Transgrancanaria, Filipa e Samuel os melhores lusos

Transgrancanaria

No passado dia 23, Filipa e Samuel Castela estiveram presentes na edição 2019 da Transgrancanaria HG, modalidade Advanced (65k), foram dois dos muitos portugueses que participaram em mais uma edição deste afamado evento, evento que ainda em 2018 viu um português ficar no 2º lugar da geral nesta distância.

Transgrancanaria

Este é um evento pioreiro nas ilhas Canárias no que diz respeito às suas características, e é já considerado um UltraTrail de referência em Espanha e a prova raínha do inverno europeu, com uma presença cada vez mais consolidada no panorama mundial.

Com efeito, este ano a prova da Transgrancanaria contou com cerca de 4000 atletas de 68 nacionalidades, que se distribuíram entre as 6 modalidades: desde a PROMO (17k) até à 360º (264k).

Filipa e Samuel fizeram parte dos 869 participantes a percorrer os 66k, atravessando algumas das paisagens naturais mais destacadas da ilha. Grancanaria possui um autêntico cenário para o trail, com muitos contrastes: bosques, montanhas, barrancos e dunas que culminam no oceano.

Com saída de Arterana às 9:00, os primeiros 25k são implacáveis, uma subida constante até aos 1.850 metros de altitude. Nos seguintes 30k imperam as descidas técnicas, íngremes, intermináveis, cobertas de pedras, ramos, terra solta. E para terminar a prova, os últimos 10k são passados num rio seco coberto de seixos e cascalho, uma autêntica tormenta para as já muito massacradas pernas e pés.

Classificação feminina

Filipa começou a prova num ritmo muito lento, acusando ainda o desgaste provocado pela vitória da Columbus Trail 76k (prova inserida no Circuito Nacional de UltraTrail), mas consegue recuperar ultrapassando 153 atletas desde o 1º abastecimento até chegar à meta, e terminando em 6º lugar do escalão e 14º da geral feminina, a melhor portuguesa desta distância.

Iriana RAczynska venceu com 07h17m29s, Dominique Mechegelen – 07h29m01s e Maria Naranjo – 07h42m22s, ocuparam o 2º e 3º lugar.

Nas mulheres, estiveram ainda presentes nesta distância Rafaela Bento – 281º geral / 21ª 30F – 10h39m23s, Diva Jardim 366º geral / 6ª 50F – 11h20m01s e Elsa Silva 646º geral / 48ª 40F – 15h21m43

Classificação masculina

Já Samuel, também presença no pódio geral da Columbus Trail 76k, teve o percurso inverso, começando a prova com excelentes sensações, e acusando uma fadiga crescente devido ao terreno acidentado e às descidas imperdoáveis que a prova apresentou. Terminou na 19ª posição do escalão e 47º da geral masculina, também a ser o melhor português em prova nesta distância.

Ivan Puga foi o vencedor com 05h53m10s, seguido de Martin Halasz – 05h59m54s, e Jesus Garcia – 06h14m33s completou o pódio.

Duarte Gil Pereira – 172º geral / 53º 40M – 09h54m30s, Paulo Leite – 418º geral / 43 50M – 11h45m52s, Marcelo Silva -451º geral / 168º 40M – 12h10m02s, André Vieira – 526º geral / 146º 30M – 13h05m06s, Filipe Pires – 646º geral / 227º 40M – 15h21m43s, foram os portugueses masculinos que participaram nesta distância.

[dividir ícone = “círculo” width = “medium”]

Texto: Filipa Castela
Fotos: Cedidas pelos atletas

Parceiros