EUROSURF JUNIOR, NOVO DIA DE DECISÕES

Eurosurf Junior

As ondas continuam a rolar no Santa Cruz Ocean Spirit – Festival Internacional de Desportos de Ondas, com decisões importantes a acontecer no Eurosurf Junior ao longo desta sexta-feira.

Leia também

SANTA CRUZ OCEAN SPIRIT, DESPORTO E MÚSICA

Fonte: CM Torres Vedras

Eurosurf Junior com decisões importantes

O dia começou nublado, com vento a soprar ligeiro do quadrante norte e a proporcionar boas ondas aos atletas durante a manhã.

No longboard já se conhecem alguns dos atletas que vão estar nas finais, como Lisa Boos (Alemanha), que irá disputar a final com Cannelle Lebreton (França).

Vou dar o meu melhor. Não tenho nada a perder e sei que tenho uma grande equipa a apoiar-me” disse a longboarder ainda de fato no corpo, num misto de entusiasmo e nervosismo.

Se para a alemã “Santa Cruz é o sítio mais bonito de Portugal“, para Blake Jones (País de Gales) “Santa Cruz é um sítio de oportunidade, onde podemos levar o surf para outro nível.

Pela primeira vez no litoral de Torres Vedras e a competir no Eurosurf Junior, Jones faz um balanço “fantástico” da participação.

Durante a tarde, o galês foi o primeiro da sua bateria, passando à ronda de repescagens que decidirá quem irá juntar-se a Frederico Carrilho (Portugal) e Filippo Marullo (Itália) na final.

Eurosurf Junior

Além do longboarder português, a Seleção Nacional viu, ainda, três surfistas a garantir a luta pelos títulos: Gabriela Dinis e Martim Nunes estarão nas respetivas finais de Sub-18 e Nunes pode vir, ainda, a contar com a companhia de Francisco Ordonhas, que disputa hoje a última ronda de repescagens.

Na final do Sub-16 masculino, as cores lusas vão ser representadas por Matias Canhoto.

Aprender a ler o mar

Na Aldeia Neptuno, a manhã ficou marcada pela partilha de conhecimentos, através de uma ação de sensibilização que envolveu jovens entre os 12 e os 15 anos.

Salva e Salva-te” foi a ação dinamizada pelos Bombeiros Voluntários de Torres Vedras e por dois nadadores-salvadores, que deram a conhecer o seu trabalho aos jovens participantes no Tempo de Férias da Câmara Municipal de Torres Vedras.

Todas as pessoas deviam saber fazer uma leitura do mar” defende José Figueiredo, dos Bombeiros Voluntários de Torres Vedras.

As pessoas pensam que devem tomar banho onde não há ondas e junto às rochas e esses são, sem dúvida nenhuma, os sítios mais perigosos.

Devemos sempre tomar banho onde há ondas” explicou.

Os jovens puderam praticar exercícios de resgate dentro da piscina da Aldeia Neptuno, numa manhã que terminou com um exercício de resgate de uma vítima do mar.

Parceiros

Deixe uma resposta