 5º lugar do Grupo A e o principal objetivo: vencer por Alfredo Quintana.

Champions League

Bravo!

O próximo adversário do FC Porto, nos Oitavos de Final da EHF Champions League, será o Aalborg, da Dinamarca.

Grupo A

11ª Jornada

04.03.2021 – 19h45 – Elverum Handball x FC Porto, 31:38 (11:16)

Parceiros

Deixe uma resposta